Óleo de Coco pode fazer mal à Saúde



  

Cientistas comparam óleo com gordura animal e manteiga.

Nos últimos tempos, cientistas vem afirmando que ao contrário do que se pensa, o óleo de coco pode ser tão prejudicial à saúde quanto a manteiga e ao óleo animal.

Estudos recentes realizados pela Associação Cardíaca Americana apontaram que óleo de coco possui os mesmos malefícios que a gordura animal e a manteiga. A pesquisa atual contraria o que cientistas e profissionais da saúde acreditavam até então, pois por muito tempo o óleo de coco foi visto como alimento aternativo e saudável.

Tudo acontece porque o óleo de coco tem em sua composição gordura saturada que é mais difícil de ser quebrada e, dessa forma, pode acabar transformando-se em HDL (Low Density Lipoprotein ) ou "colesterol ruim", como é conhecido popularmente.

Apesar de a pesquisa ter evidenciado uma maior parte de gordura no óleo de como se comparado com a manteiga e o óleo animal, a mistura ainda é saudável. Contudo, nem todos os especialistas da área estão de acordo.

Alguns reforçam que como o óleo de coco pode aumentar o colesterol ruim, seu consumo deve ser evitado uma vez que o acúmulo de gordura nas veias pode causar doenças cardiovasculares e derrame.

Recomenda-se ainda que se substitua certa quantidade de gordura saturada por gorduras insaturadas como óleo de girassol e azeite de oliva, por exemplo. Isso porque, dentro do corpo, as ligações podem ser quebradas de forma mais fácil.





É muito disseminado no meio popular que o ''colesterol ruim'' é adquirido por meio do consumo de banha de porco, entre outros alimentos que podem ser vistos como perigosos. Por outro lado, o ''colesterol bom'' é formado por gordura insaturada, ou seja, mais fácil de ser quebrada dentro do organismo do que as que são compostas por óleo de girassol ou óleo de dendê.

No entanto, sabe-se que os dois tipos de colesterol são importantes, mas em excesso pode ser nocivo à saúde.

Seguindo as recomedações do departamento de saúde pública da Inglaterra, no Reino Unido, os homens devem evitar consumir mais de 30 g de gordura por dia e as mulherem devem reduzir o consumo diário para no mínimo 20g de gordura saturada.

Para auxiliar nessa medição, os rótulos dos alimentos indicam a proporção de gordura saturada nos produtos.

Sirlene Montes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *