Carne Branca pode Aumentar Colesterol





Novo estudo mostra que o consumo de carne branca pode influenciar no aumento dos níveis de colesterol.

Um estudo publicado pelo American Journal of Clinical Nutrition pôs fim ao mito de que somente a carne vermelha é prejudicial no que diz respeito ao colesterol. Conforme a pesquisa, ingerir carne branca tem o mesmo efeito sobre o ser humano. A observação foi feita por cientistas do “Children’s Hospital Oakland Research Institute”, o CHORI, e surpreendeu muito os estudiosos.

Na análise feita, foi constatado que o consumo excessivo de carne branca ou vermelha trouxe como resultado o mesmo nível ou níveis mais elevados de colesterol em relação aos pacientes que, no período, tiveram uma dieta baseada em plantas.




Além disso, os médicos também notaram que, qualquer que fosse a fonte de proteína de consumo, o colesterol LDL, também conhecido como o grande vilão e “mau colesterol”, mostrava índices altos em uma dieta rica em gordura saturada. Vale lembrar que o estudo não incluiu uma análise em dietas baseadas em carnes processadas, como a linguiça e o bacon, e em peixes.

Realização do Estudo: como ele foi feito?

No total, foram recrutados para a pesquisa 113 mulheres e homens com a idade entre 21 e 65 anos. O Índice de Massa Corporal (IMC) dos participantes foi normal ou de sobrepeso. Sabendo disso, primeiramente os mesmos foram submetidos a uma dieta de duas semanas simples, de forma a testar se eles seriam capazes de participar e seguir uma dieta controlada. Feito isso, foi feita uma divisão em dois grupos distintos, sendo que no primeiro havia uma dieta pobre em macronutriente e, no outro lado, uma dieta rica em gordura saturada. Na sequência, os grupos tiveram mudanças significativas nas fontes de proteína e em suas respectivas dietas, consumindo em primeiro lugar carne vermelha por um total de quatro semanas. Entre duas e sete semanas, foi realizada a dieta normal e, após, retomando a anterior com a carne branca por outras quatro semanas. Depois de outro intervalo, foram outras quatro semanas somente com uma dieta sem carne alguma. O que se percebeu com a observação é que com as dietas com a carne vermelha e a branca, o colesterol LDL encontrado era mais alto do que na comparação com as semanas sem nenhum tipo de carne. Isso foi constatado independentemente da dieta ser ou não rica em gorduras saturadas.


O que constatar com a pesquisa?

Nos últimos anos, a carne vermelha e o seu consumo foram largamente atacados por diversas organizações, podendo-se citar entre elas a Organização Mundial da Saúde, a OMS. Isso aconteceu uma vez que essas afirmavam que o excesso do alimento trazia diversos danos à saúde, podendo inclusive aumentar os riscos para doenças cardiovasculares. Por isso, a carne branca era considerada uma opção muito mais saudável nesse sentido.Porém, não é isso que afirma o novo estudo, já que ele indica que o melhor é uma diminuição no consumo de carne em geral, seja ela vermelha ou branca, de forma a auxiliar na redução dos níveis totais de colesterol. Ainda, vale ressaltar que a análise também mostrou que uma dieta com proteínas das plantas ou de outras fontes que não carnes, como legumes, leite e ovos, também apresenta um resultado mais favorável no quesito. Apesar de o resultado ser significativo, ele ainda não pode ser considerado em sua totalidade, já que foi feito com apenas algumas pessoas. Portanto, o mesmo deve ser levado apenas como uma evidência preliminar, necessitando de outros estudos nesse sentido para a comprovação de todos os dados. Sabe-se que tudo que é consumido em excesso pode se tornar prejudicial a saúde. Por isso, especialistas recomendam sempre uma dieta balanceada e que aborde todos os tipos de alimentos.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *