Açúcar Demerara – Diferenças para o Açúcar Refinado





Saiba aqui qual é a diferença do Açúcar Demerara para o Açúcar Refinado.

Vamos começar por um pergunta básica: O açúcar demerara é mais saudável que o refinado?

Se o leitor não souber a resposta, então cabe esta segunda pergunta: Conhece o açúcar demerara?




Trata-se, rigorosamente, de uma espécie de açúcar produzido em grãos maiores, mais crocantes e, por conseguinte, de tonalidade mais amarronzada, oriundos das Guianas, em nossa América do Sul.

O nome Demerara é título de batismo da região onde este produto é feito, por isso esta homenagem ao lugar de origem. Não confunda o Demerara com o famoso açúcar mascavo, dada a similaridade no aspecto de ambos.


O processo do Demerara é o seguinte:

A essência é extraída a partir do cozimento do caldo de cana, consistindo em um tipo de açúcar bem mais bruto. O seu refinamento se dá dispensando qualquer produto químico artificial. O refinamento do açúcar branco, segundo especialistas e médicos, é extremamente prejudicial à saúde. Quanto menos refinamento, mais bruto será o produto, mais próximo de sua origem que é a Cana, e, por conseguinte, mas saudável, sendo que o demerara é um açúcar de cor marrom claro, mais natural.

Este mesmo açúcar, tipo demerara, é mais nutritivo?

A resposta é: sim, se comparado ao açúcar mais refinado. O refinamento do demerara faz diminuir a super concentração mineral no açúcar.

Uma ilustração comparativa pode deixar tudo mais claro:

Cerca de 100 gramas do açúcar mascavo contém até 127 mg em cálcio; 80 mg em magnésio; 8,3 mg em ferro; 25 mg em sódio e até 522 mg em potássio. No típico açúcar super refinado, toda a concentração das substancias acima citadas cai, respectivamente, para 4 mg; para 1 mg; para 0,1 mg; para 12 mg e para 6 mg.

Portanto, a partir do ângulo nutritivo, o novo açúcar demerara, embora muito pouco refinado, está muito mais próximo das potências nutritivas do clássico açúcar mascavo.

É muito importante saber o seguinte:

No processo de super refinamento, a substância do açúcar perde muito de seus componentes básicos e naturais, os quais são produzidos pelo nosso organismo para efetuar a digestão deste mesmo açúcar, tendo como consequência sobrecarregar nosso corpo na atividade de diluição dos alimentos.

A vantagem do demerara está exatamente nesse quesito, ou seja, de favorecer nosso organismo a funcionar como deve, sublimando nossa digestão de açúcar e diminuindo a produção de gases e os desconfortos no abdome.

Mesmo assim, um pequeno parêntese é necessário aqui. Especialistas em nutrição indica que o ideal para manter nossa saúde é a substituição total do açúcar pelos seguintes meios: por adoçantes naturais tais como o mel; a uva passa ou mesmo a tâmara. Trocar o açúcar branco pelo tipo demerara consiste, somente, em um método de fazer diminuir a concentração e seus efeitos nocivos para a saúde. Apesar dessa qualidade do demerara, tanto o branco, como o mascavo e o próprio demerara são carboidratos depositários de alto índice de glicemia.

Outra observação importante:

Nada de querer ingerir açúcar demerara para regime, para emagrecer. Nesse ponto tanto o demerara quanto o branco são substância equivalentes. O demerara está menos provido da sacarose, porém, repleto do melaço em relação ao branco.

Em resumo:

A cor e a consistência mudam na sua substituição pelo super refinado açúcar branco. Portanto, do ponto de vista de se consumir algo menos prejudicial, o demerara é muito recomendado, ideal (devido ao seu sabor caramelizado) para as famosas receitas de doces, de pudins e até de sorvetes. Seu gosto de melaço, que lembra muito sua origem da cana, é muito melhor. Pense no açúcar cristal, que é menos prejudicial, então, pense no demerara que é mais cristalizado ainda.

Paulo Henrique dos Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *