Existem exercícios físicos que juntam o prazer ao bom condicionamento do corpo. Fazer a famosa caminhada, além de nos proporcionar ótimos momentos, ainda mantém o nosso organismo saudável.

Fazer caminhada com frequência auxilia para a manutenção da saúde de nosso corpo. Ela proporciona diversos benefícios ao organismo, como emagrecimento, controle do colesterol e da diabetes, além de produzir um certo tipo de hormônio, conhecido por Endorfina, o qual ao ser libertado na corrente sanguínea pela hipófise, gera em nosso corpo uma sensação de prazer, sendo também importante para melhoria do condicionamento físico do organismo.

Uma boa dica para quem pretende reduzir níveis de mau colesterol no organismo é a prática constante da caminhada. Os exercícios físicos ajudam o nosso corpo na produção de bom colesterol, conhecido por HDL, que ao cair na corrente sanguínea, carrega o mau colesterol, retirando-o dos grandes acúmulos nos vasos.

Caminhar faz bem a saúde e ainda nos proporciona bons momentos de prazer. 

Por Rodolpho Medeiros


Estudos recentes apontam que caminhar é um bom exercício para quem deseja parar de fumar. Ao caminhar o organismo libera um hormônio chamado endorfina. A substância causa bem-estar, fazendo com que a dependência da nicotina diminua.

Os exercícios devem ser feitos periodicamente, pelo menos duas vezes por semana, em dias alternados. O tempo de recuperação do fôlego é individual. O importante é persistir e ir aumentando a velocidade aos poucos.

Além de ser uma grande aliada no combate ao cigarro, a caminhada é um ótimo exercício para manter a boa saúde e também queimar calorias. Dessa forma, fica mais fácil convencer um fumante a livrar-se da dependência química oferecendo uma alternativa com tantos benefícios.

No Brasil, pesquisa realizada recentemente pelo Ministério da Saúde, por meio do Instituto Nacional de Câncer (Inca), indica que 18,8% da população brasileira são de fumantes (22,7% dos homens e 16% das mulheres).  Mais de 20 pessoas morrem por hora por conta do tabagismo.

Por Samanta Fernandes


Algumas pessoas acreditam que para realizar uma caminhada só precisa de um tênis, uma roupa leve e local. Mas existem algumas regras que são básicas e devem ser seguidas.

Os profissionais recomendam que a frequência da caminhada deva ser de no mínimo três vezes por semana em dias alternados, deve-se evitar caminhar depois das 10 da manhã, quanto mais cedo melhor ou após as 17 horas quando à incidência dos raios solares é bem menor. Dê preferência a roupas claras e de tecidos leves, o tênis deve ser macio e leve, evite roupas sintéticas.

A postura também é importante, a coluna deve estar ereta e com o abdome retraído, os braços devem estar posicionados ao lado do tronco e descontraídos fazendo movimentos rítmicos.

Comece caminhando uma distância de 1.500 metros, cerca de 15 minutos, em passos largos mas sem acelerar, procure manter sempre o mesmo ritmo.

Por Milena Evelyn


Recentemente, pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, perceberam que a caminhada pode trazer um benefício extra aos idosos: a diminuição no número de casos de demência em pessoas dessa faixa etária.

Segundo especialistas, isso ocorre porque o exercício aeróbico promove uma melhoria na oxigenação, proporcionando uma maior ativação das funções cerebrais, com menor dano às células nervosas, promovendo a melhoria da memória e da qualidade de vida.

No entanto, antes de começar a praticar caminhada, os idosos precisam fazer uma avaliação física completa com seu médico de confiança, pois existem limitações e riscos individuais para a sua prática.

Após consultar o seu médico e ele o liberar para a caminhada regular, procure usar um tênis confortável e andar em locais planos, sem buracos. Para que a caminhada fique ainda mais agradável, procure chamar seus amigos para lhe fazerem companhia, mas só tome cuidado em evitar praticar a atividade em horários muito quentes.

Por Selma Isis

Fonte: Yolanda Schrank, médica do Bronstein Medicina Diagnóstica.





CONTINUE NAVEGANDO: