O excesso de sal na alimentação pode provocar aumento da pressão alta e causar danos aos rins. Sempre que possível, tente consumí-lo em menor proporção, e evite ao máximo, alimentos industrializados, uma vez que, a maioria destes contém bastante sódio.

Procure migrar para os alimentos naturais, e faça mais uso de condimentos como pimenta, salsinha, alho, cebola etc. Saiba que o alho é indicado para controlar a pressão e colesterol altos;  a cebola protege-nos de certas espécies de micro-organismos; e ambos são auxiliares no combate a doenças graves como o câncer.

A pimenta, por sua vez, ajuda na prevenção do envelhecimento celular e dá uma “turbinada” no metabolismo. Sendo indicada para dietas de emagrecimento. Não se esqueça da salsinha, que além de enfeitar as refeições, ataca doenças cardíacas e renais. Enfim, a lista de condimentos do “bem” é longa, então não deixe de explorá-los e se informar sobre os seus benefícios.

Por Gilvani de Oliveira


Uma boa dica para os adolescentes que pretendem ter menor risco de contrair derrames e doenças cardíacas na fase adulta, é reduzir 3 gramas da ingestão de sal nas refeições por dia. Quem aponta este fato é um estudo americano realizado pela Universidade da Califórnia, mais precisamente pela pesquisadora Kirsten Bibbins-Domingo. A redução em tais problemas de saúde chega a ficar entre 30% até 40%.

Existem também outros benefícios que os adolescentes podem apresentar com a diminuição do sal. Quando estão perto da faixa etária dos 50 anos, estas pessoas reduzem de 8% até 15% as chances de apresentarem ataques cardíacos, de 7% até 12% menos chances de desenvolverem doenças coronarianas, além de uma diminuição de 5% até 8% nos casos de derrames. Segundo informações, meninos e meninas nos Estados Unidos chegam a consumir cerca 3,8 gramas de sal ao dia, sendo que o ideal é 1,5 gramas.

A dica é, além de cuidar do sal que você coloca nos alimentos durante as refeições, observar a quantidade já existente nestes. Pois, segundo especialistas, as maiores quantidades de sal que ingerimos são de alimentos que já apresentam alto teor de sódio. Por isso, verifique sempre a quantidade de sódio na tabela nutricional dos alimentos antes de consumi-lo.

Por Oscar Ariel


Pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, situada em São Francisco, apontou que os adolescentes que reduzem o consumo de sal nas suas refeições diárias, correm menos riscos, entre 30 até 40%, de contrair doenças do coração e derrame na fase adulta. Porém, segundo os pesquisadores, não são somente essas as vantagens.

Quando chegam à faixa dos 50 anos, os adolescentes que tiveram costume de reduzir o sal nos seus alimentos podem ter os seguintes benefícios: diminuição de até 12% de doenças coronarianas, até 15% nos riscos de sofrer ataques cardíacos e até 8% nas chances de derrames.

De acordo com informações da Associação Americana do Coração, o recomendável é que o consumo diário não ultrapasse a 1,5 gramas de sal. Quem é acostumado a comer uma pizza constantemente, tem que tomar cuidado. O Centro Nacional de Estatísticas da Saúde afirma que o alimento é um dos mais prejudiciais, quando se trata de quantidade de sal.

Fonte: Terra

Por Oscar Ariel





CONTINUE NAVEGANDO: