Medida poderia fazer com que as pessoas consumam menos bebidas com açúcar.

A OMS fez um levantamento e constatou que o aumento de impostos de refrigerantes e bebidas a base de açúcar diminuiriam significativamente os números de doenças causadas pelo excesso de açúcar, como diabetes, obesidade e problemas dentários. Com o aumento das taxas, esses números de doenças iam ter uma importante queda.

O estudo que foi publicado no último dia 11, afirmou que um aumento de 20% nos preços desses produtos, seria suficiente para que o consumo caísse. Com a diminuição de consumo dessas bebidas, acarretaria em um menor consumo de açúcar, e assim, melhorando a nutrição e a incidência de doenças como a diabetes, que hoje é uma das doenças que mais matam as pessoas ao redor do mundo.

O grande vilão para o aumento alarmante de diabetes e da obesidade é o açúcar em excesso. As bebidas açucaradas levam uma dose extravagante de açúcar, muito além do recomendado diariamente. O consumo desses produtos é de fato o grande responsável pelo aumento dessas doenças.

A OMS vai além e afirma que se os governantes aumentarem os impostos desses produtos estarão salvando vidas. Pois, além de evitar as doenças, ainda acarretaria em uma diminuição de custos no setor da saúde, assim, sobraria mais renda para o Estado.

A preocupação com a obesidade é grande, números mostram que entre 1980 e 2014, o número de obesos duplicou. Hoje, no mundo, 11% dos homens e 15% das mulheres são obesos. E esse não é um problema enfrentado somente na vida adulta, 45 milhões de crianças com menos de 5 anos foram consideradas acima do peso ou obesas, no último ano. É algo muito preocupante e necessita que os Estados se mobilizem para evitar que essa doença continue a aumentar.

Além da obesidade, a diabetes também é um grande problema. Em 2014 foram contabilizados 422 milhões de pessoas diabéticas no mundo. É uma doença perigosa e uma das maiores responsáveis pela morte de pessoas. É uma doença que surge, geralmente, a partir do consumo excessivo de açúcar. Por isso, diminuir seu consumo é extremamente importante para evitar esse tipo de doença e melhorar a qualidade de vida.

Camilla dos Santos Batista


Saiba aqui quais são os principais perigos e malefícios do refrigerante.

O consumo em excesso de refrigerante pode levar ao desencadeamento de várias doenças fatais. Com um alto nível de açúcar em sua fórmula, os refrigerantes podem levar a um aumento do nível de glicose no sangue, que pode ser um grande problema para quem tem diabetes.

Para quem possui qualquer doença cardiovascular, a bebida também pode ser um veneno.

Em um estudo publicado pelo periódico Circulation, que tem sede em Boston, nos Estados Unidos, mostra que mais de 130 mil pessoas morrem de diabetes, com aumento dos níveis de glicose relacionados ao consumo de refrigerante em excesso. No estudo há também evidências de que mais de 6 mil mortes por diferentes tipos de câncer estão relacionadas com o hábito de consumo.

O refrigerante possui em sua fórmula mais açúcares do que as necessidades diárias do organismo. Isso, além de aumentar o ganho de peso, causa um imenso desequilíbrio no corpo.

Para a absorção de cálcio, nutriente essencial para a manutenção da saúde dos ossos, o refrigerante é extremamente prejudicial. Por conter uma grande quantidade de ácido fosfórico, ele faz com que a absorção de cálcio seja diminuída. Para a absorção do ácido fosfórico ele utiliza do cálcio existente no organismo e não deixa que a substância seja suficiente para o fortalecimento ósseo.

Outro problema nos refrigerantes é a grande quantidade de cafeína presente na maioria dos tipos da bebida. Os que são à base de cola e de guaraná são os que apresentam os maiores níveis.

O consumo em excesso de cafeína pode levar a distúrbios no sono, irritabilidade e crises agudas de dor de cabeça.

Sendo hoje em dia a segunda bebida mais consumida no mundo inteiro, os refrigerantes são menos consumidos apenas que a água.

Uma maior preocupação com a saúde e com ganhos na qualidade de vida devem levar em conta uma diminuição do consumo de refrigerantes. A troca por sucos naturais ou chás pode ser uma alternativa.

Lembrando que a troca pelos sucos só vale se eles forem naturais. Sucos de caixinha são tão prejudiciais quanto os refrigerantes na busca por uma saúde melhor.

ANA CAROLINA HADDAD


Já imaginou tomar alguma bebida em um copo que fala? Essa é a mais nova tecnologia criada para facilitar o dia a dia das pessoas. O Vessyl (copo falante) é capaz de identificar qualquer tipo de bebida que você esteja bebendo apresentando dados estatísticos capazes de identificar valores como: níveis de açúcar, calorias e diversas outras substâncias que estão presentes no líquido. No mesmo momento em que a tecnologia do copo é criada, um estudo nos Estados Unidos aponta que as bebidas são as principais fontes de calorias em uma refeição, portanto uma inimiga para quem está em busca de perda de peso.

Em um vídeo explicativo liberado no YouTube, a empresa fabricante apresenta as características que ajudam a fazer do produto um mecanismo de apoio às pessoas que buscam uma dieta balanceada e uma vida mais saudável.

Para que o Vessyl fosse lançado houve um período longo de sete anos de pesquisas aprofundadas para que o produto realmente conseguisse especificar da melhor e mais exata maneira possível os níveis de substâncias presentes em uma bebida, e essa tecnologia não para por aí, por meio de uma conexão via Bluetooth é possível sincronizar o copo a outros gadgets como smartphones e pulseiras inteligentes. O valor é bastante animador, é possível adquirir um copo desses por 99 dólares na internet. O Vessyl  já é um dos produtos mais procurados no mercado fitness americano, são pessoas de todas as idades em busca dessa nova ferramenta que pode ajudar no controle de ingestão de substâncias inimigas à boa forma e à saúde. As academias estão investindo nessa nova tecnologia e dizem ser a invenção do século.

É bastante interessante ver todas as áreas da sociedade sendo transformadas pelas inovações tecnológicas, e essas inovações sendo uma forma de facilitar a vida das pessoas.

O Vessyl não tem previsão de chegar ao mercado brasileiro de fato, mas a tendência é que chegue ainda este ano para inovar a forma de fazer dieta no Brasil.

Por Paulo Victor Bragança

Vessyl

Foto: Divulgação


Uma fruta típica de regiões praieiras, a água de coco têm diversos benefícios ocultos além de saciar a sede. A fruta das terras tropicais é uma grande fonte de sais minerais, potássio e diversos outros nutrientes que são perdidos no decorrer do dia e em grande quantidade em atividades físicas.

O líquido tem semelhante composição ao soro fisiológico que tomamos no hospital, por isso possui praticamente os mesmos efeitos: reidrata em caso de diarreia e falta de alimentação por viroses e motivos diversos. Além de proteger contra cãibras, pois possui potássio.

Há um beneficio que muitas mulheres vão gostar: ao ser ingerida entre as refeições, aumenta a sensação de saciedade e diminui a fome. Vale lembrar que a água de coco deve ser utilizada como um complemento nutricional, não no lugar da água, porque contém calorias.

Por Lidianne Andrade





CONTINUE NAVEGANDO: