Esteatose hepática – Causas, tratamento e prevenção



  

Uma doença tem assustado os médicos, pois ela já atinge 20% da população brasileira. Ela é conhecida como esteatose hepática, vulgarmente chamada de "gordura no fígado". O problema é que ela não demonstra sintomas, então, não há como detectá-la a não ser por ultrassonografia. No entanto, pessoas com hipertensão, diabetes e obesidade devem atentar-se para esse quadro, porque a esteatose atinge mais esses grupos.

A gordura no fígado é resultado da má alimentação. Alimentos muito gordurosos como carnes, frituras e doces devem ser evitados, pois a doença pode se agravar ao ponto de se tornar uma cirrose, o quadro mais grave da doença.





Segundo especialistas, 20% dos pacientes com esteatose hepática podem evoluir para o quadro de cirrose. Portanto, para evitar essa enfermidade, é necessário manter uma alimentação saudável e livre de gorduras. 

Por Flávia Yoshitani



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *