Geralmente, os alimentos ingeridos por quem está de dieta não têm sabor. No entanto, nutricionistas descobriram que há algumas ervas e especiarias usadas como temperos que ajudam no emagrecimento. E quando se usa mais condimentos na comida, usa-se menos sal, culpado pela retenção de líquidos e consequente ganho de peso. As ervas e especiarias sugeridas são o orégano, a pimenta-caiena, a canela, a salsa e a cúrcuma.

O orégano é ótimo para a digestão dos carboidratos e funciona como tônico digestivo, além de ser antioxidante e diurético. A pimenta-caiena contém grandes quantidades de capsaicina, que aumenta a circulação sanguínea, sacia a fome e acelera o metabolismo, além de ser antioxidante e anti-inflamatória. Por saciar principalmente a fome por doce, a canela é excelente para a perda de calorias e tem também substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias que metabolizam a gordura.

Se tomada em forma de chá, a salsa é diurética e evita a formação de gases e inchaços no abdômen, além de ajudar na digestão e na limpeza do fígado, deixando o corpo limpo de toxinas. A cúrcuma, uma raiz, faz com que as reservas de gordura sejam liberadas e evita as rugas, pois contém antioxidantes.

Além de serem ótimos emagrecedores, esses temperos fazem bem para a saúde e para o paladar.

Por Flávia Yoshitani


Uma atividade física em moda é a bicicleta. Ela está por todos os lados: na rua, na estrada ou na academia. E há um motivo: dentre todos os esportes, pedalar é o que mais faz perder calorias, vencendo até a corrida e a natação, causando a perda de até 700 calorias por hora. A bicicleta ainda faz com que os músculos das pernas e do abdômen fiquem tonificados.

No entanto, a prática ao ar livre é a mais indicada para quem busca pela perda de peso rápida. Segundo especialistas, essa modalidade faz com que o gasto de energia seja 50% maior quando praticada nas ruas, devido aos obstáculos do trajeto. É necessário o uso de acessórios como o capacete, joelheiras e cotoveleiras.

Pratique o esporte em grupo, procurando a associação de ciclistas da sua cidade. Fazer trilhas e conhecer lugares com detalhes observados somente sobre a bicicleta fazem desse esporte ainda mais emocionante. 

Por Flávia Yoshitani


Produtos que prometem milagres do emagrecimento enchem as prateleiras de lojas especializadas, além disso, existem também as fórmulas mágicas que aparecem nas revistas.

Recentemente o óleo de cártamo, rica fonte de ácido linoléico está sendo usado em dietas para emagrecimento. Ele causa alterações na composição corporal, reduz a gordura abdominal e ainda contribui para o aumento da massa magra. De acordo com estudos, também realizados recentemente, o óleo de cártamo ajuda na prevenção contra o câncer e da diabetes tipo 2, além de potencializar a mineração óssea.

Esse óleo pode ser encontrado em forma de cápsulas gelatinosas que devem ser ingeridas meia hora antes das refeições.

Vale ressaltar que toda substância em excesso pode causar danos à saúde ao invés de ajudar. Não deixe de consultar seu médico ou nutricionista antes de consumir qualquer produto químico ou natural.

Por Milena Evelyn


De todos os componentes de uma dieta de perda de peso bem-sucedida, poucos se podem comparar em importância ao consumo de proteína ideal. Enquanto alimentos integrais podem ser uma grande fonte de proteínas, muitos se voltaram para a proteína de soro do leite (ou whey protein) e outros suplementos para satisfazer as suas necessidades diárias deste nutriente. Antes de decidir tomar suplementos de soro de leite, no entanto, é importante entender os riscos e benefícios que essa proteína pode proporcionar.

Um dos mitos mais comuns associados com o consumo de suplementos protéicos é que eles podem aumentar o risco de osteoporose. Esta teoria foi baseada em indícios de que o aumento do consumo de proteínas pode elevar os níveis de excreção de cálcio na urina, os pesquisadores levantaram a hipótese de que esse desprendimento de cálcio seria causado pela suplementação proteica. Estudos posteriores mostraram, contudo, que o motivo foi realmente causado pelos suplementos de proteína, tais como a whey protein, que são muito ricos em cálcio, e essa excreção foi um resultado da ingestão de cálcio aumentada. Na verdade, descobriu-se que quando a ingestão de cálcio é adequada, o consumo extra de proteína diminuiu o riscos da osteoporose.

Uma das razões para a whey protein ser particularmente benéfica para perda de peso é que ela consiste de proteínas de qualidade muito superior em relação a maioria das fontes de proteína. A alta concentração de todos os aminoácidos essenciais, aqueles que não produzimos, aliada a uma excelente digestibilidade, fazem dela um tipo de proteína de alto valor biológico. Na verdade, o soro possui elevados índices de leucina, isoleucina e valina, os principais aminoácidos que são responsáveis pela síntese de proteínas.

Outra razão pela qual a whey protein pode ajudar na perda de gordura é a sua capacidade de aumentar o seu déficit calórico diário. A proteína é significativamente mais saciante que os carboidratos ou gordura. Além disso, proteínas são muito mais difíceis para o seu copo digerir do que os demais macronutrientes, levando a níveis muito maiores de termogênese pós-prandial, ou seja, a proteína causa a queima de maior quantidade de calorias em repouso durante o dia.

Outro motivo pelo qual a proteína de soro de leite pode ser benéfica ao tentar perder peso é devido à sua capacidade de ajudar a preservar a massa magra. Durante períodos de déficit calórico, o organismo prefere quebrar o músculo para obter energia, pois células musculares são mais metabolicamente ativas do que as de gordura. Perder massa magra do corpo quando se esta de dieta pode ter conseqüências negativas sobre sua saúde e sobre os resultados de sua dieta, uma vez que uma menor quantidade de massa magra implicará em uma taxa metabólica basal menor.

Por Rodolfo Fialho





CONTINUE NAVEGANDO: