Café da Manhã Saudável – O Que Comer





Confira aqui algumas dicas com o café da manhã ideal para cada pessoa.

Você é daqueles (a) que acorda antes que o seu despertador toque, totalmente disposto (a) e animado (a)? Ou é o rei ou a rainha do “só mais cinco minutinhos”? Você começa o dia na academia ou praticando qualquer outra atividade física? Ou será que precisa acordar e correr mais depressa do que o Coelho Branco de “Alice no país das maravilhas”? Saiba que, mais individual do que o nosso perfil ao acordar, o café-da-manhã também deve ser. E, assim, seguir o nosso ritmo de vida e as necessidades de nosso organismo.

Saiba que a primeira refeição do dia é a mais importante e não devemos pular, a não ser que tenha um ótimo motivo. É por meio dela que nosso corpo absorve os nutrientes que darão aquela forcinha para o nosso organismo logo após acordarmos. Além disso, o café-da-manhã ajuda a termos uma boa rotina alimentar.




Separamos aqui várias sugestões de café-da-manhã para os mais diferentes perfis. Encontre o seu e aproveite todos os benefícios do desjejum.

Você acorda morrendo de fome ou demora para comer novamente?

Não ignore, de maneira alguma, as suas necessidades. Tome um café-da-manhã reforçado, mas que tenha equilíbrio. Adotar os principais macronutrientes como carboidratos (frutas, aveia, pão integral, chia, etc.), proteínas (iogurte natural, kefir, ovo) e gorduras boas (abacate, castanhas, coco, etc.) farão com que você tenha uma boa dose de energia e ficará saciado por um bom tempo.


Quanto à quantidade, tenha em mente que a Organização Mundial da Saúde recomenda uma dieta de 2.000 calorias diárias. Dessas, 25% a 30% devem ser consumidas durante a manhã. Em outras palavras, você tem 500 calorias para dividir entre o desjejum e o lanche-da-manhã. No entanto, você deve ficar atento, esqueça aquela história de “café-da-manhã de rei e blá blá blá” se você não tiver um dia ativo.

Você pratica alguma atividade física logo após acordar?

Se você não tem fome ao acordar, procure tomar um suco, comer uma fruta ou qualquer coisa que te dê energia rapidamente. Nesse caso, até carboidratos como rapadura podem ser interessantes, pois serão absorvidos depressa. Pão integral com pasta de amendoim, também integral, pode ser uma boa opção. Não se esqueça de dar um intervalo de, pelo menos, trinta minutos para treinar, pois você pode acabar passando mal. Não exagere nas porções, já que o corpo utiliza gordura para manter a energia e é aí que você elimina os tão indesejados quilinhos e ganha massa magra.

O pós-treino deve ser rico em proteínas (construtoras) e carboidratos (energéticos), tais como Whey Protein, batata-doce, queijos magros, tapioca, etc.

Por que você não come de manhã?

Se você realmente não consegue comer de manhã e consegue ficar até a hora do almoço sem comer tranquilamente, não tem problema, respeite o seu estilo de vida. Nesse caso, não ter fome é um processo natural. Já sair de casa com fome ou ainda não ter fome por causa da correria, é um prato cheio (ou seria vazio?) para passar mal por conta do estômago vazio ou acabar cedendo ao cheiro daquela coxinha de boteco.

Uma dica interessante é manter frutas picadas na geladeira ou ainda ter torradas e biscoitos saudáveis para comer sem que o tempo de preparo te desanime ou te atrase. Se não tem tempo para comer em casa, procure levar para comer no caminho ou no trabalho.

É importante evitar excessos, mesmo se você acordar com fome e/ou demorar para comer novamente. Pare de comer antes de ficar satisfeito, para não correr risco de engordar por conta de calorias que você não precisa. Faça suas escolhas com sabedoria, evitando alimentos processados e industrializados. Lembre-se de que alimentos tirados da natureza são os melhores.

Por: Jéssica Lima Cochete



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *