Alimentos para Aumentar o Colesterol Bom





Confira aqui alguns alimentos que podem ajudar a aumentar o seu colesterol bom.

Se uma das suas resoluções de ano novo é cuidar melhor da saúde, algo que deve ser levado em consideração são os níveis de colesterol.

Como sabemos, o colesterol está subdividido em duas categorias que chamamos popularmente de "colesterol bom" e "colesterol ruim".




Na medicina, o colesterol bom é tecnicamente chamado de HDL, sigla para High Density Lipoproteins ou Lipoproteínas de alta densidade em sua tradução literal.

Já o colesterol ruim é formalmente chamado de LDL, sigla para Low Density Lipoproteins ou Lipoproteínas de baixa densidade na tradução para o português.


Os níveis de colesterol podem ser obtidos por meio de um exame de sangue e devem ser analisados por um profissional especializado – seja um clínico geral, endocrinologista, nutricionista ou outros.

O colesterol ruim (LDL) é considerado alto quando passa dos níveis de 130 mg/dl e o ideal é manter os níveis abaixo dos 100 mg/dl.

Enquanto isso, a recomendação é de que os níveis do colesterol bom (HDL) fiquem acima de 40 mg/dl e do Colesterol Total deve estar abaixo dos 190 mg/dl.

Se você já passou por algum check up e descobriu que seus níveis de colesterol estão fora da margem de segurança, confira a seguir uma lista com 10 alimentos que prometem regular os níveis do colesterol em seu organismo.

Será que você já consome alguns desses itens?

10 alimentos para aumentar o colesterol bom

Abacate: rico em em gorduras monoinsaturadas e beta-sitosterol, ele é perfeito para aumentar os níveis de HDL, conhecido como colesterol bom, e também ajuda a diminuir o risco de diversos tipos de câncer.

Oleaginosas: fonte de vitaminas e minerais antioxidantes como por exemplo vitamina E, selênio, magnésio e zinco, as oleaginosas como amêndoas, castanhas e nozes são fontes naturais de uma substância chamada fitoesterol, capaz de reduzir a absorção do colesterol pelo intestino

Sementes: semenstes como linhaça, chia e girassol contam com a presença do ômega 3 que protege o organismo de doenças cardiovasculares. Elas podem ser consumidas sobre frutas ou no preparo de receitas como pães e bolos.

Azeite de oliva extravirgem: apreciado pelos brasileiros, o azeite de oliva é uma importante fonte de ômega 9, um tipo de gordura monoinsaturada que reduz os níveis do colesterol ruim no organismo. Especialistas recomendam o consumo da iguaria em seu estado natural, ou seja, não convém aquecer o azeite ou usá-lo em pratos quentes.

Aveia: rica em fibras, no mercado é possível encontrar a aveia em flocos e flocos finos e também a farinha de aveia. Ambas possuem as mesmas propriedades, nesse caso, reduzir a absorção da gordura e do colesterol ruim (LDL). Pode ser consumida crua ou na forma de mingau e vitaminas.

Soja: a soja em grãos conta com uma substância chamada isoflavona, uma espécie de hormônio que aumenta o colesterol bom (HDL). Os derivados de soja como leite e carne de soja podem ser inseridos normalmente em uma dieta balanceada.

Semente de abóbora: as sementes desse vegetal consumido deliberadamente no Brasil são ricas em gorduras monoinsaturadas e beta-sitosterol, nutrientes capazes de reduzir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o colesterol bom (HDL). É possível consumir as sementes da abóbora em forma de chips.

Alho: utilizado diariamente na culinária brasileira, o alho é um tempero que pode diminuir os níveis do colesterol ruim e também dos triglicérides graças a substância presente em sua composição chamada alicina.

Frutas: as frutas são importantes fontes de vitaminas, proteinas, sais minerais, fibras e nutrientes em geral. As frutas ricas em fibras solúveis e vitamina C formam uma combinação capaz de aumentar os níveis do colesterol bom (HDL).

Chocolate amargo: chocolates com mais de 70% de cacau em sua composição, que são chamados popularmente de chocolate amargo, tem um alto poder antioxidante, que protege o organismo contra o colesterol ruim e eleva o colesterol bom.

Agora que você já conhece as principais iguarias que são aliadas do colesterol bom, faça trocas inteligentes, insira esses alimentos em suas refeições ao longo do dia e comece a cuidar agora mesmo do seu bem mais precioso.

Se você ainda não sabe os resultados do seu HDL e LDL, aproveite a oportunidade para agendar uma consulta com seu médico de confiança e começar o próximo ano buscando uma vida mais saudável.

Juliete Landi Lucas



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *