Dietas Perigosas – Cuidados com a Alimentação Restrita




Confira aqui uma lista de cuidados que você deve ter ao realizar algumas dietas.

Todo mundo está careca de saber que uma vida melhor passa também pelo controle da sua alimentação. Para alcançar um corpo em forma ou ficar em dia com a balança, muitas vezes é preciso uma mudança total de hábitos alimentares. Deixar de lado as comidas prontas e o sedentarismo são regras indicadas em todos os programas de redução alimentar.

Para aqueles que buscam um cardápio mais equilibrado, o ideal é buscar uma orientação com uma nutricionista. Este profissional pode indicar os melhores alimentos e a melhor rotina de emagrecimento. O corpo perfeito e a redução de medidas só vêm com uma boa alimentação.


Porém, o que está na moda hoje em dia são as dietas. Erroneamente considerada, as dietas são cardápios seguidos pelas pessoas no intuito de conseguir emagrecer. Porém, a dieta é tudo aquilo que podemos considerar como nossa alimentação rotineira. Destas “dietas” algumas podem matar mais do que o cigarro, devendo ficar distanciado de quem busca uma vida saudável.

Muito Sal

As comidas industrializadas ou fast-food tem um número gigantesco de gorduras e aumentam a presença do sódio na alimentação. O sódio em si é de extrema importância na saúde, porém, seu consumo em excesso pode causar problemas a longo prazo.

Para você identificar que se está abusando no consumo de sal ou sódio, algumas pistas devem ser levadas em consideração:


O inchaço principalmente nos pés por conta da retenção de líquidos. Muitas vezes os endemas são desconsiderados, mas tem sua origem no consumo excessivo de produtos muito salgados; se você perceber que anda estando com muita sede ao longo do dia, de forma estranha, deve-se tomar cuidado com o consumo exagerado de sal e sócio, já que o organismo utiliza mais o líquido do corpo; Dores de cabeça também são sintomas de quem mantém uma dieta rica em sal ou sódio. Com isso o sangue aumenta e a hipertensão começa a se originar no corpo do indivíduo.

Os alimentos mais ricos em sódio e sal devem ser consumidos com moderação para quem precisa emagrecer ou ficar em dia com a balança. As carnes processadas comuns no mercado são um dos campeões neste quesito. A mortadela do pãozinho ou o presunto com o queijo devem ter seu consumo reduzido. Os queijos também são grandes fontes de sal, além das sopas e refeições preparadas: não é aquela que a vovó ou a mamãe faz quando você está doente, mas sim aqueles conhecidos envelopes de sopa pronta.

Produtos industrializados também são um perigo: as bolachas recheadas, apesar de serem doces, também tem elevadas quantidades de sódio. O sal é usado em larga escala nestes produtos, trazendo um sabor mais gostoso, porém mais perigoso para a saúde. Manteiga, margarina e congelados também devem ser levados em consideração.

Produtos integrais

Outra dieta que pode matar mais que o cigarro é a falta de grãos integrais. O uso de produtos integrais já é velho conhecido de quem frequenta o nutricionista ou um médico, já que trazem em sua essência as fibras, grandes auxiliadoras de um intestino que precisa ser regular. Elas têm papel importante no trânsito intestinal e na frequência em que nos deslocamos até o banheiro.

As fibras ajudam a diminuir o colesterol e também a gordura no sangue, além de induzir o crescimento das boas bactérias na nossa flora intestinal. Cereais, pães e biscoitos integrais são grandes aliados de uma dieta equilibrada.

Menos frutas

Outra dieta que pode ser perigosa ao corpo humano é a ausência de frutas. Com a popularização dos alimentos industrializados devido a corrida do dia a dia e a facilidade de consumo, as frutas ficaram em um plano B. Sucos de frutas ou o consumo das frutas devem ser considerados para quem busca um padrão saudável.

Por Leandrinho de Souza



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *