Hodiernamente, as pessoas estão cada vez mais vaidosas e preocupadas com o corpo. Um dos fatores que as tem levado a essa ambição estética encontra-se muitas vezes nas academias, em comerciais de TV e nas roupas da moda. Diante disso, vamos abordar neste artigo os alimentos que mais contribuem para a perda de peso.

Primeiramente, é bom lembrar que a melhor dieta a se fazer é a das comidas cruas. No entanto, fazer uma dieta nem sempre é tarefa fácil e requer bastante disciplina por parte do indivíduo. As comidas cruas preenchem cerca de 75% a 80% do cardápio. Cabe lembrar que a maioria das pessoas que optam por essa dieta são veganos. Porém, pode ser incluído carne, uma vez que a dieta permite a ingestão de sashimis e leite não pasteurizado, além de diversos itens como: frutas, verduras, legumes, sementes, castanhas e sucos, desde que não estejam cozidos.

Entretanto, é necessário atentar-se bastante para essa dieta, uma vez que não é fácil de ser seguida e há o risco de intoxicação por comidas contaminadas, já que não é realizado processo de esterilização, como é o caso do leite e seus derivados. Os alimentos crus proporcionam grandes chances de perda de peso. Algumas celebridades de Hollywood já aderiram a esse novo método alimentar e conseguiram emagrecer bastante.

Ressalte-se que, alguns nutricionistas não a recomendam pelo fato de ser um cardápio com muito poucas calorias diárias, isto é, menos de 1.500 ao todo, o que pode gerar alguns desconfortos ao ser humano como: cansaço, sono e dor de cabeça. Lembrando que o exercício da mastigação é muito importante e nesse método praticamente não há esse processo. Nas duas primeiras semanas da dieta eliminam-se praticamente todos os tipos de carboidratos e as gorduras prejudiciais, como a saturada encontrada em carnes gordas e frituras. Estima-se que em 14 dias é possível emagrecer cinco quilos e notar uma diferença.

Por Luciana Viturino

Dieta da Comida Crua

Foto: Divulgação


O número de dietas milagrosas que prometem as pessoas a perda de peso, a diminuição do inchaço corporal, a redução do apetite e medidas menos generosas, surgem aos montes em revistas e na televisão. Nos últimos tempos a busca pelo corpo ideal aumenta de forma descomunal.

Umas das promissoras é a famosa dieta ortomolecular. Ela visa o equilíbrio do organismo do paciente, seria a busca pelas moléculas adequadas para cada tipo de corpo através da absorção de certas substâncias.

Inicia-se através da reeducação alimentar, com a ingestão de pequenas porções de alimento, mas varias vezes ao longo do dia. Além disso, são feitos exames de sangue para detectar quais as carências de vitaminas e aminoácidos. Após os resultados dos exames, são prescritas fórmulas manipuladas que o paciente irá ingerir durante o tratamento.

Atualmente os estudos científicos não atestam a garantia da dieta, a sua eficácia ainda está sendo estudada, além disso, não é reconhecida como especialidade médica. Portanto, antes de seguir essa ou qualquer outra dieta, procure um médico registrado para consulta previa.

Por Milena Evelyn





CONTINUE NAVEGANDO: