Os alimentos antioxidantes ganham cada vez mais espaço devido a sua ação em nosso organismo e os benefícios que promovem.

Cada vez mais as pessoas compreendem que alimentação é um fator decisivo para a manutenção da saúde e bem estar. Os alimentos não servem apenas para nutrir o corpo, mas também o protege de várias doenças.

É nesse contexto que os antioxidantes ganham cada vez mais espaço devido a sua ação em nosso organismo e os benefícios que promovem. Nesse artigo, você vai conhecer mais sobre os antioxidantes e quais alimentos consumir para usufruir de seus benefícios, confira.

O que são antioxidantes e como eles funcionam

Os antioxidantes são substâncias presentes em uma variedade de alimentos e tem por função proteger o organismo dos radicais livres.

Os radicais livres prejudicam as células ao oxidá-las, comprometendo sua função ou até mesmo eliminando células saudáveis. Esses compostos surgem em nosso organismo de forma natural, pela própria ação metabólica do corpo, ou por um reflexo da nossa vida com mais consumo de açúcares, bebidas, cigarros, cosméticos sintéticos, gorduras, poluição, estresse.

Benefícios dos antioxidantes

· Combate o envelhecimento precoce;

· Protege as células contra os radicais livres;

· Auxilia na prevenção de infartos, aterosclerose e AVC (Acidente vascular cerebral);

· Ajudam a prevenir doenças neurodegenerativas como Parkinson, Esclerose e Alzheimer;

· Auxiliam no tratamento e prevenção de doenças reumáticas;

· Atuam na prevenção de vários tipos de cânceres.

O consumo de antioxidantes

Conhecendo a importância dessa substância em nosso corpo e como ela ajuda as nossas células se manterem saudáveis, é hora de implantar em nossa rotina, alimentos ricos em antioxidantes. Segue a lista:

Aveia

Sendo um cereal integral é rica em vitamina B e Vitamina E, também possui magnésio, fósforo e silício que fortalecem o sistema imunológico.

Azeite de Oliva

Além de ser delicioso, o azeite extravirgem de boa qualidade, não aqueles que são misturados ao óleo de soja, e que de preferência são mantidos em garrafas de vidro escuras, é excelente no combate ao envelhecimento e ajudam também no combate a doenças arteriais.

Linhaça

Com grande teor de fibra, a linhaça é conhecida por limpar o organismo. Também é rica em zinco, vitamina E, manganês, ômega 3 e 6 sendo assim, um anti-inflamatório natural. Ela é ótima no controle do nível de açúcar no sangue e protege contra osteoporose e câncer de mama.

Alho

Usado em nossa culinária como um ótimo tempero, o alho tem excelentes ações antibacterianas, antifúngicas e anti-inflamatórias.

Uva

Por conter muitos polifenóis, o suco de uva integral ou uma taça de vinho é um ótimo antioxidante.

Batata-doce

Querida no mundo fitness, a batata doce possui potássio, manganês e vitamina C. Sendo um alimento versátil, ela pode ser usada em pratos doces ou salgados.

Cacau

Há milhares de anos, os povos antigos já usavam a semente do cacaueiro em sua culinária. Ele é rico em antioxidantes, como flavonoides e polifenois. Mas é bom ressaltar que os benefícios são obtidos pelo cacau natural, não em barras de chocolates. É preciso escolher o cacau em pó alcalino 100%.

Açafrão

Essa especiaria tem ação anti-inflamatória comprovada e é antioxidante. É possível consumir em arroz, caldos ou feijão.

Laranja

A laranja é bastante consumida no Brasil. Com grande quantidade de vitamina C, ácido fólico, vitamina A, magnésio, cobre, potássio, flavonóides e fibras, a laranja impede que os radicais livres estraguem os tecidos do corpo.

Salmão, sardinha e arenque

Ricos em ômega 3 consumi-los ao menos uma vez por semana, garante uma boa quantidade de carotenoides e Vitamina C ao organismo.

Chá verde

Bem conhecido pelas pessoas em dieta para emagrecimento, o chá verde é um potente antioxidante, por possuir catequinas, epicatequina e flavonoides. Combate com eficiência os radicais livres e ainda eliminando toxinas.

Agora que já conhece os principais alimentos ricos em antioxidantes, basta incluí-los na rotina para aumentar a imunidade, evitar o envelhecimento precoce e obter uma melhor qualidade de vida.

Por Fabíola de Moraes

Alimentos antioxidantes


A farinha de uva pode ser apelidada de ?alimento inteligente?. Essa nomeação se dá, pois, com o seu consumo as pessoas conseguem obter muitos nutrientes de uma maneira só.

A opção de muitas pessoas por uma alimentação saudável fez com que os indivíduos que trabalham no setor alimentício desenvolvessem diferentes alimentos que concentrem os mais diversos nutrientes. Dentre esses alimentos têm-se as farinhas saudáveis. Feitas a partir de frutas, oleaginosas e outros tantos alimentos, estas farinhas podem ser consumidas de muitas maneiras e contribuem de maneira significativa para o bom funcionamento do corpo humano. Dentre essas farinhas, uma que ainda é novidade e poucas pessoas conhecem é a de uva. Conheça agora um pouco mais sobre essa especiaria e como ela pode ser benéfica se usada diariamente.

Um alimento muito inteligente e que contribui na melhoria de diversos aspectos na vida dos consumidores

A farinha de uva pode ser apelidada de “alimento inteligente”. Essa nomeação se dá, pois, com o seu consumo as pessoas conseguem obter muitos nutrientes de uma maneira só. Com isso, os indivíduos poupam até o tempo no preparo de diversos alimentos com diferentes benefícios. Em uma vida tão agitada como a de hoje, essa praticidade na alimentação é um dos pontos mais interessantes desses alimentos inteligentes. A farinha de uva é rica, por exemplo, em ferro, cálcio e magnésio.

Antes de citar especificamente sobre os benefícios da farinha de uva é importante salientar sobre o processo de preparo desse ingrediente. Basicamente, essas farinhas que hoje são encontradas no mercado são fabricadas, em sua maioria, por meio do aquecimento e posteriormente da trituração dos alimentos, assim consegue se manter a maioria das vitaminas e outros componentes. Com isso, muitas vezes o próprio consumidor pode fabricar a sua farinha. Têm-se hoje na internet, diferentes sites e tutoriais que ensinam como realizar todas as etapas. Esse ingrediente pode ser utilizado para comer com frutas, iogurte, sucos e até substituir outros tipos de farinhas. Explicado esse ponto, é o momento de apontar os quatro maiores benefícios da farinha de uva:

– 01º. Excelente para a perda e manutenção do peso:

Se você é daquelas pessoas que sempre olham a quantidade de calorias de um alimento, saiba que a farinha de uva é ótima para ajudar na perda ou na manutenção do peso. A farinha de uva possui 214 calorias em 100 gramas em comparação a farinha de trigo, aquela utilizada em bolos e pães, que possui na mesma quantidade 364 calorias. Esse tipo de alimento pode ser adaptado em muitas receitas e substituir a farinha branca. Além disso, a farinha de uva costuma ser mais concentrada, isso significa que você pode usar em menor quantidade. Com essa substituição, você vai ingerir menos calorias, alinhando essa prática com outros hábitos saudáveis, o seu peso na balança tende a diminuir. Além disso, ela é rica em fibras, o que oferece uma saciedade maior.

– 02º. Pele com aspecto mais bonita:

Uma alimentação adequada interfere diretamente na pele de qualquer pessoa. E dentre os benefícios que a farinha de uva possui é que ela possui antioxidantes, já que a uva tem em sua composição, altas doses desse componente. Os antioxidantes ajudam a combater o envelhecimento da pele, auxiliam no firmamento da pele, evitando flacidez e outros benefícios.

– 03º. Ótima fonte de energia:

É do conhecimento da grande maioria das pessoas que o corpo humano obtém energia a partir do consumo de diferentes alimentos, sobretudo, dos carboidratos. Devido a isso, muitos indivíduos procuram alimentos com baixo carboidrato para assim obter energia e não comprometer a dieta, evitando ganhar peso. A farinha de uva é uma ótima fonte de carboidratos. Por exemplo, em 100 gramas ela possui 54 gramas de carboidrato. A farinha branca em 100 gramas conta com 76 gramas de carboidrato.

Além dessa diferenciação, a farinha de uva como mencionado anteriormente, é concentrada. Com isso, dificilmente alguém vai usar 100 gramas de farinha para comer com uma fruta, por exemplo. Essa quantidade é usada no preparo de receitas, como um pão integral. Já a farinha de trigo, o consumo é maior. Pois, usa-se bastante para fazer receitas e ninguém usa esse tipo de alimento para comer com uma fruta. Resumindo, a farinha de uva também vai fornecer energia, com uma quantidade menor de carboidratos.

– 04º. Ajuda na prevenção de doenças:

Esses alimentos que concentram diferentes propriedades são fontes de diversas pesquisas. E alguns desses estudos apontaram que a farinha de uva pode ajudar no combate de diferentes patologias como:

– Surgimento de varizes. Esse alimento auxiliar no sistema circulatório.

– Baixo índice de frutose. Isso significa que não se terá aumento nas taxas de açúcar no corpo.

– Prevenção do câncer, alguns estudos apontam que por conta da quantidade grande de antioxidante, alguns casos de câncer podem ser cometidos. Dentre outras patologias.

Este texto apresentou os principais benefícios dessa iguaria, que ainda não é tão conhecida pelo grande público como, por exemplo, o suco de uva, que também tem grandes benefícios. Tente incluir a farinha de uva em sua alimentação diária e você verá uma melhora em sua saúde.

Por Isabela Castro

Farinha de uva


O limão é um ótimo desintoxicante e produz a sensação de saciedade, ajudando na limpeza do organismo e no emagrecimento.

O limão é uma fruta cítrica com importantes capacidades de preservar a saúde do organismo humano. O seu suco age na corrente sanguínea de modo a desintoxicar o funcionamento de todo o sistema circulatório e, por conseguinte, aliviando todo excesso de substâncias, mantendo a sensação de saciedade no corpo.

Entre outros benefícios, além do poder de higienizar a saúde, esta fruta também limpa todo o paladar, neutralizando todo o desejo ou apetite por determinados tipos de alimentos como os doces, por exemplo, que fazem engordar e prejudicam a boa saúde.

No entanto, existem certos critérios que precisam ser observados na ingestão de limão. São, basicamente, duas indicações muito simples de preparo:

A – É necessário espremer um limão fatiado ao meio em um copo de água e ingerir regularmente meia hora antes do preparo do café da manhã, do almoço e também do jantar;

B – Cortar um limão em várias rodelas, inseri-las e um garrafa de água para que a mesma seja bebida ao longo do dia.

Existem diversas espécies de limão e todas podem e devem ser consumidas. Além de todos os benefícios já citados, esta fruta cítrica possui importantes propriedades que atuam como princípios ativos no fortalecimento do sistema imunológico; atuando na proteção do corpo de doenças tais como as gripes e os resfriados, garantindo, também, em certa medida a prorrogação do envelhecimento, precoce ou não, e manter o sangue alcalinizado, o que faz dele um excelente agente antioxidante.

Há uma poderosa dieta do limão que pode auxiliar no emagrecimento de 2 a 8 quilos por mês, sobretudo se for praticada em conjunto com uma outra dieta destinada a melhorar a consistência da saúde e articulada a uma intensa prática regular dos necessários exercícios físicos.

Vale a pena fazer uso de uma calculadora no sentido de programar um rigoroso regime e calcular o quanto de peso será necessário eliminar.

Outro método muito saudável e válido é a chamada dieta do limão durante prática de jejum.

Trata-se de um modo correto de se utilizar o limão, ou seja, espremer a fruta cortada ao meio em um copo de água e beber com frequência, não havendo necessidade de se adicionar o açúcar. Outra dica importante está em amanhecer em jejum e beber um suco de limão em torno de 30 minutos antes da ingestão do café da manhã, utilizando, neste caso, água morna. Esta solução é eficaz para a higienização do intestino, fazendo eliminar todo o excesso de gorduras e de muco que acabam se acumulando nesse mesmo órgão.

Esta fruta também pode ser ingerida, em forma de bebida, antes da realização das principais refeições, porém, neste caso, uma solução feita em água gelada. Toda ingestão de água gelada estimula o organismo a consumir muito mais energia, no sentido de aquecer o líquido, e, deste modo, fazendo queimar mais calorias. Para suplementar essa bebida saudável é válido inserir uma pequena porção de raspas de gengibre, já que essa raiz possui um grande potencial em termos de fazer aquela necessária faxina regular no organismo.

Existem, também, algumas alternativas de chás que auxiliam no emagrecimento, entre eles o próprio chá de gengibre.

Para sumarizar os seus benefícios, vale esta relação:

Auxilia no fortalecimento do sistema imunológico; auxilia na eliminação das toxinas do corpo; auxilia na preservação do corpo em relação a problemas como o câncer e o envelhecimento precoce, entre outros benefícios que melhoram o metabolismo.

Todas as espécies de limão possuem esses grandes benefícios, tornando-se, também, excelentes alternativas no sentido de se temperar as saladas, as carnes e os peixes servidos. O consumo dessa fruta é fundamental para a manutenção da saúde.

Por Paulo Henrique dos Santos

Limão


Alguns alimentos e suas combinações dão maior saciedade e ajudam a emagrecer.

Ao realizar uma dieta, é necessário ponderar diversos pontos. Como, por exemplo, se o objetivo é o emagrecimento ou o ganho de massa muscular, o tempo em que os alimentos consumidos te deixam saciado, entre outros.

Para aqueles que têm o propósito de emagrecer, é mais indicado o consumo de alimentos que dão saciedade prolongada, que, diferentemente da saciedade imediata, faz com que você não volte a sentir fome rapidamente.

A maioria dos alimentos está classificada de acordo com uma escala que compara a sua capacidade de saciar a fome, de nome Índice de Saciedade. Quanto maior o índice, maior a saciedade que a comida proporciona. Dessa forma, se o objetivo é consumir menos calorias ao longo do dia, a melhor opção é a ingestão de alimentos com alto índice de saciedade.

As características que os alimentos que causam mais saciedade compartilham são as seguintes:

· Baixa densidade de energia. Ou seja, possuem poucas calorias e baixo teor de gordura, além de conter bastante água e fibra;

· Alto potencial proteico;

· Em geral, são alimentos fibrosos. Isto é, possuem muita quantidade de fibra em sua composição.

É importante ressaltar que a maioria dos alimentos de cunho integral possui maior capacidade de saciação que alimentos processados.

Acompanhe o texto e saiba mais sobre estes alimentos e como combiná-los, a fim de ter uma saciedade mais prolongada e auxiliar no emagrecimento.

Alimentos com alto índice de saciedade

Veja a seguir a lista de alimentos com alto índice de saciedade e suas propriedades nutricionais.

· Aveia: fonte de fibras e de baixa caloria;

· Pães integrais: grande quantidade de fibras;

· Arroz e farinha integrais: carboidratos leves, cheio de fibras e proteicos;

· Feijões: fonte de ferro, proteína e carboidratos;

· Melância: fonte de vitaminas, nutrientes e com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias;

· Quinoa: fonte de cálcio, fibras, ferro e diversas vitaminas;

· Pipoca (milho integral): fonte de fibras e com propriedades antioxidantes;

· Peixe: traz benefícios para a memória, concentração e cognição. Contém propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, vitaminas, proteínas, entre muitos outros benefícios. Tudo isso, com muito menos calorias que as outras carnes.

· Vegetais, legumes e frutas: grande quantidade de fibras e alto teor proteico, além de possuir propriedades antioxidantes;

· Mix de castanhas: contêm grandes quantidades de cálcio, minerais, lipídeos, fibras e proteínas. Além disso, auxiliam no regulamento hormonal e intestinal.

· Abacate: apresenta muitas vitaminas, lipídeos e carboidratos. Pode parecer controverso por não possuir baixo teor calórico, mas é uma ótima fonte de nutrientes e oferece uma grande saciedade;

· Leite e derivados: em especial, iogurte natural (e/ou grego) e queijo cottage, que possuem altíssimo teor proteico, baixo teor de gordura e poucas calorias.

· Sopas;

· Suco verde (receita no final).

Combinações

Apostar em combinações entre gorduras boas e proteínas darão a sensação de saciedade por mais tempo. Apostar em suplementos proteicos também pode ser uma boa ideia, principalmente, para quem está tentando aumentar a massa muscular. Para ter uma saciedade mais prolongada, é indicado evitar alimentos com muitos carboidratos.

Veja combinações que podem dar certo:

· Iogurte natural com banana;

· Batata-doce com frango;

· Pão integral com queijo cottage;

· Iogurte natural com aveia;

· Arroz integral, com vegetais e peixe grelhado;

· Mandioca com arroz integral;

· Quinoa com legumes.

Todas as refeições podem ser combinadas com suco verde, que é altamente nutritivo e com propriedades antioxidantes.

Receita de Suco Verde

O suco verde é uma ótima fonte de fibras, de minerais e de vitaminas, que tem como função agir como um catalisador para eliminar toxinas e oferecer nutrientes ao organismo, além de auxiliar a muitos órgãos e ao metabolismo. Veja a receita:

· 2 laranjas ou 3 limões;

· 3 folhas de couve;

· Salsinha a gosto;

· Gengibre a gosto.

Após juntar todos os ingredientes, bata-os em um liquidificador, com 1 litro de água. As couves devem ser colocadas com talo e estar bem higienizadas. As laranjas ou limões devem ser colocados sem sementes. Após bater, coe, se achar necessário.

Por Felicia Lopes

Alimentos que saciam


Saiba como funciona a dieta nórdica e seus benefícios para a saúde.

Ultimamente, uma certa dieta praticada na região do Mar Mediterrâneo vem sendo cada vez mais falada e se tornando mais famosa. Essa dieta tem o nome de Nórdica. Segundo os estudos realizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), esta prática pode auxiliar na prevenção de doenças não contagiosas, como o câncer, a obesidade, o diabetes e as doenças cardiovasculares.

Essa dieta vem apresentando bons resultados para o seu povo e é baseada no consumo de alimentos que são da cultura de países do norte da Europa, como a Suécia, a Dinamarca, a Islândia, a Noruega e a Finlândia. Dentre os alimentos consumidos, estão os seguintes:

· Os legumes, em geral, e os vegetais de folhas verdes escuras (por exemplo, espinafre, rúcula, alho poró, couve, repolho, couve de Bruxelas etc);

· As frutas, em geral, mas especialmente as vermelhas (como o mirtilo, a maçã, a ameixa, entre outras);

· As raízes;

· Os grãos, em especial, as ervilhas verdes e o feijão-castanho;

· Os cereais integrais como, por exemplo, a aveia, a cevada, o centeio, entre outros;

· O uso de óleo de canola, ao invés do azeite de oliva;

· As ervas, como a mostarda, a salsinha, as pimentas, os fermentos, os chás. Além de molhos de soja e cremes sem produtos laticínios;

· As carnes de animais de sangue frio, como peixes. Especialmente os peixes que têm mais lipídeos em sua composição, como, por exemplo, a cavala, a sarda, o salmão, entre outros;

· O leite e seus derivados, mas os que possuem baixo teor de gordura.

A dieta se trata de, simplesmente, uma alimentação mais saudável e atenta aos nutrientes consumidos. É uma tradição dos países do norte da Europa e também pode ser um costume para qualquer pessoa que consiga se adaptar a esse tipo de alimentos, livre de processados, conservantes fortes e gorduras ruins.

Segundo o guia geral de alimentação, publicado pelo ministério dinamarquês de Alimentação, Agricultura e Pesca, as principais bases para a alimentação nórdica são:

· O consumo diário de frutas e vegetais;

· O consumo de cereais integrais e produtos orgânicos;

· O consumo maior de alimentos do mar, ao invés de carnes de animais terrestres. E quando é consumida a carne bovina, suína ou de aves, é assegurada a qualidade dela e é feita em uma quantidade menor.

· O consumo de comidas caseiras e a esquiva de aditivos alimentares;

· Além de tudo, eles possuem a política do consumo sem desperdício.

Benefícios da dieta nórdica para a saúde

Segundo os estudos da Organização Mundial da Saúde, o consumo destes alimentos naturais pode auxiliar, de forma discreta, em muitos pontos da saúde humana. Neste estudo, as pessoas que basearam sua alimentação na dieta nórdica conseguiram perder quase 5 quilos em pouco tempo.

No entanto, a dieta proporciona maiores benefícios que o emagrecimento. Dentre eles, está a prevenção da hipertensão, pois estes alimentos têm a capacidade de diminuição dos níveis de triglicerídeos, o que ocasiona na redução da pressão arterial.

Além disso, os praticantes desta dieta vieram a apresentar também reduções nas taxas de colesterol e dos níveis de açúcar em seu sangue. Também se presume que ela colabora no efeito anti-inflamatório do organismo, embora esta propriedade ainda não conseguiu ser comprovada nos estudos.

Acima de tudo, é necessário fazer uma consideração. Se é do seu interesse iniciar a tentativa de aderir a esta dieta, saiba que é muito importante realizar uma consulta com um profissional da área da Nutrição, para que ele possa avaliar sua saúde, para ponderar se os resultados serão realmente satisfatórios e se a dieta é compatível com o seu organismo e metabolismo.

Por Felicia Lopes

Dieta nórdica


Uma excelente dieta que reduza significativamente o consumo diário de açúcar, será a que promova o progressivo corte dessa substância na alimentação.

O açúcar é uma das substâncias mais essenciais para o bom funcionamento do organismo humano. Está presente na natureza em diversas espécies de vegetais. Consiste em uma espécie de combustível que supre o desgaste de energia. Entretanto, tudo que é consumido em excesso faz mal à saúde. Quando o açúcar cai na corrente sanguínea, o fígado, o órgão que retém esta substância para processá-la, pode ficar sobrecarregado em sua funcionalidade. Deste modo, a quantidade de açúcar em excesso no fígado acaba sendo cambiado em um subproduto chamado ácido graxo, retornando para a corrente sanguínea e acumulando-se no organismo.

Infelizmente essa substância gordurosa flui por todo o corpo, acumulando-se em diversas partes mais superficiais, tais como no abdômen, em volta das mamas e na região glútea. Tipos de alimentos que contém muito açúcar, em geral, são muito prazerosos na degustação e acabam sendo muito consumidos na atualidade. A pesquisa estatística realizada todos os anos pelo IBGE, confirma que pelo menos 50% da população brasileira está acima do peso. Porém, outra estatística confirma que há uma grande quantidade de pessoas que passaram a adotar dietas que dispensam o açúcar ou, ao menos, o reduzem significativamente, confirmando a existência de uma séria preocupação com a saúde, que toca uma grande parcela da população brasileira.

Portanto, o consumo excessivo de alimentos com açúcar pode prejudicar o organismo nos seguintes pontos: na forma estética ou boa forma; intensifica o risco de problemas cardiovasculares que levam à morte; reduz o bom funcionamento dos órgãos internos, torna o sistema imunológico mais vulnerável e aumenta a pressão arterial.

Os problemas de saúde acima citados acontecem em razão de que, na medida em que diversas partes do corpo ficam cheias de ácidos graxos, estes formam camadas de gordura que acabam se alojando em diversos órgãos, tais como o coração, os rins, o fígado. Assim, com excesso de substâncias gordurosas o organismo trabalha de modo menos eficiente, mais lentamente, causando cansaço e outros problemas.

Portanto, entre as melhores recomendações sobre a quantidade de açúcar a ser consumido diariamente está a de que esse consumo não vá além de 10% desta substância calórica, pois esta porcentagem é mais do que suficiente para o organismo processar por dia.

Assim, uma excelente dieta que reduza significativamente o consumo diário de açúcar, será a que promova o progressivo corte dessa substância na alimentação. Entretanto, não se trata apenas de abstinência em relação ao açucareiro. É necessário elaborar uma relação de alimentos que contenham muito açúcar. Os doces em geral devem ser evitados. Ao optar pelos produtos alimentícios que não possuem açúcar, os consumidores certamente sentirão uma diferença na degustação, mas, vale lembrar que, menos prazer, neste caso, é sinônimo de mais saúde.

É preciso ter muita atenção em relação aos produtos que serão selecionados, já que, muitos deles possuem açúcar em sua composição sem que as pessoas saibam. Uma lista dos gêneros alimentícios que precisam evidentemente ser evitados contém: chicletes, balas, chocolates, cookies, pudins, brigadeiros, brownies, sorvetes, bebidas refrigerantes, café especiais com cremes, ou seja, todo tipo de alimentos explícita e altamente calóricos.

É muito importante que as pessoas que decidirem seguir um rigoroso regime de saúde, que tenda a abolir o consumo de açúcar, prestem atenção a uma valiosa dica imprescindível, que se refere aos temperos próprios para alimentos salgados, tais molhos, ketchup, marinadas ou grãos que, em geral, possuem açúcar em sua composição.

Entre os produtos mais recomendados, que substituem o açúcar, estão os adoçantes de diversas marcas. Em geral estes produtos adoçam bem os alimentos ou bebidas preparadas, como o café, sem provocar alteração no grau de glicemia ou provocar acúmulo de calorias. O tipo de substância chamado Xylitol tem sido recomendando por nutricionistas como um excelente substituto do açúcar. O famoso Sorbitol, substância encontrada nas algas marinhas, tem sido utilizado como adoçante. Porém, no caso desta última dica, é recomendável consulta a um nutricionista no sentido de dosar o seu consumo.

Por Paulo Henrique dos Santos

Dieta sem açúcar


A Zone Diet é a dieta da moda nos Estados Unidos. Conheça-a e saiba como começar a fazer para perder peso de forma saudável.

Perder pesoé um assunto que muitas pessoas se interessam, e por isso a cada dia surgem novas dietas. Cada uma com seus benefícios e sacrifícios, e o que realmente importa são os resultados finais. Os famosos precisam estar sempre com o corpo bonito, pois o trabalho exige isso.

A zone diet é a nova dieta dos Estados Unidos e tem dado muito resultado no emagrecimento

Essa é a dieta que é feita por famosos e não famosos e aqui nesse texto vamos mostrar como ela é e funciona. Essa dieta foi criada pelo americano Barry Sears e é vista como uma dieta que torna o emagrecimento de maneira mais saudável.

Veja os famosos que já emagreceram com essa dieta

Muitos famosos já fizeram a dieta e conseguiram resultados e entre eles estão: Jennifer Aniston, Sandra Bullock, Madona, Cindy Crawford e o saudoso papa João Paulo ll.

O americano Barry Sears veio ao Brasil mostrar sua técnica de emagrecimento

O biomédico Barry Sears veio ao Brasil em novembro e mostrou sua técnica para os médicos brasileiros. Isso só mostra a eficiência dessa dieta e o quanto ela pode ajudar no emagrecimento de qualquer pessoa. Ele explicou que a dieta zone diet permite o balanceamento das células corporais que estão inflamadas, usando a técnica de uma alimentação saudável com muitas frutas, verduras e proteínas que têm baixas calorias. E isso faz com o corpo emagreça de forma saudável.

O biomédico Barry Sears explica que as pessoas engordam pelo fato das células estarem inflamadas, e a solução é eliminar as células e ter um corpo saudável. Ele ainda diz que se tratarmos a comida como medicina ela é capaz de ajudar no emagrecimento e na mudança de hábitos. Essa técnica deve apenas ser usada corretamente e na hora certa, e assim o emagrecimento é certo.

Dieta sem muitas restrições

A dieta zone diet não é das mais restritas que existe. É possível se alimentar bem sem passar fome. E a ideia de Barry Sears é que quem siga essa dieta, aprenda que a lógica dela não é fazer passar fome, e sim ingerir alimentos com baixas calorias e que sua maioria seja frutas, legumes e proteínas com poucas calorias. Ele diz que se deve reduzir em 80% o consumo de carboidrato de farinha branca, e isso inclui pães, macarrão, pizza e lanches em geral de fast food.

Exemplo de cardápio de café da manhã da famosa Jennifer Aniston

O café da manhã de Jennifer Aniston contém omelete com 6 claras, uma tigela de aveia com aveia cozida levemente com amoras e em cima mirtilos e por último a guacamole. Essa opção deixa qualquer pessoa saciada e a quantidade está correta para a primeira refeição do dia.

No almoço ela come um filé de peito de frango do tamanho da palma dela e muitas verduras. E no jantar ela come peixe e muitas verduras. Ela ainda tem a opção de comer uma fruta caso sinta fome e por último ainda pode escolher uma taça de vinho ou um pedaço de queijo como última refeição.

Dieta simples de seguir

Como vimos acima essa dieta dos famosos não é tão complicada assim. E o mais bacana é que os resultados vêm de forma mais rápida e não se passa fome. Quem faz essa dieta aprende a se alimentar corretamente e com liberdade. Pois saber os tipos de alimentos que podem ser usados. Isso facilita a montar o cardápio das refeições diárias. E também fica bem fácil para se alimentar fora de casa seguindo a dieta zone diet.

Palavras do Biomédico Barry Sears

Emagrecer é mais fácil quando se acaba com a inflamação das células inflamadas e isso é possível se conseguir equilibrar a quantidade de carboidratos e proteínas, acarretando na estabilização do nível de açúcar no sangue, o que facilita o emagrecimento.

Então é só colocar a dieta em prática e perder peso de forma saudável!

Por Cristiane Amaral

Zone diet


Dicas de como realizar compras saudáveis no mercado.

Comprar alimentos saudáveis no mercadoestá cada vez mais difícil, pois os produtos industrializados tomaram conta das prateleiras e as embalagens são muito atrativas. Outro problema para a maioria das pessoas é a praticidade dos alimentos industrializados, pois são fáceis de serem preparados, enquanto os alimentos saudáveis dão mais trabalho.

Mas será que toda esta praticidade compensa? Para saber a resposta, é só levarmos em conta nossa saúde, lembrando que produto industrializado traz um prejuízo enorme para o nosso corpo. A quantidade de produtos químicos é enorme, associado à baixa presença de nutrientes que realmente são necessários ao nosso organismo.

Mas com estas dicas abaixo você verá que fazer compras saudáveis no mercado pode ser fácil e até divertido de certa forma, lembrando que depois, você sentirá os efeitos, contando com uma saúde muito melhor.

Calma: nunca vá ao supermercado correndo, pois a pressa é inimiga dos produtos saudáveis. Se o tempo for pouco, claro que a tendência é ir nos produtos mais fáceis, aqueles que ficam na entrada, os industrializados. As frutas, verduras e legumes, quase sempre ficam mais no fundo e é preciso tempo para escolher os melhores itens. E quando compramos algo que vem em uma caixa, lata ou outra embalagem qualquer, precisamos ler atentamente as informações para ver se realmente compensa, pois dependendo do que é informado, devemos optar por um outro produto. Tudo isso demanda tempo, mas lembre-se que é só no início. Depois de algum tempo você pega a prática e já saberá exatamente o que deve comprar e em que parte do mercado está, então sua compra será bem mais rápida.

Nada de fome: fazer compra com fome é a pior coisa que alguém pode fazer. O cérebro irá perceber que o organismo precisa se alimentar urgente, então você sentirá aquela vontade de ir nos alimentos calóricos, doces, vai querer passar na padaria do mercado para comprar algumas guloseimas, ou seja, será aquele desastre. Se fizer uma refeição leve antes de ir às compras, ou ao menos comer uma fruta, verá como as coisas ficarão mais fáceis e você conseguirá resistir aos salgadinhos e outros alimentos nada saudáveis.

Comprar com frequência: alimentos saudáveis não podem ser guardados por muito tempo, o ideal é consumi-los fresquinhos, então acostume-se a ir ao mercado com mais frequência. Nada de compras mensais e nem semanais, o ideal é dar uma passadinha por lá, ao menos umas duas vezes por semana. Você fará compras pequenas, não perderá tempo e conseguirá manter os alimentos saudáveis em casa.

Só o necessário: perca o costume de ficar estocando comida em casa, isso é um péssimo hábito para quem deseja ter uma alimentação saudável. Tenha na geladeira as frutas e verduras que irá consumir no máximo em 3 dias e quando tiver acabando, compre mais. Deixar biscoito, salgadinho e refrigerante no armário e geladeira vai te induzir a comer estes alimentos durante o dia e até a noite, então evite comprá-los. De vez em quando, compre uma quantidade pequena de doce, ou algo que goste, mas nada de exagero.

Faça um cardápio: e por fim, uma ótima forma de garantir compras saudáveis no mercado é montar um cardápio, definindo o que você irá comer nos próximos dias. Anote o que pretende fazer no almoço, na janta, o que vai prepar no café da manhã, algo para o lanche da tarde e assim, quando chegar ao mercado irá direto ao que precisa, sem se deixar seduzir pelos alimentos calóricos, que são tão saborosos, mas fazem tão mal à nossa saúde.

São dicas simples e por isto mesmo são fáceis de se colocar em prática, basta ter determinação e lembrar que em primeiro lugar, você deve pensar sempre em sua saúde.

Por Russel

Compra saudável


Confira aqui uma lista com 9 plantas que podem melhorar o seu sono.

A falta de sono ou a qualidade de sono ruim é bem comum na vida da maioria das pessoas. Afinal, a vida moderna é cheia de agitações, como o uso exagerado de celulares, tablets e computadores, ainda tem o problema do trânsito, que nas grandes cidades é muito estressante. Enfim, na hora de dormir as pessoas simplesmente têm sono leve, agitado ou até mesmo insônia.

Um estudo revelou que algumas plantas possuem algumas propriedades que auxiliam nessa questão do sono e é possível tê-las em casa. Veja abaixo 9 plantas que podem te ajudar a pegar no sono e dormir mais.

Lavanda:

Seu óleo já é bastante usado como aromatizador de ambientes ou em inalação, pois ajuda a baixar a frequência cardíaca, combatendo a ansiedade e o estresse, causando relaxamento e melhorando o sono. Já a planta pode ser colocada dentro de casa, em locais mais ensolarados.

Babosa:

Também conhecida como aloe-vera, possui propriedades que purificam o ar, liberando mais oxigênio. A planta deve estar sempre em locais ensolarados e não necessita de grandes cuidados.

Jasmim:

Seu aroma auxilia na redução da ansiedade levando ao relaxamento. Além disso, decora o ambiente pois é uma flor. Deixe seu vaso na janela, por exemplo, onde pode pegar bastante luz solar.

Espada-de-São-Jorge:

A noite libera mais oxigênio e purifica o ar. Recomendada para residências com pessoas portadoras de problemas respiratórios, cefaleias e irritação dos olhos. Fácil de cuidar, pode ficar em qualquer lugar da casa.

Lírio-da-Paz:

Aumenta a umidade do ar em até 5%, considerado assim um purificador natural. Ótima para a eliminação de agentes alergênicos do ar. Precisa de pouca luz e água apenas uma vez na semana.

Gardênia:

Seu aroma tem um efeito sedativo que reduz a ansiedade, provocando o aumento de sono. É uma linda flor, contudo, exige mais cuidados, pois não pode ser exposta diretamente ao sol, mas precisam de lugares iluminados.

Hera:

Absorve toxinas nocivas que ficam no ar, inclusive os agentes do mofo, o que reduz alergias e também irritações pulmonares. Deve ser colocada no alto, pois além de crescerem para baixo, são tóxicas, principalmente para crianças.

Clorofilo:

É ótima na absorção de fumaça e odores, aumentando os níveis de oxigênio, o que melhora o sono. A planta só precisa de um ambiente iluminado e água uma vez por semana.

Gerbéra:

Elimina substâncias tóxicas do ambiente e libera oxigênio. São flores muito lindas que enfeitam qualquer ambiente. Precisam de muita luz solar.

Sirlene Montes


Dicas e orientações para quem quer emagrecer sem comprometer a saúde.

Beleza é um assunto muito desgastado atualmente. Felizmente, os padrões de beleza têm sido derrubados, dando lugar à preocupação com satisfação pessoal e principalmente saúde.

A ditadura da magreza perde a cada dia seus devotos, sendo assim, a primeira dica para você emagrecer é: pense em você mesmo. Analise sua condição mental e os reais motivos. Em primeiro lugar, vem a sua saúde e em segundo a sua autoestima.

Se você sente que ficaria melhor com uns quilinhos a menos ou mais magra, acompanha aqui as dicas para emagrecer de maneira saudável, sem dietas malucas e com resultado garantido, veja essas 8 dicas:

1 – Dê adeus ao açúcar

Açúcar não tem nutrientes e cada 1 grama conta com 4 calorias, traduzindo: só serve para engordar e ainda faz o corpo produzir muita insulina. Isso promove o estocamento de gordura e estimula a vontade de comer.

2 – Pratique caminhadas

Ande mais e mais depressa. Antes perder poucas calorias do que ficar parado sem perder nenhuma.

3 – Coma fibras

Fibras dão saciedade, atrasam o esvaziamento do estômago, mantém o índice de glicemia, eliminam toxinas, entre outros benefícios. Por tudo isso, a ingestão de fibras garante perda de peso e diminuição da circunferência da cintura. O ideal é de 25 a 35 gramas por dia.

4 – Tome café

A cafeína aumenta a temperatura do corpo, fazendo com que o metabolismo acelere. O ideal são 3 xícaras por dia, puríssimo, sem açúcar.

5 – Beba água antes das refeições

Beber água é sempre recomendável, mas ingeri-la antes da refeição garante estímulos ao centro de saciedade do corpo.

6 – Beba leite

O leite é rico em cálcio, que por sua vez, estimula a queima de gordura. Além do leite, gergelim, couve e brócolis são ricos em cálcio.

7 – Coma 6 vezes por dia

Quando o organismo acostumar-se a não ficar muito tempo sem receber alimento, vai naturalmente para de estocar tanta caloria, levando ao emagrecimento.

8 – Dormir bem

Passar noites acordado estimula a produção de um hormônio que aumenta o estoque de gordura e a fome, enquanto dormir pouco diminui o ritmo do metabolismo. Por isso, uma boa noite de sono é essencial para quem quer perder peso.

Por Carolina B.

Emagrecer


A Dieta Volumétrica tem como base emagrecer comendo mais. Entenda como funciona.

Todo mundo quer emagrecer, mas ninguém quer fechar a boca, dizem. A dieta volumétrica veio para desfazer essa ideia. É possível emagrecer comendo muito? Essa dieta diz que sim. A dieta volumétrica promete te fazer perder um número do manequim, no período de 30 dias, contanto que você se comprometa a comer mais. Entenda a seguir.

A dieta volumétrica consiste no seguinte fundamento: comer em maiores quantidades é melhor. Pense em um sanduíche, a ideia é de que quanto mais o sanduíche for volumoso, mais satisfeito você estará e, portanto, a propensão que você tem de repetir a refeição é menor.

Para emagrecer existe uma equação certeira: se você consome menos calorias do que você queima, você emagrece. Entretanto, essa conta pode te deixar com o estômago vazio, porque é normal que sintamos mais fome, uma vez que diminuamos bruscamente o volume de comida ingerida cotidianamente. Pensando nisso, uma nutricionista americana criou a dieta volumétrica, que é um dos métodos de emagrecimento consagrado na atualidade.

Entenda a dieta volumétrica:

A dieta é focada em grãos integrais, frutas e verduras. São alimentos que te deixam de barriga cheia, mas não te engordam, graças à riqueza em fibras e à baixa densidade energética que possuem. Sendo assim, esses alimentos promovem a sensação de saciedade, viabilizando a economia na hora de ingerir calorias.

Alimentos ricos em água e pouquíssima gordura são amigos essenciais: sopas, cozidos, ensopados, leite desnatado, etc. A respeito dos demais alimentos, não é necessário preocupar-se: exceto as comidas gordurosas, o restante está liberado, inclusive pães, massas e até um doce por dia.

Algumas dicas para realizar a dieta:

  • Adicionar frutas e aveia no café da manhã;
  • Dar preferência à carne de panela no lugar de grelhados;
  • Misturas legumes cozidos no arroz integral;
  • Diminuir a porção de massa ingerida e acrescentar espinafre ao molho de tomate;
  • Colocar frutas frescas no preparo da gelatina.
  • A dieta volumétrica não é de difícil execução e garante resultados.

Para entender melhor a dieta ou consultar listas prontas para começar sua dieta volumétrica sem medo de errar, você pode acessar no site boaforma.abril.com.br/dieta/dieta-volumetrica-emagreca-comendo-mais.

Por Carolina B.

Dieta volumétrica


Saiba como fazer a Dieta da Sopa e os seus benefícios.

Quando o assunto é sobre emagrecimento, todo mundo tem uma receita de uma dieta que dá certo, assim de tempos em tempos surge uma dieta diferente que faz o maior sucesso, principalmente entre a mulherada que está sempre lutando contra a balança.

Nesse sentido, uma dieta que está fazendo o maior sucesso e que já possui muitos adeptos é a dieta da sopa.

Mas o que seria essa dieta da sopa?

Pois bem, essa dieta é muito simples e não possui nada de radicalismo, como algumas que se vê por aí. Ela consiste basicamente na substituição das refeições normais do dia, como o almoço e o jantar por sopa.

Mas como deve ser essa sopa?

As sopas devem ser feitas em casa mesmo e se algumas receitas se diferenciam por alguns detalhes, porém, as receitas originais que deram início a Dieta da Sopa é a já conhecida Dieta da Sopa de Repolho e outra receita do Hospital do Coração.

Na sopa podem ser usados todos os tipos de verduras e legumes, assim como carne de frango, carne vermelha, ovos, atum, queijos ou aveia. Porém, a recomendação principal que de que esses alimentos não sejam triturados, devendo estar em pedaços um pouco maiores, pois assim a mastigação acontece.

O que não pode conter na sopa?

A recomendação é de que lentilha, ervilha, feijão e grão de bico não sejam acrescentados à sopa, assim como arroz e pão, que geralmente é usado como acompanhamento.

Porque as pessoas têm optado pela Dieta da Sopa?

Porque sua maior vantagem está no fato de que ela é composta de elementos que são ricos em nutrientes e vitaminas que são essenciais para que o organismo funcione bem. Sem deixar de falar que ela promove uma saciedade e pode ser usada até três vezes ao dia.

E ela gera resultados?

Sim. Em poucos dias, a pessoas consegue perder um considerável número de seu peso.

Toda dieta possui algumas desvantagens e qual a desvantagem da Dieta da Sopa?

Como a pessoas deixa de ingerir carboidratos, proteínas e gorduras, o organismo fica carente em calorias, que são responsáveis por dar energia. Nesse sentido, a pessoa pode ter fraqueza, indisposição e tonturas.

Por Sirlene Montes

Deita da Sopa


Dicas de uma alimentação saudável para acelerar os resultados do treino da academia.

Você tem uma rotina intensa de treino? Uma boa alimentação faz a diferença não só para o resultado, mas, também, para o seu bem estar e a prevenção de doenças. Desta forma, é essencial saber investir nos tipos de alimentos adequados.

Ao sair da academia, que tal uma salada? A melhor opção é a que seja rica em proteína como, por exemplo, a de atum, que auxilia na recuperação muscular e também combate o tipo de colesterol, que é considerado ruim, ou seja, o LDL.

Além disso, inclua na sua alimentação proteínas de origem vegetal, porque têm um componente denominado Lentinan, que auxilia a manter a imunidade do nosso organismo. Por isso, não deixe de se alimentar com cogumelos do tipo shiitake.

Sentiu vontade de comer um doce após a refeição? Então, faça das frutas as suas aliadas. Neste sentido, elas podem ser consumidas tanto da forma pura, quanto em receita, ou seja, busque variar no seu dia a dia como, por exemplo, a combinação de banana e canela, que além de ser rica em potássio, também, é considerada um natural, e, assim, otimiza o seu treino.

Durante os treinos, é essencial manter o corpo hidratado com muita água, por isso, beba de forma constante, ou seja, não apenas quando sentir que está com saúde. Além disso, após o treino invista em uma refeição que tenha carboidrato simples, pois tem um alto índice glicêmico. Desta forma, você pode investir em um sanduíche com atum ou peru, por exemplo.

Outra dica é substituir o famoso pão francês por tapioca, que tem quase a metade das calorias do pão. Você pode prepará-la de diferentes maneiras como, por exemplo, com queijo cottage ou até um requeijão light. O milho também é uma excelente ideia, pois fonte de energia rica em carboidrato complexo e conta com fibras que diminuem o colesterol, além de melhorar o funcionamento do intestino.

Você sabia que a pimenta é um termogênico? Por isso, que tal usá-la para temperar a sua próxima refeição, para acelerar o seu metabolismo? Alimentos com ômega 3 têm a função de combater doenças cardiovasculares e auxiliam na capacidade cerebral, portanto atum, sementes de chia ou nozes não podem faltar no seu cardápio.

Depois destas dicas, é só investir no treino aliado a uma dieta saudável e balanceada, a fim de obter os resultados almejados.

Por Babi

Alimentação e academia


Pesquisa revela que maneira mais simples de se fazer arroz pode fazer mal à Saúde.

Para todas as pessoas que cozinham o famoso arroz nosso de cada dia, temos uma notícia que pode mudar modo de preparo do mesmo a partir de hoje. Segundo um professor de uma famosa Universidade no Reino Unido, Andy Meharg, em entrevista para um programa televisivo local da rede BBC, o arroz pode liberar uma substância totalmente nociva para a saúde humana, conhecida como arsênico, se o alimento for cozido da forma tradicional.

O meio mais comum das pessoas fazerem o arroz é pelo método de cozimento, ou seja, o alimento é cozido com água e pode ser consumido depois que a água evaporar por completo. Depois de uma análise minuciosa do arroz feito dessa forma, o cientista encontrou pequenos vestígios de arsênico no alimento, que pode provocar diabetes e câncer. O arsênico pode ser encontrado no solo e mesmo em poucas quantidades, podem fazer mal a saúde e contaminar o alimento e os níveis considerados tóxicos são muito baixos e as autoridades não se preocupam muito com isso, já que mortes por ingestão de arsênico raramente acontecem. A história é um pouco diferente no caso do arroz, pois como é cultivado em solo inundado, a substância pode penetrar com muito mais facilidade nos grãos. Ainda de acordo com a rede BBC, o arroz tem cerca de 10 a 20 vezes mais arsênico do que outros cereais como milho ou trigo.

O cientista ainda compara o ato de comer arroz com o hábito de fumar, no quesito de ser muito prejudicial à saúde humana. O maior problema, segundo Meharg, é a quantidade de arroz que as pessoas consomem no mundo, que não é pouca. E para complicar ainda mais a questão, o alimento também é consumido por crianças e até bebês, onde os danos podem ser mais graves.

O consumo de arsênico pode complicar a defesa imunológica do organismo, capacidade intelectual e crescimento. Uma alternativa viável e simples para amenizar o problema seria a forma de cozimento do arroz, que pode ser feito com mais água e depois de pronto, retira-se todo o excesso da água que não evaporou ou pode-se deixar o arroz de molho na noite anterior ao preparo e depois fazer o dreno da água, reduzindo o nível de arsênico em até 80% se for feito de uma das maneiras.

Rodrigo Souza de Jesus


Um estudo realizado pelo site americano EverUp aponta alguns hábitos alimentares que prejudicam o nosso desempenho.

Muitas pessoas se queixam da baixa produtividade durante o dia de trabalho e não a que se deve à falta de rendimento e cansaço. A maioria dessas pessoas não imagina, mas esse problema pode estar relacionado com os hábitos alimentares diários. Um estudo realizado pelo site americano EverUp aponta alguns hábitos alimentares que prejudicam o nosso desempenho.

– Sair de casa sem fazer o desjejum: Acordar, se arrumar e sair para o trabalho sem ingerir nada, não é bom para o nosso organismo, pois depois de dormir por muitas horas, o nível de açúcar no sangue tende a cair e assim o nível de energia também cai e sem energia o cérebro não desempenha as suas funções de forma adequada. Dessa forma, recomenda-se as proteínas, leite, iogurte, ovos e etc.

– Excesso de carboidratos no almoço: macarrão, arroz branco, pão, doces, sucos concentrados e refrigerantes, são alimentos que possuem muito carboidrato simples e depois de ingeridos de forma rápida, levam a uma instabilidade de energia no organismo. O ideal é escolher carboidratos como vegetais e grãos (ervilha, lentilha e feijão) e cereais integrais, que são digeridos de forma mais lenta e levam a estabilização do nível de energia.

– Não almoçar: às vezes na correria não sobra tempo para o almoço, mas ficar sem essa alimentação é um retrocesso, pois o organismo precisa se reabastecer, caso contrário entra em lentidão, pela falta de energia e o ânimo acaba. Os especialistas recomendam que a cada 3 horas se realize a alimentação, que dá a energia que garante a concentração e a disposição.

– Muito café: um cafezinho vez ou outra, até é bom para dar aquela alertada. Mas quem tem o hábito de tomar vários cafezinhos (mais de 4 xícaras) pode sentir o efeito contrário da cafeína, que gera irritabilidade, inquietação e dores no estômago, que influenciam negativamente o rendimento.

– Pouca ingestão de água: para funcionar bem o cérebro precisa da hidratação, caso contrário a memória e o humor são prejudicados, juntamente com a concentração. O recomendado é a ingestão de dois litros por dia.

– Excesso de doces: Se ao sentir fome, ingere-se doces, o nível de energia sobe muito rápido, mas tende a cair muito e de forma muito rápida, gerando aquele efeito de sono. O ideal é trocar o chocolate da tarde por uma fruta.

Faça o teste e veja o resultado, eduque a sua alimentação e aumente a sua produtividade.

Por Sirlene Montes


Confira aqui os tipos de barriga e como perder cada uma.

A famosa barriguinha é uma das coisas que gera mais dúvida na hora de escolher a dieta e os exercícios físicos. Conhecer qual seu tipo de barriga ajuda a identificar as causas da mesma e traçar um plano eficiente para eliminar o excesso na região abdmonial. Existem pelo menos quatro tipos de barrigas. Confira os quatro tipos e as estratégias para reverter a barriguinha.

1) Barriga estilo Pneuzinho

Existem diversos nomes populares para esse tipo de barriga, seja as “Bóias” laterais, a “Graxinha” e ou a mais famosa: Barriga “Pneuzinho”.

Esse tipo de barriga é gerado pelo consumo excessivo de alimentos ricos em açúcar e bebidas alcoolicas. Outro fator que leva aos pneuzinhos é ficar muito tempo sentado durante o dia.

Para eliminar essa barriga, além de fazer exercícios físicos e não ficar durante longos períodos sentado, é preciso reduzir drasticamente a ingestão de doces e bebidas alcoolicas.

2) Barriga do Estresse

Esse tipo de barriga é provocada pela liberação de cortisol – hormônio liberado quando estamos estressados. Os sintomas são uma prutuberência dura na região abdmonial.

Para fugir da barriga do estresse é preciso ter hábitos regulares de sono, reduzir o café e alinhar o metabolismo. Para isso, as vezes faz-se necessário a consulta de um médico endocrinologista que avaliará sua condição metabólica.

3) Barriga Inchada

Não são só os gordinhos que possuem barriga, esse tipo de barriga está bastante presente mesmo nas pessoas bem magras. A barriga inchada é caracterizada por uma saliência dura na região abdominal que se forma durante o dia. Normalmente, quem tem essa barriga tem instestino muito preguiçoso – acumula-se líquidos no intestino que deixam a barriga inchada – ou possui intolerância a algum tipo de alimento: como lactose, glútem, afins.

Para vencer a barriga inchada é necessário investigar qual a real causa. Fazer exames para verificar possíveis alimentos que lhe causem intolerância é indispensável. Uma dica de ouro é consumir alimentos integrais e ricos em fibras, como também, evitar beber água junto com as refeições.

4) Barriga de Pochete

Esse é o tipo de barriga que está associado diretamente a maus hábitos alimentares e de saúde. Seja ingestão excessiva de calorias ou vida sedentária.

Para eliminar a barriga de pochete é necessário fazer uma reestruturação nos hábitos alimentares e de exercícios. Vale a pena pensar em uma consulta com nutricionista e acrescentar exercícios físicos diários para rotina.

Matheus Griebeler


Evitar o desperdício gera, além de economia para o segmento, muitas vantagens ao meio ambiente.

Práticas direcionadas em favor do desenvolvimento sustentável têm sido cada vez mais disseminadas pelo mundo todo e abrangendo a todas as áreas. A redução do desperdício no setor de alimentos (restaurantes, bares, confeitarias, padarias, entre outros), por exemplo, é uma das maneiras não apenas de se aproveitar o que a natureza nos tem a oferecer, mas de pensar em sua preservação e conservação em longo prazo e sob vários ângulos. Ser sustentável é saber usar os recursos da natureza, de modo que eles se mantenham preservados e disponíveis para as gerações que virão.

O desperdício de comida, especialmente no setor de alimentação, não apenas gera prejuízos financeiros ao negócio, mas impacta potencialmente na quantidade dos recursos naturais de que necessitamos e que, sabemos, é finita, como é o caso da água. Não é somente uma desmesura ética, quando pensamos que enquanto há pessoas famintas, muita comida é jogada fora indiscriminadamente; mas reforça toda uma prática sem planejamento ou despreparo do setor.

O desperdício de comida, ainda que seja mesmo o maior dos males para o setor, também abrange o de água, luz e matéria-prima utilizada. Até mesmo, os recursos humanos necessários ao bom funcionamento desse segmento são exacerbados quando não há uma boa prática em questão. Mas, se reduzir os desperdícios é diretamente proporcional ao aumento dos lucros adquiridos, como ser econômico?

Confira nossas dicas:

  1. O aproveitamento do alimento em sua totalidade. Gerando cardápios mais diversificados e até mesmo mais saudáveis e atraindo mais clientes. Os produtos descascados, por exemplo, podem ir cem por cento para o prato: farofas, sucos, doces, sopas e saladas se transformam em pratos de entrada ou de acompanhamento do prato principal;
  2. Em vez de diversificar na oferta de mesmas comidas que, muitas vezes, nem são consumidas é mais fácil pensar mais em qualidade do que em quantidade é um jeito de se economizar: Por que dez tipos diferentes de carne se é possível oferecer três tipos, mas da melhor qualidade?
  3. Muita comida no self service? Só em épocas e horários em que os restaurantes estão cheios. Vasilhas menores e menos cheias também devem vir à tona com a casa vazia. O planejamento, nesse sentido é fundamental para se evitar o desperdício;
  4. Lâmpadas econômicas do tipo LED, teto e paredes claras ou uso do telhado translúcido dão um visual despojado ao lugar e deixam o ambiente mais iluminado durante mais tempo, pois, o aproveitamento da luz solar é maior. Assim como a escolha de eletrodomésticos mais modernos e que consumam menos energia, freezers, geladeiras e refrigeradores dispostos longe das paredes, comidas assadas de uma só vez no forno são essenciais na economia de gás e luz.
  5. Torneira fechada no enxágue das louças e uso moderado de detergente são medidas simples, mas que diminuem significativamente o desperdício típico no ramo da alimentação. A aquisição de um lava copos é uma boa pedida: usa pouco detergente e água sanitária, além do que, vasilhas são lavadas durante todo o dia com aquela mesma quantidade inicial. Ponto para a natureza: menos resíduos lançados na rede de esgoto e muita economia de água!

Se você gostou de nossas dicas e preza por uma alimentação gostosa, de qualidade e sem desperdício, acesse o site http://www.saborbarion.com.br/ e conheça a os produtos da Barion, marca que se destaca na produção de chocolates, biscoitos. 


Confira aqui qual a importância e os principais cuidados a se tomar com a prática de exercícios físicos durante a gravidez.

Não é de hoje que médicos e atletas discutem sobre a prática de esporte entre gestantes. Para tentar dar um fim a essa discussão, uma recente pesquisa do Comitê Olímpico Internacional divulgou que, apesar das ideias controversas ao uso do exercício por atletas grávidas, a prática tem menos riscos do que se imagina. 

Sabe-se que o universo feminino é muito complexo e que um dos maiores motivos de preocupação da mulher refere-se ao seu corpo, tornando o exercício um grande aliado na busca de um físico mais saudável e esteticamente bonito. Porém, é preciso salientar que o peso que se ganha durante uma gravidez não se refere à gordura, mas sim ao aumento de peso gestacional, explicada pela medicina nutricional e profissionais de educação física como o resultado do crescimento do bebê no ventre da mãe. Todavia, é importante salientar que caso não haja prática de exercícios e principalmente cuidado na ingestão de alimentos durante a gestação, o peso extra pode sim ser explicado como gordura. 

Portanto, para as gestantes, indica-se o acompanhamento nutricional e ginecológico durante este período, como forma de avaliação médica para a prática de esportes e cuidados na alimentação. Conforme a nutricionista Caroline Welter, especialista na Prática de Nutrição Pré, Durante e Pós Exercício, é fundamental a realização de exercícios leves, de forma que não prejudique mãe e bebê. “É claro que a polêmica sobre fazer ou não exercícios durante a gestação depende muito do histórico da mãe. Portanto, recomenda-se, principalmente, os exercícios na água, como hidroginástica, que tem baixo impacto. Além disso, caminhadas são uma ótima opção, sempre dentro de suas limitações”.

Muito difundido atualmente, o pilates também foi citado por ela, tendo em vista que é uma boa maneira de se exercitar durante a gravidez, por estar dentro dos limites do que a mulher pode ou não fazer, não prejudicando o bebê. Além disso, os benefícios desta atividade beneficia a futura mamãe em relação à sua postura, aliviando dores e conscientizando-a sobre as mudanças que estão ocorrendo no seu corpo durante esta fase.

Por outro lado, “não é indicado exercícios em que a grávida levante muito peso e nem corridas muito pesadas. Porém, se a grávida tiver a resistência por estar sempre praticando atividades físicas, o alongamento antes e depois e o equilíbrio é super importante”, finaliza Caroline.

Kellen Kunz


Confira aqui alguns alimentos que podem ajudar a combater o stress.

A correria do dia a dia muitas vezes acaba deixando muita gente de cabelos em pé e com problemas como fadiga, prisão de ventre, queda de cabelo, coceiras, alergias e tantos outros sintomas que são causados pelo estresse. E o que pode aliviar esses sintomar e colocar nossos corpos de volta nos eixos é uma alimentação saudável e equilibrada. Alguns alimentos auxiliam no combate ao estresse e não podem faltar no seu cardápio diário.

A laranja já é grande conhecida de muitos que buscam se livrar da fadiga, ela é um ótimo relaxante muscular e ainda melhora o funcionamento do sistema nervoso, assim como o limão, que ainda alivia os sintomas da queda de cabelo causado pelo estresse.

A maçã também ajuda no combate ao estresse, pois é rica em vitaminas A, B1, B2 e potássio, além de auxiliar no bom funcionamento do intestino.

O abacate auxilia na produção de seratonina, aliviando o estresse e aumentando o bom humor.

A cebola, muito usada em temperos, contém quercetina, que atua como antioxidante e calmante natural, assim como a alface (principalmente o talo), que ainda ajuda a ter uma boa noite de sono.

A cenoura, rica em vitamina A, ajuda a baixar a pressão arterial e a combater a depressão e a fadiga.

As amêndoas e castanhas do Pará contém selênio, que também é um poderoso antioxidante que combate o estresse e alivia os sintomas da depressão. Uma única unidade diariamente já é suficiente.

O leite de cabra é uma opção exótica mas ótima, rico em cálcio, ajuda a elevar o ânimo e atua também como tranquilizante.

Peixes, em especial o atum, aumentam a seratonina combatendo o estresse e a ansiedade.

A abóbora, rica em zinco, é ótima para combater a irritabilidade e depressão, assim como as sementes de girassol e gergelim.

Chá verde e café são ótimas apostas já que são ricos em vitaminas e atuam na estimulação do sistema nervoso.

Apostar em uma alimentação saudável, ingerindo bastante frutas, verduras e legumes, ricos em vitaminas e minerais,  pode ser a solução para não perder a cabeça e se entregar para a o cansaço. Fique longe de gorduras e açúcares pois eles podem intensificar os sintomas.

Por Tom Vitor de Freitas


Confira aqui algumas dicas para aumentar a massa muscular de seu corpo.

Emagrecer, ganhar massa muscular e definir os músculos é a vontade de muitos. E então, surgem as dúvidas: Que dieta fazer? Por onde começar?

Vamos focar neste artigo no ganho de massa muscular. Este processo deve ser iniciado para aqueles que já possuem um índice de gordura corporal equilibrado. Se você está acima do peso, indico que você emagreça primeiro para depois traçar um plano de hipertrofia.

Para um ganho eficiente de massa muscular é preciso aliar treino de musculação com uma dieta. Claro que o esforço, a determinação e a força de vontade são os pilares básicos para o ganho de massa muscular. Foque em seu objetivo e não deixe os obstáculos emergentes te tirarem de seus sonhos.

O treino de hipertrofia precisa ter acompanhamento de um bom profissional na área de educação física. Você pode treinar em casa ou em uma academia. Caso for treinar numa academia, peça para o instrutor traçar um treinamento de acordo com seus objetivos e vontades.

Treine no mínimo três vezes por semana. Programe uma rotina séria e foque em seus treinos. Não desanime, lembre-se da dica que dei acima, mantenha-se sempre em seu objetivo. Você pode usar um termogênico que ajuda te dar uma disposição, este pode ser natural ou artificial. Indico os termogênicos naturais, que pode ser a cafeína ou o chá verde, mas caso queira um suplemento mais potente, procure um nutricionista que ele te indicará um. Não use suplementos sem um acompanhamento de um profissional.

Ao traçar uma dieta, é importante ter em vista o seu objetivo. A dieta para a definição muscular é uma e a dieta para o ganho de massa muscular é outra. Em fase de ganho de massa muscular é normal o acúmulo de gordura. Depois, você deve traçar outra dieta para a queima e definição dos músculos que você adquiriu na fase de hipertrofia.

Em geral, para o ganho de massa muscular, indica-se ingerir bastante proteína. Você pode usar suplementos protéicos que ajudam na recuperação muscular e também podem te dar um gás a mais para os seus treinos. De qualquer forma, procure sempre um acompanhamento de um bom profissional.

Felipe Pancheri Colpani


Abóbora ajuda a emagrecer e é uma grande aliada da saúde.

Com apenas 26 calorias a cada 100 gramas e rica em vitamina A, nutriente importantíssimo para visão, ossos e pele, a abóbora definitivamente deve fazer parte da alimentação de quem busca uma dieta equilibrada. É importante ressaltar que a parte mais nutritiva se encontra em sua semente, pois dela podemos extrair o aminoácido triptofano, que ao ser ingerido, nosso organismo o transforma em serotonina, substância que proporciona bem-estar geral.

Rica em magnésio, a abobóbora pode ser considerada um relaxante natural, além de ser benéfico para o coração. Devido seu alto índice de proteína, a semente do fruto contribui para estabilizar o açúcar do sangue. A indicação é de que seja consumida durante o dia. Lembrando que ao estabilizarmos a taxa glicêmica, conseguimos eliminar gordura, ou seja, a semente ajuda a perder peso.

Outro fator importante é o uso do óleo de semente de abóbora na preparação dos alimentos, já que este possui Omega 3, substância que reduz a incidência de hipertrofia prostática benigna, ou seja, problema na próstata, doença que provoca dificuldade de urinar nos homens.

Além disso, a abóbora é fonte de ferro, fito esterol e fibras. O ferro ajuda na construção do sangue e promove energia. Já o fito esterol possui efeito comparável a anti-inflamatórios, porém, sem efeitos colaterais indesejáveis do medicamento industrializado.

Ficou comprovado o efeito alcalino que as sementes provocam no organismo. Muitas doenças como o cancêr está associado ao consumo de alimentos ácidos, portanto, mais um ponto positivo à abobora.

Para aproveitar tudo que este alimento oferece, é importante que seu consumo seja regular e que ela esteja presente na dieta diária. A recomendação dos nutricionistas é consumir uma porção, no mínimo, três vezes durante a semana. Lembrando que 50 gramas equivalem a uma porção, ou seja, meia colher de sopa já é suficiente.

Uma dica excelente é torrar as sementes para obter do alimento o grande aproveitamento de zinco, fitoesteróis e ômega 3, substâncias que ajudam a reduzir o colesterol.

Como Comprar:

No supermercado, é importante encontrar o fruto em boas condições para que ele ofereça o máximo de benefícios descritos. A dica é observar se a casca está lisa, se possui firmeza e se está sem manchas. Sempre escolha que lhe pareça mais fresca.

Renata Bianco


Confira aqui uma lista de alimentos que ajudam a reduzir e combater a celulite.

Celulite é uma das grandes inimigas das mulheres, seu mais temido pesadelo. Não importa o biotipo (magro ou robusto), ela está lá. Os temidos "furinhos" são decorrentes de inflamações nas células, causadas quando acumula muitas toxinas no organismo. Para tentar eliminar a celulite, deve-se fazer ajustes na dieta, mas somente cortar calorias não é suficiente, o ideal é apostar em alimentos que ajudam a reduzir a celulite.

Incluir os alimentos certos na dieta fará com que ela seja direcionada ao trabalho de desinflamar e também melhorar a circulação, desintoxicando e eliminando líquidos que causam o inchaço e consequentemente a celulite.

Veja alguns alimentos que reduzem a celulite:

Alguns alimentos são bastante eficientes no combate aos "furinhos" que tanto incomodam as mulheres. Eles ajudam a reduzir, mas também são capazes de ajudar a prevenir que a celulite se instale. Listamos alguns abaixo:

Banana: Rica em potássio e em fibras ela ajuda a diminuir a absorção de gorduras. O potássio esttimula a drenagem linfática enquanto as fibras ajudam a regular o intestino.

Abacaxi: O abacaxi contém uma enzima chamada bromelina e é rico em fibras. As fibras ajudam com o intestino e a bromelina é um anti-inflamatório, por isso é bastante eficaz no combate à celulite.

Abacate: O abacate, assim como o abacaxi, também contém anti-inflamatórios: o ômega 9 e o glutationa. O ômega 9 também é um ótimo auxlilar no controle do cortisol, o que ajuda a evitar o acúmulo de gordura no organismo.

Maçã: Esta fruta possui um carboidrato que ajuda a regular o processo que absorve gorduras e glicose: a pectina. Ao liberar menos insulina, as inflamações diminuem. Também ajuda a neutralizar as toxinas do organismo.

Alimentos integrais: Ricos em fibras, eles são auxiliares do bom funcionamento intestinal. Ajudam a absorver toxinas e eliminam impurezas, que tendem a ser bastante prejudiciais no quadro da celulite.

Folhas Verdes Escuras: Espinafre e rúcula, por exemplo, são ótimos para desintoxicar o organismo.

Gengibre: Também tem propriedades anti-inflamatórias e sendo a celulite causada por inflamações, já se sabe que o gengibre pode ser um forte aliado no combate aos furinhos na pele.

Frutas Vermelhas: Ricas em vitaminas A e C, são antioxidantes, combatem a insulina e fortalecem os vasos sanguíneos.

Esses são alguns exemplos de alimentos que devem fazer parte de um cardápio que ajude a reduzir a celulite. Lembrando que uma dieta deve ser sempre prescrita por um especialista, nutricionista ou endocrinologista, pois cada organismo responde e reage diferente a cada tipo de alimento. O acompanhamento profissional é de extrema importância para o sucesso de qualquer dieta e para que se evite qualquer tipo de efeito colateral.

Por Lia Morales


Alguns utensílios facilitam a vida dos cozinheiros e são essenciais para aumentar a agilidade e eficiência na cozinha.

Você é uma pessoa que gosta de cozinhar? Se sim, deve sempre buscar meios que facilitem a sua vida na cozinha. Nesta matéria você vai conferir alguns utensílios que são indispensáveis para aqueles que querem deixar esse ato prazeroso de cozinhar mais eficiente e ágil.

Tesouras para cortar ervas – Se você não tem habilidade para cortar ervas com facas, esse utensílio dará mais agilidade. Não é algo muito comum para os cozinheiros não profissionais, mas é uma boa pedida.

– Conhece o Zester? Ele é um utensílio que se assemelha a um ralador e funciona quando o cozinheiro precisa fazer o uso das raspas de algumas frutas cítricas ou ralar temperos.

– O Spiralizer – Também chamado de espirilazador, ele é um utensílio que funciona como um processador manual. Ele consegue cortar vegetais em espirais e os deixam como um “macarrão”.

Cortador de Mangas – É muito mais prático esse utensílio, pois não suja toda a sua mão quando tem que cortar uma manga. O trabalho fica mais fácil e também mais prático.

Batedor – Se você não tem uma batedeira ou tem uma receita que é mais delicada e não podem passar do ponto correto, o batedor é um utensílio certo. O fouet vai agilizar o processo em fazer bolos quando necessita bater as claras ou chantilly.

– O tira-talos – Você pode utilizar esse utensílio para limpar os morangos, por exemplo. Quando se tira o talo do morango, você pode colocar um chocolate derretido dentro dele, não dá água na boca?

Pegador de sorvete – Um pegador simples ajuda, mas é muito melhor aqueles que contam com extrator. Com ele você pode tirar as bolas de sorvete com perfeição. O extrator faz com que uma lâmina pequena tire a bolinha de sorvete de maneira muito mais fácil.  

Espremedor de Alhos – Se desperdiça um tempo grande quando precisa picar alho. Esse utensílio ajuda muito para espremer o alho de maneira completa e em pouco tempo. É necessário apenas descascar e colocar dentro do espremedor.  

Balança para cozinhas – Isso parece algo que não muito necessário, mas faz uma falta para os cozinheiros para não errar a quantidade em alguma receita. Quando se mede os produtos de uma receita, você terá bem menos chances de errar a mesma. 

Utensílios de cozinha


Alimentos com baixo índice glicêmico podem tornar a vida de um diabético muito mais agradável.

Uma das principais doenças relacionadas à má alimentação, o diabetes, é o terror de quem não abre mão do que a comida tem a oferecer de melhor. Para os portadores da doença, entretanto, não resta opção senão transformar seus hábitos alimentares. Tudo em nome da saúde e, o mais importante, da preservação da vida.  

O mais importante para quem tem diabetes é consumir alimentos com baixos índices glicêmicos – a velocidade com que a glicose entra no organismo. Alimentos com alto índice glicêmico elevam a glicose no sangue, levando a picos de insulina.

A insulina é o hormônio que o diabético tem dificuldade em produzir. Porém, com a elevação descontrolada da glicose no sangue, ela fica na corrente sanguínea. Como consequência, pode haver oxidação nos vasos.

A mudança de hábitos não cura o diabetes, mas pode fazer com que a doença deixe de ser um grande problema na vida dos portadores.

Veja a seguir 9 alimentos com baixo índice glicêmico que podem tornar a vida de um diabético muito mais agradável:

Abacate – É um dos melhores alimentos para os diabéticos. É rico naquelas famosas gorduras boas para a saúde, chamadas de monoinsaturadas e poli-insaturadas. Os benefícios são inúmeros: o abacate auxilia na resistência à insulina, previne doenças cardiovasculares e reduz os níveis de colesterol ruim.

Aveia – Importante para quem tem diabetes tipo 2, a aveia é rica em fibras solúveis, ou seja, ajuda a diminuir o nível da absorção da glicose e controla a absorção do colesterol.

Peixes de águas profundas – Peixes como salmão, cavalinha, atum e sardinha são ricos em ômega 3. Pesquisas já confirmaram que o consumo de peixes ricos em ômega 3 diminui a incidência de diabetes tipo 2 e a concentração de glicose.

Iogurte sem gorduras – O iogurte com baixo teor de gorduras diminui o consumo de gorduras saturadas. Dessa forma, são evitados os problemas cardiovasculares, uma dor de cabeça para quem tem diabetes. O iogurte também é rico em cálcio, que evita o acúmulo de gorduras.

Amêndoas – Assim como o abacate, as amêndoas são ricas em gorduras boas, monoinsaturadas e poli-insaturadas. Além disso, elas são ricas em magnésio, comumente excretadas pela urina dos diabéticos com crises de glicose muito elevadas. É preciso sempre repor o magnésio.

Leguminosas – Chamamos de leguminosas os alimentos como o feijão, grão de bico, lentilhas e ervilhas. São alimentos ricos em fibras, que diminuem a velocidade de absorção da glicose. O ideal é ingerir até duas porções de leguminosas por dia.

Farinhas funcionais – As farinhas funcionais são ótimas para quem tem diabetes e também para prevenir a doença. Essas farinhas são as de amora, berinjela, banana verde e coco. Elas são ricas em fibras solúveis, que irão evitar os picos glicêmicos e a produção de insulina.

Linhaça e chia – Também são alimentos ricos em fibras solúveis. Como todo alimento assim, vão evitar os picos de glicose e a produção de insulina. A linhaça e a chia são ricos também em ômega 3.

Batata Yacon – O consumo diário da batata yacon, segundo pesquisas da Universidade de Franca, em São Paulo, pode ajudar no controle da glicemia em portadores de diabetes tipo 2. Isso graças ao carboidrato chamado de frutooligossacárico, que tem ação semelhante a das fibras no organismo.

Por Fabricio Yassuo

Leguminosas


Confira aqui uma lista de alimentos bons para atletas.

Você sabe quais são os alimentos ideais para quem costuma praticar exercícios físicos frequentes? São aqueles que podem nutrir o nosso organismo de forma correta e oferecer benefícios para você que curte uma boa academia ou outro tipo de exercício.

Água e Polpa de Coco:

A água do coco é boa em repor energias e também um grande isotérico. A sua polpa é aconselhada para o consumo antes e até durante a sua corridinha. Ela conta com bom potencial energético e alimenta os músculos.

Castanha do Brasil, Castanha de Caju, Nozes e Amêndoas:

Contêm ômega 3, a gordura boa, e também sais minerais que vão ajudar a melhorar o desempenho na atividade física. Um pouco de cada uma destas citadas é aconselhável para uma boa performance.

Açaí, Morango, Amora, Mirtilo, Cassis e Framboesa:

Essas frutas vermelhas são ricas em carboidratos e possui um reduzido índice glicêmico. Elas vão ajudar a evitar o estresse celular, o que auxilia no não envelhecimento que a atividade física extenuante gera.

Banana:

Conhecida por ser rica em potássio, a banana também é uma fonte de energia com absorção rápida. São várias as maneiras que a fruta pode ser consumida e todas vão trazer benefícios para a pessoa na atividade física.

Brócolis:

O alimento tem grande teor de proteínas vegetais, ferro, fibras, magnésio e cálcio. O brócolis também conta com Di Indon Metano e o 3 Indon Carbinol. Eles vão ajudar no metabolismo do estrogênio.

 Alho:

O seu consumo no dia a dia vai auxiliar na melhora da sua imunidade. O alho também conta com uma ação vasodilatadora, o que faz com que o sangue circule melhor.

Salmão Selvagem:

Outro produto que tem Omega 3 e também as Vitaminas D e K. São essas as vitaminas que se relacionam com o desenvolvimento do sistema osteomuscular, o qual é preponderante para os atletas.

Gengibre:

Auxilia para melhorar a imunidade devido a não quebra de gordura. O gengibre também conta com ação anti-inflamatória e tem benefícios para o coração.


Confira aqui algumas dicas de alimentos que podem ajudar a combater o cansaço.

Você está se sentindo muito cansado ultimamente? Passa o dia pensando que queria estar dormindo e curtindo a sua cama? Que tal conferir alguns alimentos que podem mandar essa preguiça embora e fazer você recuperar a sua energia?

A alface não pode faltar no seu cardápio. A folha contém uma substância poderosa chamada lactucina, que tem a finalidade de diminuir aquela sensação de fadiga.

Você é muito ansioso? Então incremente o seu dia a dia com muita banana. A fruta conta com vitamina B6, além de outros componentes como potássio, magnésio e triptofano, que ajudam a relaxar.

A aveia também estimula a vencer o cansaço, porque além de fornecer energia, também garante o bom humor. Ela auxilia na melhora cerebral e ainda tem vitaminas importantes como B1, B2, B3 e B6.

Outra folha indispensável para o seu cardápio é o espinafre, que tem a função de combater a depressão e melhora o funcionamento do sistema nervoso, além de contemplar componentes importantes como potássio, magnésio, entre outros.

Que tal apostar em um relaxante muscular natural? A chia e a linhaça são boas escolhas e ainda contemplam magnésio e ômega 3, além de atuarem como protetoras cardiovasculares.

Outro componente que pode fazer parte do seu cardápio é o abacate, que é rico em magnésio e triptofano.

Que tal trocar o arroz comum pelo integral? Ele contempla vitaminas como B1, B3 e B6, além de metionina e cistina. Além disso, ele ajuda a manter o bom humor e fornece uma dose a mais de energia para a sua rotina.

O feijão é rico em ferro, potássio, zinco, entre outras substâncias que ajudam a recarregar as baterias. O leite também tem componentes como cálcio, que atua fornecendo uma sensação relaxante, além de melhorar a função cerebral.

Sabe àquele cansaço físico e mental? Que tal combate-lo usando ovo? Ele é rico em vitaminas do complexo B, A, D, entre outras, que fornecem ação antioxidante, entre outros benefícios para o seu bem-estar.

Por Babi


Dieta visa proporcionar um tratamento no corpo, na mente e na alma, mexendo na alimentação e na maneira de pensar do indivíduo e ressaltando a relação entre o homem, Deus e o Universo.

Para quem está querendo perder peso, saiba que a Dieta da Cabala apresenta uma proposta muito interessante, pois o objetivo é proporcionar um tratamento no corpo, na mente e na alma. Veja como funciona e aprenda mais sobre esta rica dieta.

Muitas pessoas pensam que o termo emagrecer é apenas perder peso e pronto. Por isso que tratamento da Dieta da Cabala tem o objetivo de realizar um efeito corporal, mental e espiritual.

E este tratamento consiste em um período determinado de 22 dias, conforme a quantidade de letras do alfabeto hebraico. Esta dieta foi escrita por Ian Mecler, e o próprio autor ressalta que é preciso muita disciplina, seguindo todas as receitas nos dias determinados para obter o efeito necessário.

Na dieta, o paciente irá realizar o tratamento com o acréscimo de sementes no cardápio, reduzir os alimentos que contêm glúten, consumir menos quantidade de carne, açúcar e sódio. E ainda beber muita água.

Outra questão a ser trabalhada é a forma de pensar do paciente, pois é preciso saber que será preciso conscientizar que está em um processo de dieta. Por isso, deverá  mudar os hábitos e atitudes.

O tratamento psicológico consiste também em ajudar a pessoa a se libertar da compulsão alimentar, aquele tipo de ansiedade que contribui para pessoa comer sem parar.

Além do trabalho com o corpo e a mente, a Dieta da Cabala realiza um tratamento espiritual, pois é inspirado no ritual Cabalístico. Um tipo de ensinamento judaico que ressalta a relação entre o homem, Deus e o Universo.

A Dieta de Cabala pode ser definida como um tratamento para vencer todos os desafios que impede o indivíduo de perder peso. É também um tratamento espiritual para adquirir sabedoria, aprender novos hábitos alimentares para obter sempre uma boa saúde, além da conscientização para manter esses bons hábitos adquiridos e nunca mais engordar novamente.

Enfim, vale a pena seguir a Dieta de Cabala para emagrecer e ainda adquirir mais sabedoria para seguir a vida mais feliz.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos

 

Dieta da Cabala


Jamie Oliver revelou os alimentos que fazem as pessoas viverem melhor.

Jamie Oliver, um dos chefs de cozinha mais populares da atualidade, apresentou 14 alimentos que podem fazer um indivíduo viver melhor.

É isso mesmo!

Depois de passar por uma reeducação alimentar e eliminar 12 quilos, o cozinheiro, em suas viagens pelo mundo, descobriu o poder de certos alimentos.

Com o sucesso das suas descobertas, Jamie Oliver estreou recentemente uma nova série na TV: Jamie's SuperFood – que será exibido pelo britânico Channel 4. O programa tem o objetivo de mostrar o segredo de uma vida longa em diferentes partes do mundo, além de contar o que uma alimentação saudável tem a ver com isso.

Os 14 alimentos que farão você viver mais:

Esqueça as Goji berries e as bebidas verdes. Na lista do Jamie, esses alimentos não são lembrados. Os alimentos na lista abaixo são muito conhecidos e, geralmente, estão em nossa cozinha. Veja a lista:

1.      Verduras e Legumes;

2.      Ovos;

3.      Leite;

4.      Peixe;

5.      Batata Doce;

6.      Tofu;

7.      Feijão;

8.      Algas;

9.      Arroz Selvagem;

10.  Alho;

11.  Camarões;

12.  Pimenta;

13.  Frutas;

14.  Nozes.

Segundo o chef de cozinha, o segredo não está nos alimentos. Está na maneira de cozinhá-los. De acordo informações publicadas pela Exame, o chef de cozinha apontou que ‘’tem a ver com cozinhar os alimentos de um jeito inteligente”. São ingredientes comuns para fazer pratos simples e saborosos.

Como podemos notar, os alimentos são fáceis de encontrar. O que precisamos é de uma ajudinha de profissionais no assunto. Jamie Oliver é um exemplo a ser citado, pois esse profissional descobre cada coisa em suas viagens.

Para se ter uma ideia, ele é o defensor de uma alimentação saudável para viver melhor, inclusive Jamie Oliver já iniciou uma campanha para melhorar as refeições escolares de crianças. Em seu programa, como já foi dito, oferece dicas de como conseguir viver mais, inclusive de como chegar aos 100 anos.

Por Flavinha Santos

Verduras e legumes


Ter uma boa alimentação ajuda as mulheres a lidarem com a TPM. Alguns sucos rápidos e naturais também podem ser grandes aliados das mulheres nesse período.

Todo mês você sofre com a tensão pré-menstrual (TPM)? Tende a ficar mais ansiosa, sensível, impaciente ou tem vontade de quebrar tudo e xingar a todos ao seu redor? A TPM pode se manifestar por diferentes sintomas em cada pessoa. Além de alterações no humor, ela pode provocar dores de cabeça e no corpo, também.

Uma boa alimentação pode ajudar a lidar com a TPM. Você sabia que alimentos ricos em fibras auxiliam para o bom funcionamento do intestino? Como consequência, os sintomas causados pela TPM tendem a diminuir. Além disso, há vários sucos práticos e rápidos, que vão te ajudar, também. Que tal ficar por dentro da receita?

Suco amarelo: delicioso!

Você vai precisar de mamão papaia (1/3), rodela de abacaxi com talo (½), damasco (2), água de coco (300 ml), rodelas de tamanho médio de gengibre fresco e gérmen de trigo (1 colher de café).

Para preparar a bebida, é só bater todos os ingredientes no liquidificador e saborear. Mas, beba após o preparo e não coe.

 Suco vermelho: simples e rápido!

O suco vermelho é feito com maçã vermelha com casca (½), amoras congeladas (1 xícara de chá), mel (1 colher café), chá de camomila gelado (200 ml) e 1 colher (café) de linhaça. Separe os ingredientes e bata tudo no liquidificador. Não precisa coar e basta saborear a bebida em seguida ao preparo.

Suco de frutas vermelhas: rico em fibras.

Este suco é feito com frutas vermelhas variadas (morango, amora, framboesa, entre outras), linhaça (1 colher rasa), mamão papaia (1/3), gérmen de trigo (1 colher café), maçã vermelha com casca pequena (1), água de coco ou pode ser iogurte desnatado natural (200 ml) e mel (1 colher café). A porção de frutas vermelhas é de 100g.

Para fazer, é só bater todos os itens no liquidificador e saborear. Não precisa coar.

Gostou de conhecer essas receitas? Qual suco vai experimentar primeiro? 

Por Babi

Suco para TPM


Confira alguns motivos que podem estar interferindo em sua dieta.

Muitas pessoas que querem perder peso começam a fazer dietas, fazem a ingestão de produtos light ou diet e mesmo assim, não conseguem emagrecer ou então emagrecem e depois engordam novamente.

Especialistas apontam que isso pode ser causado pela forma incorreta e sem o acompanhamento de um médico. O processo todo deve ser feito de maneira lenta e cada caso é diferente do outro. Médicos dão conta de que a obesidade deve ser tratada de forma particular, de acordo com o metabolismo daquela pessoa, como ele reage, para colocar um tratamento em prática. São observados vários fatores como os biológicos, emocionais, bioquímicos, entre outros.

Uma das dicas primordiais é fazer uma dieta com uma alimentação balanceada e que ela seja aliada a uma prática de exercícios físicos. Não é nada fácil perder peso e não é da noite para o dia. A pessoa deverá mudar alguns hábitos para que os benefícios cheguem. Alguns indivíduos ainda não emagrecem por outros fatores, como é o caso de estresse ou até doenças.

Confira algumas dicas que podem lhe ajudar na dieta:

  • Tenha um Acompanhamento de um Especialista: Como cada organismo é diferente do outro, o acompanhamento de um nutricionista é importante no processo. Algumas pessoas podem conseguir perder peso com a redução na ingestão de calorias e gasto das mesmas. Porém, outras pessoas não tem o mesmo sucesso, pois o metabolismo está alterado e necessita de um nutricionista por perto para fazer o acompanhamento individual.
  • Não Exclua Totalmente Alguns Alimentos da Dieta: O nosso organismo necessita de quantidades certas de proteínas, carboidratos e gorduras. A pessoa que retira tudo isso completamente da alimentação pode contar com problemas no futuro. Não pule suas refeições e tenha o hábito de comer várias vezes ao dia em pequenas quantidades. Verduras, legumes e fibras devem estar no seu cardápio.
  • É errado comer carboidrato pela noite? Não. Os especialistas falam que o pensamento de comer arroz, batata e pão a noite é ruim. Os médicos comentam que o metabolismo nessa parte do dia tem menor atividade, mas continua funcionando normalmente. Portanto, coma pouco carboidrato, mas não tire ele do seu cardápio.
  • Verifique se a Sua Saúde está em Dia: Certos tipos de doença fazem com que a pessoa não perca peso ou até fazem com que a pessoa engorde mais. Faça um check-up antes de começar uma dieta. Procure um profissional que possa lhe ajudar nesse assunto. Doenças como lúpus e diabetes do tipo 1 dificultam a perda de peso. Problemas como a disfunção da tireoide também podem atrapalhar o processo. Esteja ciente de sua saúde!
  • Estresse Atrapalha: Os médicos são categóricos ao afirmar que o estresse atrapalha no processo de emagrecimento e até faz com que a pessoa engorde mais. Um hormônio que é liberado quando a pessoa tem estresse crônico (o cortisol) manda uma mensagem para nosso organismo para que acumule comida. A serotonina é um hormônio que deve estar ativo, pois é o que acarreta a nossa sensação de bem estar, controla o apetite e ajuda a perder peso.
  • Não faça Dietas Milagrosas: Quando a mudança em nosso corpo é duradoura, como é a perda de peso, não é um processo rápido. As metas são cumpridas a longo prazo. Nenhuma dieta radical tem sucesso garantido. Os médicos apontam que o nosso metabolismo e organismo necessita de um tempo razoável para que possa entender que a perda do peso deve ser duradoura.
  • Dietas sem Exercícios Físicos não rola: Se você quer perder peso, uma dieta apenas não vai surtir o efeito necessário. A prática de exercícios físicos de modo regular é preciso, pois acelera o nosso organismo. Caso a pessoa apenas faça um esforço na alimentação, sem praticar atividade física, no primeiro momento em que “abusar” tudo voltará como antes.
  • Um erro fazer o Consumo de Alimentos Diet ou Light: Quem pensa que os produtos diet podem ser a melhor solução para emagrecer pode estar enganado. Em um chocolate diet, o qual não contém açúcar, a pessoa encontra um nível maior de gordura, o que acarreta em uma maior quantidade de calorias, comparando com um chocolate comum. Os refrigerantes zero também não devem ser vistos com uma solução, eles contam com grande quantidade de sódio e caso haja o consumo em grande quantidade, pode fazer com que a pessoa retenha líquido, o que atrapalha no emagrecimento.


Enfrentar o calor dos últimos dias não tem sido uma tarefa nada fácil pra ninguém, agora, imagine o quanto um bebê sofre nesta época de altas temperaturas. Mas, a partir de uma ideia simples e saudável, é possível ajudar o seu bebê a se refrescar neste calorão. Quer saber como?! É simples, basta preparar para ele um tetolé, um picolé feito apenas de leite materno.

O tetolé, além de ajudar a diminuir o calor que seu bebê sente, ainda é indicado para amenizar as dores oriundas do crescimento dos dentinhos, já que sua baixa temperatura funciona como uma anestesia na gengiva do neném. Por isto mesmo, o tetolé também é indicado para as outras épocas do ano, não apenas para o verão.

Para se fazer este picolé, é necessário tomar alguns cuidados. As mamães devem coletar o leite do peito como se este fosse ficar estocado. Para o procedimento, pode-se usar uma bombinha própria para se tirar o leite ou então realizar a coleta de forma manual. É imprescindível que o pote (de vidro) onde o leite será armazenado, esteja bem limpo e esterilizado. O ideal é que a mãe realize esta coleta em um ambiente tranquilo e se possível, utilizando uma máscara até o final de todo o processo.

Após a coleta, a mamãe pode colocar o leite dentro de forminhas de picolés ou então de gelo, ou ainda colocá-lo na tampa da mamadeira e levar ao freezer ou congelador da geladeira, tudo bem protegido por tampas (das forminhas) ou por plástico filme. Um ponto importantíssimo a ser observado é que o leite coletado tem validade de 15 dias. Portanto, a cada coleta é necessário que a mãe anote a data em que ela foi realizada e caso os picolés não sejam aproveitados dentro deste período, eles devem ser descartados, já que o leite materno é um alimento perecível.

E após algum tempo, já com o leite congelado, é o momento de oferecer o tetolé ao seu bebê e deixá-lo fazer a festa. Não se importe com a sujeira ou se ele vai se lambuzar todo, pois assim como um picolé ou sorvete normal, o leite também vai começar a derreter e a escorrer. O importante é você pensar em como seu neném está se refrescando e que ainda por cima está ingerindo algo saudável, já que mesmo congelado, o leite materno mantém as mesmas propriedades do seu estado normal.

As mamães podem ficar despreocupadas, pois o tetolé não causa gripes e resfriados. Os responsáveis por isto são bactérias e outros vírus, não apenas os picolés ou sorvetes.

E finalizando, o tetolé é apenas uma forma de ajudar o seu bebê a se refrescar nesta época de calor tão intenso. Ele não pode em hipótese alguma substituir o aleitamento materno, que é a forma mais importante de nutrir e garantir a saúde de um recém-nascido. 

Por André F.C.

Tetol?

Foto: Divulgação


Alcançar a beleza perfeita sempre foi o sonho das mulheres, e por que não o sonho dos homens também? Afinal, quando falamos de beleza, associamos a ela a saúde, a disposição, a alegria, a autoestima, etc. Por isso ela é tão cobiçada. Mas, e se pensássemos que dá para alcançar a beleza sem gastar muito? É o que as dicas a seguir vão te ensinar agora, confira:

– Mude sua alimentação de forma radical:

Você é o que você come, certo? Isso vale para os impulsivos de plantão, que atacam a geladeira na calada da noite. Não que isso seja proibido, desde que os alimentos que você ataca sejam saudáveis, claro. Isso ajudaria muito. Exceto se você não gosta disso. No entanto, esse assunto é o objetivo aqui. Primeiro, estabeleça uma dieta, ou o que você quer mudar em seu corpo. Se você quer emagrecer, prefira os alimentos integrais e esqueça os gordurosos, os quais possuem gordura trans e saturadas. Se você quer apenas enriquecer sua alimentação para melhorar seu estilo de vida, então modifique o seu cardápio. Corte alimentos enlatados, pois possuem alto teor de sódio e conservantes. Acresce alimentos orgânicos e lights na sua dieta.

2. Coma menos:

Estudos comprovam que comer menos ajuda a combater os radicais livres presentes no corpo em decorrência de restos de alimentos não expelidos pelo organismo durante o processo metabólico. Além de acelerar o metabolismo e aumentar anticorpos no organismo, comer menos ainda contribui para uma auto-desintoxicação do corpo, pois neste caso estaremos ingerindo somente o necessário, e com isso suprindo os valores diários de uma boa alimentação. É óbvio também que você não deve ficar sedentário esperando que a sua alimentação faça milagres por você. É preciso praticar bastante atividade física para manter o cérebro e o corpo num bom funcionamento e beber bastante líquido para eliminar toxinas.

Enfim, seja rigoroso com a sua alimentação da mesma forma que você é rigoroso com você mesmo.

Por Daniela Almeida da Silva


A refeição saudável precisa estar presente em nosso cardápio na maior parte dos dias, e também seguir a gente na rotina do dia a dia, seja no trabalho ou não.

Para se acostumar com ela, você precisa se abdicar de todas as comidas que não são saudáveis. Isso pode ser difícil no começo, mas veja o que você pode fazer:

1. Programar suas refeições:

Considere programar suas refeições a mesma coisa de programar um cardápio do dia, por exemplo. Em primeiro lugar, lembre-se de comer de três em três horas, que é para que o seu organismo se acostume com a dieta que você está impondo a ele. Em segundo, restrinja tudo o que você quer ou não quer comer, tudo dentro daquilo que você mesmo programou. Em seguida, programe desde o café da manhã ao jantar da noite. Não se esqueça de colocar pequenos alimentos que você come durante o dia nos picos de fome. No final, descubra uma maneira de calcular todas as calorias que você ingeriu durante o dia.

2. Beber líquidos e comer alimentos saudáveis:

Quando falamos em beber bastante líquidos, estamos nos referindo aos sucos naturais e água natural ou filtrada. De acordo com estudos científicos, uma pessoa deve beber o tanto de líquido equivalente ao seu peso e altura, sendo a partir de um litro e meio a dois por dia. Já os alimentos saudáveis também devem variar muito, desde frutas, legumes e verduras, grãos, cereais, sementes, carnes brancas e produtos lights e integrais em geral. Não esqueça também de começar seu dia com refeições leves pela manhã e à noite comer algo integral e com muitas fibras, que é para ajudar o intestino funcionar melhor.

3. Persistência:

A persistência é a chave do sucesso. Não importa o motivo do seu cardápio, é preciso persistir no que você quer que ele faça por você, e não importa o motivo. Estabeleça uma meta para atingir com ele e não tenha medo de começar tudo de novo, se for preciso.

Por Daniela Almeida da Silva


Existe no mundo diversas formas de se buscar o autoconhecimento e a maioria delas parte de alguma religião ou ideologia, as quais possuem condutas e doutrinas próprias para serem seguidas em prol de algo ou o bem maior da humanidade.

Todos os caminhos são válidos, desde que cada um deles estejam voltados para o bem, para a evolução e para a devoção de si mesmo no caminho da espiritualidade. Veja agora, algumas dicas simples para quem prefere buscar o autoconhecimento a partir de si mesmo:

1. Meditação:

Não há receitas, segredos e nem regras para buscar o autoconhecimento. Esse caminho se resume a um encontro consigo mesmo, o qual podemos considerar como algo subjetivo. Mas, você pode começar a trilhá-lo de maneira simples, refletindo sobre tudo internamente com a meditação. Para isso, reserve apenas alguns minutos do dia para fechar os seus olhos e se concentrar para dentro de você. Reflita alguns instantes sobre o seu dia, as suas atitudes para com os outros e de como você está sendo ou não útil para ajudar o próximo. Feito isso, relaxe, respire fundo e deixe tudo dentro de você fluir. Deixe que todas as perguntas mergulhem dentro do seu íntimo para buscar as respostas que há em você mesmo, em seu ser, e concentre-se na sua respiração.

2. Livros de autoajuda:

Alguns livros de autoajuda podem realmente te auxiliar, se o assunto for a busca do autoconhecimento. Há diversos assuntos disponíveis no mercado, desde autorrealização à autoestima. Os autores se empenham nesses assuntos e cada dia aparece um novo. Portanto, se você é do tipo de pessoa que gosta de acumular conhecimento e pensar diferente a respeito de várias teorias, esta dica pode ser muito útil. Só não vale virar um alienado por teorias de conspiração e outros assuntos relacionados que podem te cegar a ponto de você achar que realmente está buscando o autoconhecimento, quando na verdade está o afastando.

Por Daniela Almeida da Silva


A meditação é considerada uma das práticas orientais mais antigas da humanidade. Hoje em dia, muitas seitas e religiões têm adaptado ela em suas atividades cotidianas, e cada uma delas expressam um significado diferente referente à meditação. Uma das práticas mais populares e talvez a mais desejada por todos é a Yoga, que além dos benefícios da meditação, reúne técnicas de respiração que auxiliam não só a mente, mas o corpo, a postura e a saúde em geral. Veja o que você não pode esquecer, caso seja um iniciante na meditação:

1. Não force sua mente para pensar em nada. Apenas feche seus olhos, relaxe, concentre-se e deixe fluir, ouvindo o som da sua respiração ou de algum som de mantra bem baixinho. Pode até ser o tic-tac de um relógio. O importante aqui é o encontro com você mesmo, com o seu Eu interior.

2. A postura ideal da meditação é sentado (pode ser no chão em cima de uma almofada ou numa cadeira com as pernas sem dobrar e os pés no chão), coluna sempre ereta, as mãos uma sobre a outra com a palma virada para cima e os olhos fechados, de preferência. Você também pode arrumar um jeito mais confortável para se concentrar inicialmente, como, por exemplo, olhar fixamente para algum objeto à sua frente, uma mandala, etc.

3. Não deixe se levar por ideias e pensamentos que podem surgir durante a meditação. Pode acontecer também de você começar a sentir algumas inquietações, como coceiras, formigamentos nas pernas, dor nas costas, cansaço, etc. Isso é normal. Mas, o importante é você não desistir, pois estas distrações vão desaparecendo, conforme você for deixando de dar atenção a elas. Observe que quanto mais você tentar reprimir tais distrações, elas tendem a reaparecer, e com mais frequência. A única coisa que você poderá fazer depois de um tempo, é ajeitar mais ou menos a sua postura para se sentir mais confortável.

Por Daniela Almeida da Silva


O verão é a estação do ano preferida pela maioria das pessoas, pois é nesta época em que se pode ir à praia, andar com pouca roupa e abusar da diversão. Porém, nem todos estão sempre protegidos do sol para se divertirem. Veja agora algumas dicas de como você pode se proteger do sol nesse verão.

1. Use filtro solar:

Todos falam sobre isso, mas esse assunto só começou a ser levado a sério a partir dos anos 90. Antes, praticamente nem todos ligavam em usar protetor solar, apesar de sempre existir. Com as pesquisas científicas em avanço, pode-se constatar que a maioria das pessoas contraia câncer de pele devido à exposição solar por longas horas sem proteção. Daí então as pessoas começaram a se conscientizar, e o mercado começou a produzir cosméticos com diversos tipos de fatores de proteção, do 30 ao 60, para todos os tipos de pele. É claro que existem pessoas extremamente sensíveis ao sol, mas essas devem procurar ajuda de um profissional para manipular um produto que seja compatível com a pele dela.

2. Além de usar protetor solar, é preciso também tomar outras precauções contra a exposição solar, tais como:

– Evitar se expor ao sol entre o período das 11h00 às 16h00, pois durante este horário o sol está mais quente, emitindo mais raios ultravioletas para a pele. No entanto, quem for sensível ao sol e se expor durante esse período, poderá sofrer uma insolação.

– Utilize bonés e chapéus com ampla proteção UVA/UVB (assim como nos protetores solares), pois eles também ajudam a proteger o corpo do sol, além de deixar você menos exposto.

– Utilize também óculos de sol adequado para a sua visão. Uma coisa muito importante é tomar cuidado com óculos de sol falsificados, pois eles não oferecem ampla proteção, já que não são fabricados com a mesma qualidade do material dos óculos originais.

Por Daniela Almeida da Silva


É comum querer comer de tudo quando se está numa festa. Ainda mais quando esta festa te proporciona isso. São doces, refrigerantes e bebidas de todos os tipos, salgados, e diversos outros tipos de comidas. Depois dessas festas, as pessoas sempre se sentem frustradas por terem exagerado muito, e aí entram em uma dieta sem fim. É preciso saber o que deve e o que não deve colocar em sua dieta após essas festas. Para isso, veja o que você pode fazer:

1. Café da manhã:

No café da manhã, prefira sucos naturais sem açúcar ao invés de café e leite. Inclua, iogurte natural, frutas frescas e cereais naturais como granola, linhaça e outros alimentos lights. Nada de massa como aquele velho pão francês, biscoitos e outros tipos. Pode acrescentar uma xícara de chá com adoçante e torradas integrais, se for o caso. Evite comer manteiga, requeijão, queijos gordurosos e outros tipos de frios, como presunto e mortadela, pois eles possuem alto teor de gorduras que são prejudiciais para a saúde e para o coração, sendo capazes de acumular o colesterol e outros tipos de doenças cardiovasculares, além de ser um inimigo para a sua dieta.

Lembre-se de que no café da manhã você precisa comer bem, e comer bem não significa comer muito, mas comer saudável.

2. Almoço:

Você deve almoçar depois de três horas da última refeição, preferencialmente. O seu almoço deve conter carnes brancas grelhadas ou cozidas, salada verde, arroz integral e verduras e legumes cozidos. Evite carnes vermelhas, frituras e muito sal. Outra coisa que você deve evitar é beber líquidos enquanto come. Prefira beber antes ou depois de comer, pois caso contrário, poderá atrapalhar sua digestão.

3. Café da tarde:

Os mesmos nutrientes do café da manhã deve ser repetido nesta etapa. Faça-o de três a quatro horas após a última refeição. Não se esqueça de beber bastante água durante o dia.

4. Jantar:

No jantar prefira uma sopa de legumes sem carne, frutas com cereais ou legumes cozidos. Evite fazer refeições pesadas nessa hora.

Por Daniela Almeida da Silva


Você sabia que existem meios para exercitar o seu cérebro e expandir sua capacidade mental? Confira agora algumas dicas de como você pode fazer:

1. Faça atividades novas todos os dias:

Quando você experimenta coisas novas, seu cérebro se exercita melhor e você o estimula a fazer novas conexões. Essas conexões criam caminhos que podem aumentar sua inteligência e o raciocínio.

2. Faça exercícios regularmente:

De acordo com estudos científicos, o cérebro se regenera a cada vez que praticamos exercícios físicos. Isso porque cada vez acontece uma ligação diferente, mantendo ele mais jovem e sempre em bom funcionamento.

3. Exercite sua memória:

Exercitar sua memória também é uma ótima opção para quem quer ter uma boa capacidade mental. Para isso, é necessário muito treino e disciplina constante. Por exemplo, se você quer treinar sua memória, procure decorar mais os números de telefone dos seus contatos do que os nomes deles, pois assim seu cérebro assimilará mais rápido.

4. Tenha curiosidade:

Prefira sempre ter opinião diferente das coisas. Tenha sede de aprender cada vez mais com coisas novas todos os dias. Desenvolva o hábito de questionar as coisas e pesquise sobre os fatos ao invés de ficar só debatendo. Não limite seu conhecimento a apenas aquilo que é imposto à você como opinião. Saia da rotina e explore novas maneiras de pensar.

5. Seja otimista:

Pensar positivo ajuda a combater o estresse e a ansiedade. Além de ser bom para a saúde, também é bom para o bom funcionamento da mente.

6. Alimente-se bem:

Você sabia que o cérebro consome cerca de 20% de todos os tipos de nutrientes que ingerimos, além de oxigênio e outros tipos alimentos que entram em nosso corpo? Pois é, estudos indicam que a alimentação saudável pode ter um impacto grande em nosso cérebro, e por isso, ela pode ser considerada um dos fatores mais importantes para a saúde dele.

Por Daniela Almeida da Silva


Mente vazia e ociosa para alguns que acreditam no velho ditado, é moradia do diabo, para outros é vontade de comer guloseimas. Entre doces, balas, chocolates e todo o tipo de sobremesas, quem tem o hábito de comer guloseimas está sempre em compulsividade.

Toda hora é motivo de comer alguma coisa. Na maioria das vezes essa compulsividade por guloseimas está diretamente ligada à falta de afeto ou ainda à necessidade de estabelecer relações. No trabalho, essa ligação se estende para a ansiedade e angústia, falta de atenção ou ainda tendências depressivas. Por isso, sempre quando você tiver vontade compulsiva de comer guloseimas fora de hora, reflita antes sobre os seguintes aspectos:

1. Faça uma análise da sua situação:

Se todo o momento for hora de comer guloseimas ou outras comidas por compulsividade, considere um problema e reflita se você não precisa de ajuda. Essa atitude tem que estar ligada a algum fator externo. Pode ser por causa de um trabalho estressante, o término de um relacionamento, baixo autoestima ou até carência afetiva. Se algum desses fatores estiver te preocupando em sua vida, não desconte no seu estômago e procure ajuda com um profissional para te ajudar antes que essa compulsividade por guloseimas acabe com a sua saúde.

2. Programe-se:

Em alguns casos, se não forem muito sérios, não precisa parar de comer, basta apenas se programar para comer na hora certa. Depois de um almoço, no lanche da tarde ou ainda aos finais de semana, em pequenas quantidades, é uma boa alternativa. Evite comer doces no café da manhã, de noite ou de madrugada, pois pode ser prejudicial para a sua saúde.

Caso esteja de dieta, informe-se com seu médico a respeito dos doces que pode ou não comer. Não é a ausência que não te fará mal, e sim a moderação que te fará bem.

Pense que o exagero só te trará prejuízo, principalmente se for por motivos psicológicos.

Por Daniela Almeida da Silva


Assim como um corpo, uma mente equilibrada e estruturada também é sinônimo de saúde. Hoje em dia existem vários recursos para manter uma mente perfeitamente saudável, desde cursos, meditações, práticas orientais e técnicas cognitivas descobertas pela neurociência, que no caso beneficiam parte da população com algum tipo de deficiência, independente de sua complexidade.

Muitas empresas já estão considerando a hipótese de contratar funcionários que tenham uma mente saudável, e isso inclui aqueles com uma boa percepção, boa linguagem, bom relacionamento interpessoal e capacidade de concentração. Isso sim seriam atributos de uma pessoa que mantém uma mente saudável e equilibrada.

De um modo geral, siga as dicas a seguir:

1. Mantenha uma boa alimentação:

A ciência já comprovou que alguns alimentos têm o poder de melhorar a capacidade de concentração, evitar estresse e até melhorar a memória. Alguns deles são abacate, salmão, romã, chá fresco, brócolis, etc. O que depende mesmo é da quantidade diária.

2. Faça atividades estimulantes:

Algumas atividades podem estimular nossa capacidade de criatividade, argumentação e concentração. As principais e mais conhecidas são: jogo da memória, caça-palavras, palavras cruzadas, jogo do cubo, entre outras. O que importa mesmo não é a quantidade de atividades por dia, e sim a qualidade de cada uma delas. Com o tempo, o cérebro começa a assimilar as atividades com as ligações internas correspondentes com cada ação do corpo, e assim vêm os resultados.

3. Leitura:

A leitura também é uma excelente alternativa para aumentar nossa capacidade cerebral. O bom seria ler um pouco de cada assunto. Outra dica válida também é ler dois livros de uma vez, assim você estimula os dois hemisférios do cérebro.

Enfim, escolha hábitos de vida saudável que possa contribuir de alguma forma com sua produtividade em geral. Para isso, não precisa mudar sua rotina inteira, basta apenas acrescentar o que você acha mais importante para ter resultados em uma determinada tarefa, por exemplo, ainda mais se o seu trabalho for inteiramente intelectual.

Por Daniela Almeida da Silva


Dormir bem é sempre um bom remédio para todos os males. Seja quando estamos tristes com dor de cabeça, mal-humorados, etc. É só ter uma boa noite de sono que os problemas parecem desaparecer naquele momento. Porém, por melhor que sejam nossas noites de sono, infelizmente nem todos têm essa mesma sorte de aproveitar os benefícios que ele oferece.

Se você está entre uma dessas pessoas, então atente-se às dicas a seguir e comece a ter uma boa noite de sono logo:

– Coma alimentos saudáveis e leves à noite:

Ao invés de jantar durante a noite, prefira ingerir alimentos saudáveis e de fácil digestão, como frutas, cereais, sopas, leite quente, etc. Quanto mais leve for a digestão, mais tranquilo e proveitoso será o seu sono.

– Evite certas atividades no período noturno:

Muitas pessoas têm o hábito de assistir televisão, ler, dormir ouvindo música e ficar na internet com o computador ou outros aparelhos eletrônicos ligados até de madrugada. Isso de fato é crucial para a saúde do seu sono e te coloca à beira de um ataque de insônia, que pode perdurar por muito tempo, resultando em problemas irreversíveis mais tarde.

– Procure a posição adequada:

Há pessoas que já estão acostumadas a dormir de uma certa forma, e outras que variam muito durante a noite. Especialistas afirmam que dormir de lado pode ser melhor para a saúde da coluna vertebral. Porém, mesmo assim, se você não achar que é uma posição confortável, então deve procurar aquela em que você se adapte mais.

– Procure um médico:

Caso seu problema de insônia persistir, procure imediatamente um médico especialista na área para te orientar a viver da melhor forma, e assim melhorar o desempenho do seu sono. Dependendo do caso, se você seguir as dicas direitinho, poderá amenizar grande parte do seu problema. Mesmo assim, é indispensável que você tenha autocontrole e determinação em suas tarefas.

Por Daniela Almeida da Silva


A prática de uma alimentação saudável pode colaborar bastante para o bom desempenho do homem durante o ato sexual.

E se você é daqueles que se acha o máximo na cama, mas vive comendo alimentos gordurosos, é fumante e se encontra sempre enchendo a cara com bebidas alcoólicas, este é um bom momento para começar a mudar seus hábitos alimentares, pois o apetite sexual do homem é também influenciado pela sua alimentação.

Existem vários alimentos que contribuem para a saúde sexual do homem e muitos deles podemos encontrar em nosso dia a dia. Estes alimentos contribuem para o aumento da libido (desejo ou impulso sexual), melhoram a fertilidade e ajudam na prevenção de doenças.

A melancia é uma fruta rica em aminoácido citrulina, que contribui para uma melhor circulação do sangue ao relaxar os vasos sanguíneos. Esta substância se encontra em maior quantidade na parte branca da melancia, mas na parte vermelha também ela é encontrada, só que em uma proporção um pouco menor. Ela auxilia na ereção masculina, aumentando a quantidade de sangue na parte genital do homem.

Alimentos como sementes, castanhas, peixes e ostras que contêm um alto teor de zinco também precisam fazer parte da alimentação masculina com certa regularidade, pois nestes alimentos é encontrado este mineral (zinco), que contribui para a produção de testosterona e para o desenvolvimento da qualidade dos espermatozoides. Ainda em relação ao esperma, as sementes de girassol, o azeite e as castanhas, são alimentos que possuem uma grande concentração de vitamina E, e também contam com ácidos graxos, que tem ação oxidante, que melhoram a qualidade do sêmen e aumentam a fertilidade masculina.

Fonte de vitaminas C, a laranja, o limão, o kiwi e o tomate, também contribuem para a produção de espermatozoides sadios. Nos tomates ainda têm o licopeno, uma substância que ajuda a diminuir o risco de um câncer de próstata.  

Com uma grande concentração de vitaminas B, os ovos ajudam a reduzir o stress e também dão estabilidade aos hormônios. Já as pimentas vermelhas, possuem o composto químico capsaicina, que aumento a circulação sanguínea e a temperatura do corpo, liberando endorfinas para a libido.

Alguns alimentos como a banana, o abacate e a aveia quando não ingeridos, podem causar esterilidade e uma diminuição do apetite sexual masculino, por serem alimentos ricos em manganês, um nutriente que colabora para a conservação e a saúde dos testículos.

Além de uma alimentação equilibrada e saudável, praticar exercícios físicos, evitar bebidas alcóolicas e cigarros, dormir de forma adequada e ter momentos de lazer, são hábitos que também podem contribuir para a melhora da potência sexual masculina.

Por André F.C.

Frutas

Foto: Divulgação


Churrascoé uma ótima opção para assistir as partidas de futebol. Quem não gosta de uma carne mal passada, ou bem passada? E ao mesmo tempo ir acompanhando seu time, de preferência ganhando, na telinha.

Mas um bom churrasco pode ser feito na churrasqueira de alvenaria ou portáteis com uso de bastante carvão, ou nas opções elétricas, mas fácil de fazer em apartamentos, por exemplo, e bem pertinho da TV.

Mas existem algumas dicas importantes para a proposta não virar um tormento. Se o churrasqueiro se distrair e deixar gordura ou sal cair na resistência vai causar muita fumaça. Com esse cuidado, nada de fumaça, fique tranquilo.

Outra dica muito importante e colocar água na bandeja, assim além de contribuir para não fazer fumaça, também, ajuda na limpeza do material. A gordura não gruda e facilita a lavagem depois do churrasco.

Existem churrasqueiras elétricas com termostato e outras sem. Com o termostato é possível regular a temperatura da grelha à medida que o churrasco vai acontecendo. A sem termostato é regulada apenas na tomada, então é necessário desligá-la de vez em quando caso a resistência aqueça de mais. Geralmente a sem termostato, embora possa parecer menos adequado, possui mais capacidade de aquecer e assar as carnes.

Quanto aos cortes, fiquem atentos aos mais finos, pouca coisa mais finos, mas isso ajuda no cozimento dos alimentos. Também podemos assar pão de alho, queijo coalho e até hambúrgueres entram no rol das opções.

Não se esqueça: a vantagem é que haverá economia em carvão, porém a desvantagem é que  vai gerar gasto de eletricidade.

Sempre escolha um local para a churrasqueira que não precisará ser trocado durante o churrasco. Algumas churrasqueiras elétricas não esquentam por fora, mas como haverá água na bandeja e a resistência, essa sim, fica muito quente, pode causar acidentes se forem movimentas durante o uso.

Outra dica importante é não fazer o churrasco descalço, afinal de contas estamos mexendo com eletricidade e choques são possíveis.

Por Vivian Schetini

Churrasqueira el?trica

Foto: Divulgação


Hodiernamente, as pessoas estão cada vez mais vaidosas e preocupadas com o corpo. Um dos fatores que as tem levado a essa ambição estética encontra-se muitas vezes nas academias, em comerciais de TV e nas roupas da moda. Diante disso, vamos abordar neste artigo os alimentos que mais contribuem para a perda de peso.

Primeiramente, é bom lembrar que a melhor dieta a se fazer é a das comidas cruas. No entanto, fazer uma dieta nem sempre é tarefa fácil e requer bastante disciplina por parte do indivíduo. As comidas cruas preenchem cerca de 75% a 80% do cardápio. Cabe lembrar que a maioria das pessoas que optam por essa dieta são veganos. Porém, pode ser incluído carne, uma vez que a dieta permite a ingestão de sashimis e leite não pasteurizado, além de diversos itens como: frutas, verduras, legumes, sementes, castanhas e sucos, desde que não estejam cozidos.

Entretanto, é necessário atentar-se bastante para essa dieta, uma vez que não é fácil de ser seguida e há o risco de intoxicação por comidas contaminadas, já que não é realizado processo de esterilização, como é o caso do leite e seus derivados. Os alimentos crus proporcionam grandes chances de perda de peso. Algumas celebridades de Hollywood já aderiram a esse novo método alimentar e conseguiram emagrecer bastante.

Ressalte-se que, alguns nutricionistas não a recomendam pelo fato de ser um cardápio com muito poucas calorias diárias, isto é, menos de 1.500 ao todo, o que pode gerar alguns desconfortos ao ser humano como: cansaço, sono e dor de cabeça. Lembrando que o exercício da mastigação é muito importante e nesse método praticamente não há esse processo. Nas duas primeiras semanas da dieta eliminam-se praticamente todos os tipos de carboidratos e as gorduras prejudiciais, como a saturada encontrada em carnes gordas e frituras. Estima-se que em 14 dias é possível emagrecer cinco quilos e notar uma diferença.

Por Luciana Viturino

Dieta da Comida Crua

Foto: Divulgação


Mesmo você estando cansado de ouvir a frase “você é o que você come”, nunca parou para pensar como pode aproveitar essa deixa para melhorar seu rendimento no trabalho? Muitas vezes a correria do dia a dia não nos permite se alimentar corretamente. No entanto, o momento de uma refeição tem que ser sempre priorizada e respeitada.

Ao longo do dia a nossa alimentação deve ser bem fracionada, com uma refeição a cada três horas, no máximo, pois isso evita a queda de glicose e a falta de energia no nosso organismo. Se não for possível essa regra corretamente, então jamais deixe de fazer muito bem as três maiores refeições do dia: tomar um café da manhã reforçado e mais nutritivo, um almoço com uma alimentação balanceada e leve com muitos nutrientes e um café da tarde ou um lanche reforçado, simplesmente para repor as energias após o expediente do trabalho.

Alimentos ricos em gorduras e açúcares devem ser totalmente evitados, pois são difícil de serem digeridos, e podem causar desconfortos no intestinos e comprometer nossa energia. Mesmo assim, prefira o açúcar natural, como a frutose, e tenha sempre uma fruta perto de você. As frutas contêm açúcares naturais que nosso organismo necessita para a porção diária de açúcar no sangue, por exemplo. Outra dica funcional também é ingerir bastante líquidos durante o dia, pode ser água ou um suco natural, no mínimo dois litros por dia, pois ajuda na hidratação do corpo e na reposição de energias. 

Se a sua intenção é melhorar o desempenho e a concentração no trabalho, prefira alimentos como vegetais, sementes, nozes e grãos, pois eles possuem diversas propriedades que contribuem para renovação das células nervosas do corpo.

Quem está querendo ter mais disposição durante o dia, o bom é substituir a xícara de café por uma xícara de chá verde, pode ser na manhã ou durante o dia, pois ele contém menos cafeína do que o próprio café, e acelera o metabolismo, estimulando o cérebro e as funções do organismo a agirem mais rápido. Cereais integrais como o trigo, o arroz, a aveia e a quinua em flocos, bem como a amêndoas e também frutas como maçã e banana, dão muita energia para o corpo e ajudam a manter o pique durante o dia.

Por Daniela Almeida da Silva


Você com certeza já deve ter escutado a frase: "A felicidade pode estar no prato". Ela até parece ser clichê, entretanto, há inúmeros trabalhos científicos que comprovam sua eficácia, pois a falta de nutrientes podem sim implicar em irritações.

Vencer o mau humor, por exemplo, pode ser essencial no ambiente de trabalho, pois quem é que consegue realizar uma porção de tarefas todos os dias com uma "cara amarrada"?

Alguns especialistas explicam que algumas sensações de bem-estar podem ter uma estreita ligação com um grupo de substâncias em nosso organismo, chamadas de neurotransmissores. Essas substâncias são a noradrenalina, a serotonina e a dopamina.

Estas representantes, que trabalham em conjunto, formam uma "turminha da alegria" e precisam estar em níveis adequados no nosso cérebro para nos sentirmos bem.

Uma boa dica para garantir boas doses deste trio é apostar em carboidratos e ômega-3 no prato.

Para quem não sabe onde encontrar o trio combinados em pratos deliciosos, pode começar frequentando um restaurante japonês, por exemplo.

A proposta pode parecer inusitada, mas uma mistura de arroz e peixes que está no cardápio dos sushis contém ambos os nutrientes em grande quantidade. A gordura do peixe tem ainda uma poderosa ação anti-inflamatória, a qual é necessária para evitar momentos de estresse, protegendo as artérias. Mas mesmo assim, evite estragar tudo, abusando do famoso molho de soja Shoyu, que costuma ter muito sódio. Tome cuidado!

Outro nutriente que pode e deve bater ponto nas suas refeições são as vitaminas do complexo B. Esta família vitaminada merece um destaque maior, pois tem o ácido fólico, que na alimentação aparece em vegetais como a rúcula, o brócolis e o tomate.

Algumas pesquisas mostraram que o nutriente é capaz de combater a tristeza. No mesmo time também está a vitamina B6, que está surpreendendo cada vez mais os estudiosos, pois atua diretamente no cérebro, participando da condução de impulsos nervosos, melhorando o raciocínio e as tensões nervosas. A banana e o milho também são consideradas ótimas fontes.

Por Daniela Almeida da Silva


Nos dias de hoje não é incomum encontrarmos parte da população que toma remédios para ansiedade e estresse. Esses fatores precisam ser tratados e caso você não cuide de sua saúde, poderá chegar a um nível de esgotamento mental, o que é um problema sério.

Entretanto, muitas pessoas dizem que isso é frescura, mas não é. Ele precisa de tratamento assim como qualquer outro problema. Em muitos casos o cansaço mental vem seguido de dores no corpo, dores de cabeça e até mesmo problemas gastrointestinais como gastrites e úlceras. Se não for tratado, pode ser agravado.

Um dos fatores que tem dado causa a esse esgotamento é o fato de as pessoas não se preocuparem muito com um período diário de descanso. Andam de lá para cá o dia inteiro, trabalham, fazem compras, vão a academia, entre inúmeras outras tarefas, com isso o corpo vai cansando. O cérebro também precisa de um tempo para relaxar. Ignorar essa necessidade pode acarretar uma série de problemas como vimos anteriormente.

Hodiernamente, uma grande parte da população trabalha em frente ao computador, o que faz com que o cérebro tenha um pensamento rápido, criatividade e empreendedorismo. Com isso, fica muito fácil o indivíduo alcançar o cansaço mental. Um dos responsáveis por preparar o organismo para os enfrentamentos dos desafios do dia a dia e das situações de perigo é o cortisol, um neurotransmissor e a noradrenalina, um responsável pela sensação de motivação e de atenção.

Estudos comprovam que a queda dessas substâncias durante esses longos períodos de trabalho pode gerar a estafa e por consequência, trazer a falta de atenção, dificuldade de memória, perda de concentração, pensamento mais lento, desânimo, alterações no sono e o principal, cansaço – excessivo e crônico. Portanto, se você está com alguns dos sintomas falados anteriormente, é hora de ficar em alerta e não os ignorar para não virar uma bola de neve. 

Por Luciana Viturino


Desde o ano 2000, tem uma dieta que vem fazendo sucesso em muitos países, que é a Dieta Dukan, a qual foi criada por um médico francês chamado Pierre Dukan, que também entendia de nutrição, por isso uniu seus conhecimentos da medicina com a nutrição e criou este excelente programa de emagrecimento.

Esta dieta já faz muito sucesso entre grandes personalidades da Europa, assim como nos Estados Unidos. Agora a dieta está se fazendo presente entre os brasileiros, porém, muitas dúvidas estão pairando e por isso reunimos as principais informações para que você possa conhecer como funciona esta grande novidade.

A Dieta Dukan é estruturada em quatro fases distintas, as quais vão ofertando aos poucos os alimentos e tem como objetivo acelerar a queima de calorias para que desta maneira a pessoa possa perder peso durante todo o programa.

Como foi citada acima, a dieta é composta por quatro fases: Ataque, Cruzeiro, Consolidação e Estabilização, sendo as duas primeiras para emagrecer e as outras duas para manter o novo peso, assim a pessoa não precisa ficar no desespero com medo de engordar.

Então, entenda como funciona cada etapa. A primeira é a Ataque, que é a fase em que ocorre a perda de peso rápida, a pessoa vai ingerir somente proteína magra e 01 porção de farelo de aveia, sua duração é de 02 a 07 dias, pode perder de 01 a 05 kg e se faz necessário ter 20 minutos de caminhada.

Já a fase de Cruzeiro consiste na continuação de perda de peso até chegar ao peso desejado. Você deve ingerir também verduras e legumes, por isso, exige 30 minutos de caminhada.

Quando for para a fase de Consolidação você deverá concretizar os quilos perdidos e também já poderá introduzir os carboidratos e lipídeos moderadamente e não pode esquecer-se de realizar 25 minutos de caminhada e o farelo de aveia.

Já na quarta e última fase que é a de Estabilização, onde a pessoa já deve ter atingido o peso desejado e por isso não precisará mais fazer restrição alimentar, porém deverá comer uma vez por semana proteína magra, três colheres de sopa de farelo de aveia e 20 minutos de caminhada por dia.

Para mais informações, acesse o site www.dietadukan.com.br e entre neste mundo da Dieta Dukan.

Por Michelle de Oliveira


Há quem pense que para emagrecer basta reduzir a quantidade de comida consumida diariamente. Entretanto, esse pensamento é equivocado. Claro que, a redução na quantidade é importante, especialmente para aqueles que abusam da comida. Mas isto não é tudo. O fundamental, antes de quantidade, é a qualidade de nossa alimentação.

Primeiramente, é preciso haver a reeducação alimentar, devendo ser incluídos no cardápio alimentos saudáveis, ricos em fibras e demais nutrientes que irão conferir energia ao corpo, com poucas calorias. Açucares e gorduras devem ser consumidos em pequenas porções. Frutas, legumes, verduras, carnes magras, cereais, entre outros alimentos saudáveis, devem fazer parte do seu dia a dia.

Outra regra importante é o horário em que se come. O café da manhã é a alimentação mais importante, pois deverá nos dar energia para o dia todo, e, portanto, deve ser completo. O almoço é o momento de comer as carnes, massas e alimentos que demoram para ser digeridos. Já para o jantar o ideal é reservar uma alimentação mais leve, podendo até ser substituído por um shake, caso a intenção seja emagrecer.

É importante também não ficar muitas horas sem consumir algum alimento, caso contrário, no momento das refeições a fome será maior e o consumo de calorias proporcional. Por isso, se você é daqueles que conhecem apenas três refeições: café da manhã, almoço e janta, inclua pelo menos mais duas refeições no seu dia: lanche da manhã e lanche da tarde.

Por Leni do Vale


A asma, desde a década de 1960, vem crescendo muito no mundo ocidental. Então, por conta disso, muitos cientistas estão se debruçando em pesquisas que possam tentar entender esse quadro preocupante em relação a saúde. E, nesses estudos, algo acabou ganhando destaque: a constatação de que uma dieta rica em fibras também pode afastar a asma.

O interessante é que todos já sabiam que esse tipo de alimentação ajudava bastante no combate contra outros problemas como: a doença de Crohn e a Síndrome do Intestino Irritável. Seja como for, para entendermos esse processo, precisamos saber mais sobre a asma. A asma é uma doença que afeta, que contrai as áreas do pulmão. Isso, pois, prejudica a atuação de células no sistema imunológico.

Logo, a partir dessas pesquisas, foi analisado a importância de comer vegetais e frutas como maçãs e pêras, ricas em fibras, acabam ajudando e deixando a inflamação sob controle. Assim, através disso, vemos que a fibra dietética acalma e alivia os sintomas da asma, o que já é o grande avanço.

O que prova a força dessa dieta é o exemplo da África. Apesar de ser um continente ainda não bem desenvolvido, poucos são os casos de asma na região. O fato é que no continente africano existe uma dieta pautada no consumo de muitas frutas e verduras da região que são ricas em fibras.

Outro estudo que aponta que a fibra dietética é uma boa solução para os asmáticos é que uma pesquisa feita com ratos, usando essa dieta, mostrou que os mesmos tiveram uma diminuição inflamatória. É claro que as pessoas não devem exagerar. Segundo especialistas, com efeito, o ideal é ter uma alimentação balanceada em fibras. Essa é a melhor maneira de aliviar os sintomas da asma. A fibra, como bem sabemos, pode ser encontrada numa variedade de frutas e verduras.

Por Juan Wihelm


É possível dizer com a mais pura certeza que nos dias atuais as pessoas estão sempre à procura de uma nova forma de emagrecer, mas sem perder a saúde é claro, e com isso, a procura por novas dietas é cada vez mais constante.

Uma das dietas que mais está fazendo sucesso nos últimos tempos é a “Dieta da papinha de bebê”, pois algumas pessoas, inclusive celebridades, mencionaram perder cerca de 2 quilos em um período de 10 dias.

Você deve estar se perguntando como isso é possível, não é verdade? Saiba que uma papinha de bebê feito de maneira especial pode conter poucas calorias, sendo esse o segredo que tanto agrada as famosas, e por isso essa é a dieta que mais está em evidência em Hollywood, pois ela é utilizada pela Madonna e Gwyneth Paltrow.

Mas como fazer com que essa dieta possa dar certo?

O  indicado é que se coma 14 potes da papinha industrializada ao dia, tendo ainda um jantar leve para complementar a alimentação. Saiba que o seu jantar pode ser composto por uma salada, por um peixe e até mesmo por um filé de frango grelhado.

Para conseguir perder 2 quilos na semana você deve seguir rigorosamente essa dieta e não se deve tomar refrigerante, o indicado mesmo é tomar sempre água natural sem gás, ou suco de frutas.

Saiba que os nutricionistas mencionam também o lado negativo desse tipo de dieta, pois ao comer todos os potes de papinha que mencionamos acima, o total de calorias ingeridas por dia será de 1.500, e isso é pouco para uma boa qualidade alimentar, por isso indicamos que a janta seja feita conforme citado acima.

Essa papinha pode ser preparada em casa, mas nesse caso indicamos que use pouco tempero, o ideal é que se use apenas os legumes, mais o alho e sal, e todos os ingredientes devem ser em pouca quantidade.

Por Josiane Fernandes de Jesus

 Dieta da papinha de beb?

Foto: Divugação


O Glúten é uma proteína especial, constituída principalmente de gliadina e glutenina organizadas em longas cadeias, encontrada em diversos alimentos muito utilizados na alimentação humana, como o trigo, a aveia, a cevada e o centeio. O organismo de muitas pessoas recebem o glúten como uma substância estranha, e por isso o consumo de alimentos que contém essa proteína pode causar moléstias como anemia, fadiga, enxaqueca e inflamações diversas. Nos casos de total intolerância ao glúten ocorre a chamada Doença Celíaca.

Alguns estudos recentes têm mostrado que dietas restritivas ao glúten podem ajudar no emagrecimento, além de outros benefícios como: redução do ganho de gordura visceral e menor liberação de insulina, que é o hormônio responsável pelo acúmulo de reservas corporais em forma de gordura nas células adiposas.

Apesar dos possíveis benefícios de uma dieta livre de glúten, a adoção dela deve ser feita com o acompanhamento por um profissional da área de nutrição, pois são necessárias diversas substituições de alimentos, que devem ser feitas de forma criteriosa para assegurar uma dieta bem balanceada. Alimentos integrais, ricos em fibras, frutas e legumes são muito importantes para quem quer perder peso, pois o consumo de alimentos feitos à base de farinhas sem glúten deve ser controlado, afinal, mesmo livre do glúten esse alimentos são altamente energéticos, ou seja, muito ricos em calorias.

Foto: Divulgação

Portanto, uma dieta restritiva ao glúten pode ser uma boa opção para quem quer perder peso. É interessante notar que uma dieta sem glúten pode indiretamente causar uma redução no consumo de alimentos industrializados, uma vez que grande parte desses alimentos apresenta essa proteína.

Essa dieta pode ser um primeiro passo para quem deseja adotar o consumo de uma alimentação mais saudável aliada a um estilo de vida mais ativo, que pode levar a perda te peso, melhora da saúde e da qualidade de vida. 

Por Rodolfo Fialho


Segundo a nutricionista Elizabeth Gibaud, autora do polêmico livro “Dieta da Análise Facial – The Facial Analysis Diet”, quem deseja perder peso não deve se apoiar em dietas da moda.

Para a especialista, a melhor maneira de emagrecer pode ser desvendada através das peculiaridades do rosto de cada um. É o que propõe a dieta contida no livro de Elizabeth.

A nova proposta já está sendo seguida por inúmeras celebridades, dentre elas Kate Winslet. O método em questão se baseia na análise profundo do  formato do rosto e também dos traços de expressão da pessoa, o que indicará o modo ideal para alcançar o emagrecimento.

Mesmo sendo uma ideia inusitada, a  nutricionista Elizabeth Gibaud garante que com essa dieta é possível perder até três quilos em apenas uma semana. A análise feita pelo profissional é capaz de, a partir das feições, identificar deficiências de micro  relevantes para a manutenção da saúde e até mesmo detectar intolerâncias alimentares.

No livro, a profissional dá dicas e orienta os leitores a avaliarem o seu próprio rosto e descobrirem qual o programa alimentar ideal para cada um. Por exemplo, pessoas de poros abertos possuem ácido em excesso no organismo, já os que possuem linhas de expressão na testa contam com uma dieta muito oleosa. Inovações nutricionais à parte, fica no ar a curiosidade para saber se essa dieta no mínimo diferente realmente funciona.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Muitas pessoas hoje desejam encontrar a melhor forma de perder peso sem perder saúde, e exatamente por esse motivo que vamos falar de uma dieta que está sendo um grande sucesso entre as celebridades.

Estamos falando da Dieta Dissociada que permite que uma pessoa perca até 10 quilos em um único mês. E se você está se perguntando como é possível perder essa quantidade de peso, veja abaixo como a Dieta Dissociada funciona.

Saiba que a Dieta Dissociada foi criada pelo médico conhecido como João César Castro Soares. Segundo ele essa dieta ajuda a queimar as gorduras localizadas, e para que isso seja possível é necessário não fazer a mistura dos alimentos proteicos com os alimentos que possuem carboidratos.

Através desse tipo de proibição existe a redução da insulina do sangue, sendo esse o principal motivo da fome excessiva que facilita o aumento do peso.

E o médico ainda menciona que é preciso comer alimentos que possuem carboidratos apenas durante o dia, não sendo recomendado após às 18 horas. A noite o ideal mesmo é fazer o consumo apenas de proteínas.

O resultado de quem já fez a Dieta Dissociada é positivo, faça você também e confira. 

Por Josiane Fernandes de Jesus


Você conhece todos os benefícios do chá verde? Pois saiba que ele opera milagres em nosso organismo, pois por ser rico em catequinas, que é um antioxidante, o chá verde acelera o metabolismo, desintoxica o organismo, desincha e contribui na queima de gorduras. É ou não é uma maravilha?

Porém, é necessário consumir a bebida da maneira correta, para que seus benefícios sejam atingidos. Segundo uma matéria publicada na revista Women’s Health (edição 36), o ideal é beber duas xícaras por dia, porém, não é indicado o consumo à noite, já que o chá contém cafeína, substância que pode interferir no sono. Também não é indicada sua ingestão logo após as refeições, pelo fato de que a bebida atrapalha a absorção de minerais e vitaminas dos alimentos.

Então, após todas estas informações, não espere mais nada para inserir o chá verde no seu dia a dia. A boa notícia é que existem inúmeras versões do queridinho, de modo que você pode experimentar a que mais lhe agrada: pode ser em forma de chá mesmo, para ser preparado em casa, quente ou morno, e existem as opções que já vêm prontas para o consumo, como se fosse um suco, que além de benéfico, é delicioso e refrescante.

Por Leni do Vale


Sabe aquela sensação ruim, de inchaço, muito característica após um final de semana recheado de comidas deliciosas e pesadas? O jeito para fazer este mal estar passar é maneirar no dia seguinte, fazer as alimentações leves, ricas em certos ingredientes capazes de reduzir esta sensação.

E não há refeição melhor para cumprir esta missão do que uma saborosa salada. Mas não estamos falando daquela mistura de alface com tomate, que a palavra “salada” logo remete. Na verdade, este prato pode ser muito mais saboroso do que muita gente imagina, e o melhor, trazer inúmeros benefícios, entre eles, dar a sensação de leveza. O segredo? Apostar em ingredientes inusitados, para conferir sabor e os nutrientes dos quais necessitamos.

Quer um exemplo? Misture cor à sua salada: cenoura, pimentão, beterraba, mandioquinha, entre outros. Lembre-se sempre que a dica para saber se você está se alimentando direito é fazer refeições coloridas, o que indica a riqueza de nutrientes.  

Outra boa opção para transformar sua salada é acrescentar ingredientes saborosos, porém leves, como uma posta pequena de salmão, por exemplo. Queijos magros também são nutritivos e saborosos, e combinam muito bem com os vegetais. E ainda, poderão ser utilizados ingredientes crocantes, para “acordar” o paladar, como nozes, amêndoas e castanhas.

Gostou das dicas? Aposto que bateu aquela vontade de comer uma saladinha, não é mesmo? Pois agora que já sabe preparar um prato delicioso e leve, não há mais desculpas para fugir do cardápio saudável depois dos exageros cometidos.

Por Leni do Vale


Há quem pense que para emagrecer basta reduzir a quantidade de comida consumida diariamente. Entretanto, esse pensamento é equivocado. Claro que, a redução na quantidade é importante, especialmente para aqueles que abusam da comida. Mas isto não é tudo. O fundamental, antes de quantidade, é a qualidade de nossa alimentação.

Primeiramente, é preciso haver a reeducação alimentar, devendo ser incluídos no cardápio alimentos saudáveis, ricos em fibras e demais nutrientes que irão conferir energia ao corpo, com poucas calorias. Açucares e gorduras devem ser consumidos em pequenas porções. Frutas, legumes, verduras, carnes magras, cereais, entre outros alimentos saudáveis, devem fazer parte do seu dia a dia.

Outra regra importante é o horário em que se come. O café da manhã é a alimentação mais importante, pois deverá nos dar energia para o dia todo, e, portanto, deve ser completo. O almoço é o momento de comer as carnes, massas e alimentos que demoram para ser digeridos. Já para o jantar o ideal é reservar uma alimentação mais leve, podendo até ser substituído por um shake, caso a intenção seja emagrecer.

É importante também não ficar muitas horas sem consumir algum alimento, caso contrário, no momento das refeições a fome será maior e o consumo de calorias proporcional. Por isso, se você é daqueles que conhecem apenas três refeições: café da manhã, almoço e janta, inclua pelo menos mais duas refeições no seu dia: lanche da manhã e lanche da tarde.

Por Leni do Vale


Quando falamos em estresse podemos estar nos referindo ao estresse crônico, que traz enormes prejuízos para a saúde física e mental e deve ser tratado com cuidados específicos. Podemos, também, estar fazendo menção ao estresse voltado a situações especificas, que geram uma tensão momentânea e passageira.  

Este estresse, causado por uma situação estimulante e isolada, como por exemplo, um concurso que se aproxima ou uma entrevista de emprego, pode ser usado como seu aliado na conquista de objetivos e na realização de planos, pois ele funciona como verdadeira fonte estimulante para que você vença seus medos e inseguranças e passe a tomar atitudes que reflitam em um melhor desempenho naquelas áreas em que necessita alavancar.

A explicação para que isto ocorra é o aumento do fluxo sanguíneo no corpo e no cérebro, o que impulsiona o funcionamento físico e mental, servindo como combustível para as realizações. Este é o motivo pelo qual, ao enfrentarmos de maneira positiva uma situação que nos ameaça, o momento posterior é de extrema gratificação, no qual somos tomados por pensamentos positivos e temos um notório aumento da autoestima.  

Portanto, aproveite aquelas situações que deixam você “com os nervos à flor da pele” para colocar em prática os projetos que sempre estão sendo adiados.

Por Leni do Vale


Manter a forma nem sempre é uma tarefa tão fácil É necessário criar hábitos para que se tenha uma boa saúde e não exagerar no consumo de alimentos.

Em um país de tanta facilidade com o consumo de comida: fast food, delivery, enlatados e outros mais, é difícil não exagerar, por isso, elaboramos algumas dicas que os ajudarão nessa batalha!

Coma devagar – Nosso cérebro leva de 15 a 20 minutos para processar ao nosso corpo que estamos satisfeitos, se comermos rápido demais, acabamos consumindo mais que deveria;

Faça pequenos lanches de três em três horas – Quando demoramos muito tempo sem comer, exageramos na próxima refeição;

Coma sempre no mesmo horário – Programar a hora e permanecer naquele horário evita que você engorde mais;

Evite tomar algum líquido como suco ou refrigerante nas refeições, pois fica com a sensação de estufamento;

Não coma distraído – Comer enquanto assiste televisão, falar ao telefone ou quando está fazendo qualquer outra atividade é um perigo para manter a forma, então, pare um pouco e preste atenção em quantas colheradas está ingerindo!

Por Adriana Santos

Fonte: Minha Vida


Muitos não possuem tempo suficiente em suas agendas para a prática de exercícios físicos. Tais pessoas sedentárias podem ter sérios problemas de saúde anos mais tarde.

Existe um tipo de ginástica ideal para este tipo de pessoa. A ginástica laboral consiste em uma série de exercícios físicos e alongamentos corpóreos no próprio local de trabalho. Criado no Japão, para ajudar no rendimento e qualidade de vida dos funcionários, a ginástica laboral é fundamental para se garantir uma boa saúde no próprio serviço.

São inúmeros os benefícios que a ginástica laboral nos proporciona. Fisiologicamente, ela melhora a flexibilidade e mobilidade dos músculos, melhora a postura do corpo, ajuda na circulação sanguínea e previne o surgimento de doenças como a LER. Já psicologicamente, ela proporciona uma melhor autoestima no trabalho e ajuda a aumentar o índice de concentração no serviço.

A ginástica laboral é importante para aqueles que não possuem tempo para a prática de exercícios físicos, além de garantir uma melhor saúde durante o tempo de trabalho. 

Por Rodolpho Medeiros


Existem exercícios físicos que juntam o prazer ao bom condicionamento do corpo. Fazer a famosa caminhada, além de nos proporcionar ótimos momentos, ainda mantém o nosso organismo saudável.

Fazer caminhada com frequência auxilia para a manutenção da saúde de nosso corpo. Ela proporciona diversos benefícios ao organismo, como emagrecimento, controle do colesterol e da diabetes, além de produzir um certo tipo de hormônio, conhecido por Endorfina, o qual ao ser libertado na corrente sanguínea pela hipófise, gera em nosso corpo uma sensação de prazer, sendo também importante para melhoria do condicionamento físico do organismo.

Uma boa dica para quem pretende reduzir níveis de mau colesterol no organismo é a prática constante da caminhada. Os exercícios físicos ajudam o nosso corpo na produção de bom colesterol, conhecido por HDL, que ao cair na corrente sanguínea, carrega o mau colesterol, retirando-o dos grandes acúmulos nos vasos.

Caminhar faz bem a saúde e ainda nos proporciona bons momentos de prazer. 

Por Rodolpho Medeiros


Quem está de dieta, sempre procura evitar a ingestão de refrigerantes. Por causa da enorme quantidade de açúcar e do grande teor calórico, refrigerantes são considerados inimigos da balança. Os chamados refrigerantes Zero passaram a ser uma opção para as pessoas em constante dieta e que adoram a bebida.         

Devido ao seu baixo teor calórico e pequena quantidade de açúcar, muitos têm a preferência de beber os conhecidos refrigerantes Zero, ao invés dos comuns. São bebidas que prometem baixo risco de ganho de peso, sempre alinhados à propaganda da geração saúde.

Entretanto esta bebida está longe de ser considerada saudável. Bebidas de quantidades ínfimas de açúcar apresentam um excesso para a quantidade de sódio. O sódio em nosso organismo é responsável pela retenção de liquidos, muitas vezes sobrecarregando rins e fígado.    

Nutricionistas aconselham que, durante a refeição, deve se evitar a ingestão de líquidos, que atrapalham a digestão do alimento e proporcionam um falso sentimento de estar satisfeito, levando a pessoa a se alimentar minutos mais tarde.

Refrigerantes Zero podem causar danos à saúde. Sua ingestão deve ser feita ocasionalmente, colaborando assim para uma boa dieta.

Por Rodolpho Medeiros


Uma boa parte da população brasileira adora uma xícara de café, tomamos pela manhã, no lanche da tarde e até mesmo a noite.

É necessário muito cuidado com a ingestão em excesso de cafeína. Esta substância amarga pode causar diversos transtornos para nossa saúde, como vícios, problemas dentários, osteoporose ou até câncer. A cafeína é encontrada nos cafés, chás, refrigerantes, no cacau e também em medicamentos.

Os efeitos da cafeína são bastante conhecidos pela população. Ao ingerir algum produto que contenha a substância, a cafeína é absorvida pelo intestino delgado e cai na corrente sanguínea. A partir daí, a substância provoca o aumento do batimento cardíaco e da pressão do sangue. Esta sequência gera no organismo uma sensação de revigoramento, pois estimula o cérebro e diminui a fadiga.

Um dos maiores perigos que a cafeína pode causar no nosso organismo, principalmente em mulheres, é a osteoporose, ou perda de massa óssea. A cafeína se liga ao cálcio presente no sangue e não permite que este íon preencha seu devido lugar em nossos ossos.

Outro problema relevante é a dependência que a cafeína pode causar em seus usuários, gerando transtornos como insônia, ansiedade e tremores.

O consumo de cafeína deve ser com bom senso, ou seja, moderado, evitando assim danos fisiológicos ao nosso organismo. 

Por Rodolpho Medeiros


Quem já não ouviu a expressão: “toma um chá que passa!”. Realmente alguns chás fazem efeitos milagrosos para o nosso organismo.

O chá (como apresenta em sua base água e erva) hidrata, acaba com o inchaço e alguns tipos tiram até a fome.

Segue uma relação de chás que podem ajudar em algumas dietas: carqueja, erva-doce, jurubeba, cavalinha, bugre, abacateiro, boldo, cáscara-sagrada, hortelã, menta, chá branco e o verde.

O chá branco é muito bom para eliminar gordura, pois desintoxica, desincha e acelera o metabolismo.

Segundo uma pesquisa feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a grande maioria da população usa chás para tratar de doenças, porém o uso em excesso pode acabar prejudicando a saúde. Dessa forma nunca substitua a ingestão de água, nem alguma refeição, por chás.

As gestantes devem sempre procurar um médico antes de tomar qualquer tipo de chá, como por exemplo, o boldo não é adequado para as grávidas.

Por Viviane Lima


O excesso de sal na alimentação pode provocar aumento da pressão alta e causar danos aos rins. Sempre que possível, tente consumí-lo em menor proporção, e evite ao máximo, alimentos industrializados, uma vez que, a maioria destes contém bastante sódio.

Procure migrar para os alimentos naturais, e faça mais uso de condimentos como pimenta, salsinha, alho, cebola etc. Saiba que o alho é indicado para controlar a pressão e colesterol altos;  a cebola protege-nos de certas espécies de micro-organismos; e ambos são auxiliares no combate a doenças graves como o câncer.

A pimenta, por sua vez, ajuda na prevenção do envelhecimento celular e dá uma “turbinada” no metabolismo. Sendo indicada para dietas de emagrecimento. Não se esqueça da salsinha, que além de enfeitar as refeições, ataca doenças cardíacas e renais. Enfim, a lista de condimentos do “bem” é longa, então não deixe de explorá-los e se informar sobre os seus benefícios.

Por Gilvani de Oliveira


Geralmente, os alimentos ingeridos por quem está de dieta não têm sabor. No entanto, nutricionistas descobriram que há algumas ervas e especiarias usadas como temperos que ajudam no emagrecimento. E quando se usa mais condimentos na comida, usa-se menos sal, culpado pela retenção de líquidos e consequente ganho de peso. As ervas e especiarias sugeridas são o orégano, a pimenta-caiena, a canela, a salsa e a cúrcuma.

O orégano é ótimo para a digestão dos carboidratos e funciona como tônico digestivo, além de ser antioxidante e diurético. A pimenta-caiena contém grandes quantidades de capsaicina, que aumenta a circulação sanguínea, sacia a fome e acelera o metabolismo, além de ser antioxidante e anti-inflamatória. Por saciar principalmente a fome por doce, a canela é excelente para a perda de calorias e tem também substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias que metabolizam a gordura.

Se tomada em forma de chá, a salsa é diurética e evita a formação de gases e inchaços no abdômen, além de ajudar na digestão e na limpeza do fígado, deixando o corpo limpo de toxinas. A cúrcuma, uma raiz, faz com que as reservas de gordura sejam liberadas e evita as rugas, pois contém antioxidantes.

Além de serem ótimos emagrecedores, esses temperos fazem bem para a saúde e para o paladar.

Por Flávia Yoshitani


Segundo uma pesquisa realizada, pelo menos metade da população brasileira faz uma refeição fora de casa todos os dias. Para evitar ganhar peso e não ter problemas de saúde, algumas regrinhas nutricionais básicas podem ser seguidas.

Uma refeição equilibrada e feita com alimentos saudáveis deve ser um estilo de vida. Para a grande parte da população que almoça, por exemplo, fora de casa precisa saber que o prato deve conter uma porção de proteína (carne magra é o ideal), uma de carboidrato (arroz, batata e etc) e uma de hortaliças (folhas e legumes).

Os nutricionistas dizem que é bom caprichar na salada e ter porções menores de carne e carboidrato, mas cuidado com os temperos, prefira azeite aos molhos, só não vale exagerar na quantidade e também use pouco sal.

Montar o prato uma única vez é o ideal. Quem repete, costuma abusar da quantidade de comida. Também vale evitar sobremesas muito cheias de açúcar, é melhor substituí-las por frutas, pois estas fornecem ao organismo vitaminas e fibras.

Por Danielle Vieira


Depois de adultos há a tendência de aposentar certas práticas infantis em prol do amadurecimento como brincar de se esconder, elástico, entre outras. Mas se muitos adultos bem soubessem, migrariam a prática de pular corda para os tempos atuais.

A corda é um excelente exercício físico, ela é usada há muitos anos como preparatório de aquecimento em esportes como boxe e karatê, mas é um ótimo exercício para ser praticado como atração principal para a perda de calorias.

A atividade é de baixo custo, pode-se comprar uma corda específica para exercício de adultos em loja de esportes com preços variando de R$ 20 a R$ 80 com durabilidade de mais de cinco anos em perfeito estado, se conservada, claro. Para comprar, dê preferência a materiais mais pesados na parte da corda para que ela exija mais movimento do braço para fazer o giro de 360º.

Pela quantidade de músculos movidas no corpo simultaneamente, pular a corda pode ser uma das melhores atividades para perda de calorias.

Entre os benefícios do exercício estão: melhora no equilíbrio, coordenação motora, estímulo à atividade cardíaca e age na tonificação dos músculos das pernas.

Mas cuidado: sempre use tênis com amortecimento, pois é um exercício de impacto e o joelho pode sofrer com isso. Além disso, sempre faça alongamento antes de uma atividade física, para ajudar o corpo a se preparar para o impacto e evitar danos maiores.

Por Lidianne Andrade


Se você quer ter uma boa noite de sono e, além disso, acordar no dia seguinte revigorado para mais uma jornada de trabalho, não deve eliminar carboidratos da sua dieta durante o período da noite. Pois bem, a dica que os especialistas ofertam para as pessoas é a ingestão de alimentos no jantar que contenham carboidratos. Isso se aplica devido ao fato de que os carboidratos contribuem na produção dos seguintes hormônios: serotonina e melatonina.

A Serotonina é responsável para redução da ansiedade e também combatendo a temida insônia e a melatonina promove a indução ao sono. Os médicos dão conta que é mito o fato de que a ingestão de alimentos à noite, ajuda a pessoa a ficar acima do peso, ou seja, engordar.

Porém é fundamental evitar exageros. No final do dia o metabolismo tende a ficar mais lento, demorando mais para realizar a digestão, podendo ocorrer um desconforto abdominal. Além disso, cada grama de carboidrato fornece para o nosso organismo quatro calorias. O que deve ser feito é o equilíbrio e não cometer excessos para que não aconteça a elevação no peso da pessoa. 

Uma dica saudável é preferir carboidratos integrais como pães integrais, arroz integral e massa integrais, pois são ricos em fibras. Lembre-se, nada de exageros!

Por Oscar Ariel


Inúmeros são os fatores que podem desencadear o estresse. Mas o principal deles, que afeta milhares de brasileiros, é a sobrecarga no ambiente de trabalho. Cansaço psicológico e físico ou dificuldade para dormir, descontentamentos com algumas questões do dia-a-dia, desempenho insatisfatório no trabalho, agitação, dores no peito, palpitações, gripe e até gastrite, são sinais claros de um quadro de estresse.

Para resolver o problema, os especialistas recomendam sair da rotina fazendo outras atividades, praticar exercícios físicos, ter uma alimentação rica em proteínas e carboidratos e consumir pouca gordura.

Doces e frituras também devem ser evitados. Porém, é sempre bom procurar um médico especialista, como o psiquiatra ou psicólogo, pois ele poderá fazer um acompanhamento mais detalhado e indicar o procedimento adequado, de acordo com o caso específico.

Por Thais Cortez


A rotina da maioria das pessoas hoje em dia faz com que elas façam tudo com muita pressa, inclusive comer. No entanto, cuidado com essa atitude, pois além de causar problemas estomacais, pode fazer com que você ganhe alguns quilinhos. Quando a pessoa não mastiga bem os alimentos, eles vão em pedaços quase inteiros para o estômago, fazendo com que ele tenha mais trabalho para digeri-los.

E ao se comer com muita pressa, não há tempo para o cérebro perceber a nossa saciedade. Sendo assim, continuamos comendo, mesmo que já estejamos satisfeitos.

Por outro lado, quem mastiga com calma, acaba comendo menos, pois o hormônio da saciedade, o PYY, consegue entrar em ação após o cérebro entender que você já está satisfeito. Segundo uma pesquisa realizada no Japão, quem come mais rápido tem duas vezes mais chances de ficar acima do peso. Portanto, coma com calma e sinta realmente o sabor dos alimentos para manter um corpo saudável e esbelto. ]

Por Flávia Yoshitani


Fazer com que as crianças tenham uma alimentação saudável nem sempre é tarefa muito fácil, a quantidade de guloseimas e comidas do tipo fast food a que elas têm acesso é muito grande, dificultando a criação de hábitos saudáveis.

Algumas medidas não só podem como devem ser tomada para controlar esse processo de alimentação.

Crie limites quanto à quantidade de guloseimas que a criança pode ingerir, estipule um dia na semana para comer determinado doce ou chocolate, evite fazer lanches e refeições fora de hora, o ideal são 6 refeições diárias.

Incentive a ingestão de verduras e legumes nas refeições principais, substitua os refrigerantes pelos sucos naturais, coloque sempre frutas na lancheira da escola.

Ajude seu filho na educação alimentar, ela é fundamental para o desenvolvimento da criança.

Por Milena Evelyn


Atualmente, as crianças se alimentam muito mal: lanchonetes e pizzarias fazem a festa da garotada! No entanto, os pais devem ficar atentos ao que seus filhos comem, pois a má alimentação lhes acarretará problemas graves na saúde, como a diabetes tipo 2, a hipertensão e a obesidade.

Para tanto, o primeiro passo será mudar os hábitos alimentares dos pais, pois é neles que a criança se espelha. Se é difícil cozinhar em casa, existem legumes e verduras que vêm lavados e cortados. É só cozinhar, temperar e servir.

Monte pratos coloridos. O ideal é dividi-lo em quatro partes: 1/4 do seu prato deve ser composto por carboidratos simples, como o arroz, batata ou massas; 1/4 por legumes e verduras cozidos e crus; 1/4 por proteína animal (carnes, aves ou peixe), mas sem muita gordura e, por último, 1/4 do prato de proteínas vegetais, como o feijão, lentilha ou grão-de-bico. Assim, você terá uma alimentação balanceada, evitará problemas de saúde não apenas em seus filhos, mas na família toda.

Por Flávia Yoshitani


Saúde é um assunto muito discutido nos dias de hoje, mas sem uma significado único. Cada um tem uma definição para viver bem, mas sabemos a verdadeira receita para uma vida saudável, pois ela esta dentro de cada um.

Basta apenas fazer o que te faz feliz seguindo algumas recomendações como  não esquecer dos carboidratos, proteínas, vitaminas, fibras, enfim os alimentos básicos presentes no nosso dia a dia.

Mas para quem quer ter uma alimentação mais correta, ou por ter algum problema de saúde, deve procurar ajuda de um nutricionista, assim as chances de conseguir uma saúde equilibrada serão garantidas.

Mas não é só de alimentos que vivemos, praticar esportes, ler, divertir-se, ter amigos, estar ao lado de quem ama, é assim que somos felizes e vivemos bem.

Não há idade para ser saudável ou para se preocupar com sua saúde, só é preciso querer!

Por Anna Rosa Solak


Uma alimentação balanceada é a chave para uma vida mais saudável, porém muitas pessoas ainda se alimentam de forma inadequada.

A ingestão de determinadas substâncias, ao longo do tempo pode gerar riscos a saúde do individuo.

As gorduras hidrogenadas ou as chamadas “trans” são as mais consumidas, pois podem ser encontrados na maior parte dos alimentos industrializados como os achocolatos, frituras, temperos prontos e nos biscoitos recheados. O excesso dessa gordura aumenta os riscos de doenças cardiovasculares e obesidade.

Os açúcares e adoçantes consumidos em grandes quantidades aumentam o índice de obesidade, diabetes, hipoglicemia e triglicerídeos, até mesmo problemas relacionados à hiperatividade podem estar ligados ao consumo em excesso.

Fique atento às informações presentes nas embalagens dos produtos, evite o consumo de produtos industrializados e ricos em conservantes, prefira alimentos naturais como os orgânicos. Não descuide da sua saúde.

Por Milena Evelyn


Um dos principais sinais da vida sedentária e da má alimentação é a “barriga”. A falta de atividade física associada a uma alimentação rica em calorias e carboidratos contribui de forma generosa para o aumento da barriga, e com isso outros problemas de saúde podem ser desencadeados.

Nosso organismo precisa realizar atividades para queimar energia, caso contrário esse excesso ingerido se transformará em gordura que por sua vez ficará concentrada na região abdominal e dos quadris. Esse excesso de gordura causa a flacidez, celulites e problemas de postura.

Procure praticar uma atividade esportiva ou aeróbica, elas ajudam a queimar as calorias extras. A prática de exercício aliada a uma dieta balanceada ajuda a deixar o corpo em forma e consequentemente diminuir a famosa "barriguinha".

Vale lembrar que apenas os exercícios abdominais não são o suficiente para perder a incomoda barriguinha.

Procure seu médico ou um nutricionista e faça uma avaliação do seu caso. Cuide-se.

Por Milena Evelyn


Se você é o tipo de aluno que, em casa, estuda sentado na cama ou no chão, é hora de rever suas posições! Tal hábito pode comprometer seriamente sua coluna.  O alerta é do neurocirurgião Eduardo Puppi Moro. Segundo ele, a má postura, em longo prazo, pode levar à degeneração da espinha dorsal.

Ele sugere, como adaptação às estas posições tão comuns aos estudantes em seus lares, sentar-se na cama com um bom apoio e posição da coluna reta, mantendo os livros uma boa altura dos olhos. Mesmo no chão, é aconselhável que se tenha um suporte para os materiais de estudos.

O oftalmologista Marco Canto orienta, ainda, sobre a posição dos olhos enquanto se estuda.  Eles devem estar sutilmente inclinados para baixo, ou seja, seu material deve estar um pouquinho abaixo da cabeça.

Por Amanda Pieranti


Uma doença tem assustado os médicos, pois ela já atinge 20% da população brasileira. Ela é conhecida como esteatose hepática, vulgarmente chamada de "gordura no fígado". O problema é que ela não demonstra sintomas, então, não há como detectá-la a não ser por ultrassonografia. No entanto, pessoas com hipertensão, diabetes e obesidade devem atentar-se para esse quadro, porque a esteatose atinge mais esses grupos.

A gordura no fígado é resultado da má alimentação. Alimentos muito gordurosos como carnes, frituras e doces devem ser evitados, pois a doença pode se agravar ao ponto de se tornar uma cirrose, o quadro mais grave da doença.

Segundo especialistas, 20% dos pacientes com esteatose hepática podem evoluir para o quadro de cirrose. Portanto, para evitar essa enfermidade, é necessário manter uma alimentação saudável e livre de gorduras. 

Por Flávia Yoshitani


O carnaval é uma época de muita folia e diversão. Apesar disso, alguns cuidados com a saúde devem ser tomados durante os dias de folia.

Nesta época, um dos cuidados mais importantes que devemos ter é com a alimentação. Para evitar que surpresas em pleno carnaval, aqui vão algumas dicas:

Evite ingerir alimentos muito calóricos como fritura.

Evite comidas vendidas em barracas ao ar livre, nessa época o número de pessoas que contraem infecção intestinal é muito grande.

preferência aos alimentos mais leves (saladas, frutas e sanduíches naturais).

A ingestão de líquidos deve sem continua. Água, isotônicos, iogurtes, sucos naturais e água de coco ajudam a manter o corpo hidratado. Lembrando que as bebidas alcoólicas contribuem para a desidratação, portanto fique atento.

Antes de cair na folia, tome um café da manhã reforçado, pois a primeira refeição do dia é a mais importante. Cuide-se.

Por Milena Evelyn


Ao comprar alimentos alguns cuidados são essenciais para evitar riscos à sua saúde. Pensando nisso, a Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, elaborou uma série de orientações para ajudá-lo a escolher os alimentos de forma adequada:

  • Organize uma lista com os itens a serem comprados antes de ir ao supermercado, lembrando que os produtos com menor prazo de validade não devem ser comprados em grandes quantidades, para evitar o desperdício;
  • Embora o preço seja importante, escolha o estabelecimento pela higiene dos atendentes e pela organização e limpeza do local;
  • Durante as compras, coloque os alimentos perecíveis por último no carrinho. Perecíveis são aqueles que precisam de uma temperatura adequada para sua conservação, como carnes e laticínios;
  • Sempre verifique a data de validade dos produtos e também as condições da embalagem, certificando-se de que não estão alteradas – ferrugem, amassos, rasgos, etc.;
  • Confira as informações constantes no rótulo da embalagem para certificar-se do que estará consumindo;
  • Ao comprar sal verifique na embalagem se o produto é iodado. A adição de iodo no sal é obrigatória, pois esse nutriente é fundamental para preservar diversos aspectos da saúde humana;
  • Dê preferência às farinhas de trigo e de millho enriquecidas com ferro e ácido fólico,
  • Quanto aos vegetais, escolha-os pela cor, aroma, grau de maturação e integridade;
  • Alimentos  que exigem refrigeração ou congelamento devem estar acondicionados em locais com a temperatura indicada pelo fabricante;
  • Na compra de peixe observe se olhos estão brilhantes e salientes, se as escamas estão firmes, e se a guelra esta rosada. Eles sempre devem estar congelados ou refrigerados. 

Para mais informações, acesse aqui.

Por Lílian Ávila


O alto índice de gordura em alimentos e especificamente em carnes em geral  tem sido algo assustador. Vemos constantemente pessoas com problemas cardíacos devido ao consumo de gorduras ao longo da vida; são milhares de pessoas que morrem por dia no Brasil por causa de problemas no coração e nas artérias.

A boa alimentação é aquela que não é feita de exageros, principalmente com alimentos tão gordurosos como frituras, massas e alimentos de procedência desconhecida. Então procure reduzir o consumo de carnes gordurosas como picanha, cupim, contra filé, costela;  prefira as magras como alcatra, patinho, lagarto, coxão mole, entre outras.

O problema é que muitas pessoas que não dão a devida atenção a esses cuidados podem ser no futuro uma vítima de seus exageros. A má alimentação gera problemas sérios como câncer no estômago e as maiores vítimas são pessoas entre 30 e 50 anos de idade. Então para ter uma vida saudável basta ter em sua mesa alimentos saudáveis.

Em muitas ocasiões esses alimentos podem ser caros e difíceis de encontrar; mas há muitos outros, que por não serem de uma marca especial, oferecem um preço melhor e com qualidade da mesma forma.

Por Gutenberg Feitosa


As espinhas atormentam a vida de quem se preocupa com a vaidade. Além de desfavorecer a pele, podem causar depressão em jovens. Principalmente na fase da puberdade, onde elas mais se manifestam.

Produtos químicos podem piorar a situação. Utilizar medicina alternativa pode ajudar de uma forma natural e bem barata. Beber água ajuda a diminuir as acnes. Facilita a limpeza intestinal. Com uma alimentação natural compostas por alimentos ricos em fibras, também auxiliam no combate as espinhas.

Pesquisas demonstram que hortaliças, frutas e plantas podem ajudar no tratamento:

Berinjela: Amassar as folhas e fazer cataplasma no local.
Abacate: Massagear o local com abacate amassado durante 1 hora.
Louro: Misturar as folhas amassadas ao mel e realizar massagem durante 1 hora.

Por Fernando Silva


O mais comum na vida de um universitário é: estágio durante o dia e ir direto para a universidade/faculdade à noite. Pode ser uma coisa boa para o corpo, mas também pode ser péssima, principalmente para a alimentação. Sem muitas opções em lanchonetes, a última refeição da noite pode ser uma verdadeira farra de colesterol e glicose no corpo.

O ideal seria passar em casa antes de ir para a faculdade, jantar e levar uma fruta para o intervalo. Como isso nem sempre é possível, pode-se ao menos escolher o que tiver de melhor no cardápio disponível, e substituir o refrigerante por um copo de suco. O excesso de glicose no sangue a noite pode deixar a pessoa mais ativa, alterando o sono e fazendo com que a pessoa demore mais a dormir.

E que tal trocar o pastel por um sanduíche natural? Boas opções pelo nível de colesterol baixo são peito de frango desfiado, carne fria fatiada, patê de atum com maionese light, e todas as escolhas possuem um sabor excelente, talvez muito melhor que aquele cachorro quente repleto de tudo que o homem já fabricou de enlatado na vida!

Cafés também não vão bem à noite. A cafeína altera o sistema nervoso de forma drástica, e não é lenda! Segundo dicas de nutricionistas, a substância age de forma semelhante a um energético e faz com que o corpo produza mais adrenalina, isso leva a pessoa a perder o sono por algumas horas.

Por Anne Santos


As aulas já recomeçaram nas escolas de todo o Brasil, e os pais voltam a ter aquela preocupação sobre que tipo de alimento colocar na lancheira de seus filhos. Esse é um momento de muitas dúvidas, pois as crianças preferem os quitutes das cantinas escolares ao lanche de casa.

Mas esse hábito de trocar o lanche de casa pelos salgadinhos e hambúrgueres da cantina está provocando o aumento de peso das crianças brasileiras, o que pode ser prejudicial para elas no futuro, pois poderão tornar-se adultos obesos.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgou uma pesquisa no final do ano passado, que constatou que uma a cada três crianças de cinco a nove anos de idade possuem excesso de peso, um percentual de 33,5%, e o número de crianças obesas no país já é de 14,3%.  

A preocupação em melhorar a alimentação infantil já atingiu as instituições de ensino e, em algumas delas, existem programas de alimentação saudável e campanhas educativas para que as crianças comam alimentos leves e nutritivos

Ao montar a lancheira de seu filho, procure sempre frutas variadas da época, lanches preparados com queijo branco no lugar da mussarela e sucos de frutas naturais.

Por Selma Isis


Manter uma alimentação equilibrada é fundamental para a nossa saúde, mas muitas pessoas não costumam se preocupar com isso, principalmente os jovens.

Com o passar do tempo às necessidades do nosso organismo muda, ele começa a exigir uma alimentação mais leve e rica em alguns nutrientes.

Pessoas acima de 60 anos devem ter atenção redobrada com a alimentação, a partir dessa faixa etária o consumo de cereais, legumes, verduras, frutas e derivados do leite deve ser feita de maneira controlada, evitando todo o tipo de excesso.

Para saber exatamente como deve ser a dieta, procure um nutricionista ele saberá quais os alimentos mais indicados para o seu caso.

Portadores de doenças como diabetes, pressão alta ou problemas cardíacos devem ter cuidados especiais com alimentação. Fique atento com a sua saúde.

Por Milena Evelyn


Muitas pessoas abandonam os exercícios na academia por falta de companhia ou até mesmo pela falta de estímulo em continuar a praticar.

Todos sabem o quanto é importante para saúde a prática de atividades física regularmente, mas tornar esse hábito interessante e prazeroso é o que poucas pessoas sabem como fazer.

Procure mudar a ordem dos exercícios, de forma que eles fiquem menos monótonos.

Pelo menos uma vez por semana procure praticar exercícios aeróbicos que ainda não tenha realizado, substitua a esteira da academia pela caminhada ao ar livre pelo menos duas vezes na semana, é uma forma de relaxar a mente.

Peça ajuda ao seu preparador físico e elabore sessões alternadas, aumente os pesos, mude aparelhos de forma que sua rotina seja alterada constantemente. Não desanime a prática de exercícios é muito importante.

Por Milena Evelyn


Você sabia que o processo de hidratação dos fios dos seus cabelos deve ser feito de dentro para fora?  Isso quer dizer que a brilhante expressão : “você é o que você come” está certíssima!

Segundo especialistas, o cabelo é composto por proteínas, que são aglomerados de aminoácidos. E quando essas proteínas faltam em uma dieta, os fios tendem a ficar mais secos, fracos e desidratados.  Então uma boa dica é aproveitar a leveza do verão e começar a cuidar e nutrir as madeixas. As vitaminas do complexo B , presentes nas carnes e no leite, são imprescindíveis, assim como os frutos do mar com casca (mariscos, ostras e caranguejos), por conterem zinco e cobre.

Mas além de uma dieta rica em vitaminas, ferro, zinco e cobre , os dermatologias também frisam que é muito importante consumir vegetais escuros, no mínimo duas vezes por semana, por  também contribuem muito para beleza dos fios. Então está mais do que na hora de aliar cremes de tratamento a uma alimentação de qualidade.

Por Thais de Melo


Muitas mulheres sofrem com a flacidez do tecido corporal, geralmente as áreas mais atingidas são as coxas, a barriga, os braços e a região glútea.

Com o passar dos anos nossa pele começa a enfraquecer, o colágeno e a elastina vão diminuindo sua capacidade de sustentar a pele.

Mas, além disso, fatores externos também contribuem para a flacidez, como exposição demasiada ao sol, vida sedentária e hábitos alimentares incorretos, além dos problemas hormonais a que as mulheres são suscetíveis.

A prática de exercícios físicos é o método mais eficaz no combate a flacidez, a musculação, por exemplo, ajuda a enrijecer os músculos e ainda tonifica a pele.

Procure ter bons hábitos durante toda a vida, eles certamente contribuirão muito para a sua saúde.

Por Milena Evelyn


Carnaval dura em media quatro dias e em uma época das mais quentes do ano. Se você quer curtir essa enorme festa com o corpinho enxuto e saudável, é preciso se cuidar direitinho. Por isso, aqui vão algumas dicas:

– Se você deseja perder algumas medidas, opte por academias com programas de exercícios intervalados (onde você faz esforços intensos e depois há o descanso). Em torno de um mês, você já sente a diferença em termos de redução de medidas.

– Alimente-se bem e não exagere naquela cervejinha. Fazendo isso, você e seu corpo irão se acostumar e, durante o carnaval, você se sentirá mais bem disposta e saudável.

– Faça caminhadas regularmente, pois ajudarão a desenvolver melhor seu condicionamento físico. Você obterá melhores resultados se aliar as caminhadas com algumas horinhas na academia.

Cuide-se e aproveite a festa mais esperada do ano, o Carnaval.

Por Isis Manara @iswhoa


Algumas pessoas acreditam que para realizar uma caminhada só precisa de um tênis, uma roupa leve e local. Mas existem algumas regras que são básicas e devem ser seguidas.

Os profissionais recomendam que a frequência da caminhada deva ser de no mínimo três vezes por semana em dias alternados, deve-se evitar caminhar depois das 10 da manhã, quanto mais cedo melhor ou após as 17 horas quando à incidência dos raios solares é bem menor. Dê preferência a roupas claras e de tecidos leves, o tênis deve ser macio e leve, evite roupas sintéticas.

A postura também é importante, a coluna deve estar ereta e com o abdome retraído, os braços devem estar posicionados ao lado do tronco e descontraídos fazendo movimentos rítmicos.

Comece caminhando uma distância de 1.500 metros, cerca de 15 minutos, em passos largos mas sem acelerar, procure manter sempre o mesmo ritmo.

Por Milena Evelyn


Muitas pessoas não se dão conta da importância da mastigação no processo digestivo. Cada dente executa uma função especifica, um corta, outros trituram e assim por diante.

Aquelas pessoas que não costumam mastigar direito e engolem inteiro o pedaço de comida, acabam sobrecarregando o estômago e prejudicando a digestão.

Com o passar do tempo esse mau hábito pode causar problemas gastrointestinais mais sérios, como gastrite, azia e refluxo.

Pessoas com falhas na arcada dentária devem procurar um dentista, pois essas falhas podem gerar outros problemas além dos ligados a digestão. Dores de cabeça, desgaste dos dentes e dores na região do pescoço são alguns dos sintomas causados pela falta de dentes.

Ao invés de limitar a sua dieta a alimentos mais moles, inclua frutas como pêra e maçã que contribuem para a digestão e também legumes e verduras que são sempre bem vindos. Cuide-se.

Por Milena Evelyn


Todos nós sabemos como é difícil iniciar uma dieta, pelo menos uma vez na vida já fizemos planos que não foram em diante.

Algumas pessoas procuram medicamentos a fim de resolver o problema do sobrepeso, mas esse método não é recomendado, apenas em casos extremos e com acompanhamento médico é que eles devem ser utilizados.

Não seguir corretamente uma dieta balanceada pode causar o efeito “ioiô”, a pessoa perde peso, mas em pouco tempo recupera o dobro, já que ele reduz a taxa metabólica basal.

Os problemas causados por uma dieta errada ou exercícios físicos incorretos podem acarretar problemas de saúde para o resto da vida. Fique atento e busque todo o acompanhamento possível, somente os profissionais saberão avaliar o seu caso de forma correta.

Não siga dietas milagrosas ou conselhos de terceiros, procure seu médico e faça uma avaliação do seu caso.

Por Milena Evelyn


Os cuidados com o corpo devem ser mantidos durante todas as estações do ano. Quando chega o verão, muitas pessoas se esquecem disso e lembram apenas da hidratação, mas os exercícios, por exemplo, nunca devem ser deixados de lado.

Para manter o corpo sempre em dia algumas pequenas mudanças nos hábitos diários são fundamentais.

  • Evite frituras, alimentos gordurosos e doces, controle a gula.
  • Substitua as carnes e massas por legumes, verduras, peixes e grelhados.
  • Pratique uma atividade física pelo menos três vezes por semana, evite o sedentarismo.
  • Não pule nenhuma refeição, coma menos e mais vezes em horários alternados, prefira sucos naturais ao invés de refrigerantes e nunca faça jejuns, eles podem comprometer a sua saúde.

Para um acompanhamento adequado procure um médico ou um nutricionista e siga corretamente as instruções, mantenha seu corpo em dia sempre.

Por Milena Evelyn


Com a temporada das chuvas de verão somada com o calor, aumenta a proliferação de mosquitos, inclusive do Aedes aegypti, o transmissor da dengue. Por isso, informar-se sobre a doença é fundamental. Veja algumas informações a seguir:

A dengue é uma doença infecciosa comum em países de clima tropical. Seu agente transmissor é o mosquito Aedes aegypti, que costuma se reproduzir em locais que concentram água parada.

A doença é dividida em quatros tipos, em que os mais conhecidos são: a dengue clássica, e a dengue hemorrágica, que é a etapa mais avançada, que pode levar a óbito.

Seus principais sintomas são dores de cabeça, nas articulações e nos ossos. O paciente também tem febre alta, vômito e aparecem manchas vermelhas pelo corpo.

Se surgirem esses sintomas procure um posto de saúde mais próximo.

Por Selma Isis

Fonte: Isabela Baraúna- infectologista.


A partir da próxima semana, grande parte das escolas iniciam seu ano letivo. Porém, antes que seu filho retome às atividades escolares, que tal levá-lo para uma consulta ao dentista? É importante que o profissional avalie se a criança ou o pré-adolescente está com a dentição em dia, pois durante as férias é natural que costumem relaxar com os cuidados da higiene bucal.

Esse “esquecimento” em escovar os dentes dos jovens ocorre pelo fato do abandono dos horários determinados no período escolar. Além disso, muitas crianças passam as férias em acampamentos ou colônias de férias, sem a supervisão dos pais, e acabam deixando a escova de dentes de lado.

Outro motivo para a importância de visitar o dentista é para que ele verifique se o consumo de doces, refrigerantes e salgadinhos possa ter colaborado para o surgimento de cáries e problemas na gengiva.

Por isso, agende a visita de seu filho ao dentista de sua confiança e procure orientá-lo a cuidar sempre de seus dentes durante todo o ano, para ter dentes fortes e gengivas sadias no futuro.

Por Selma Isis

Fonte: Dr. Cícero Lascala, mestre e doutor em Diagnóstico Bucal pela USP


Para combater o calor, em especial durante o verão, nosso corpo aumenta a transpiração, acarretando em uma maior perda de líquidos. Esse conjunto de fatores pode acarretar na desidratação, que pode prejudicar crianças e idosos.

A desidratação provoca sede, boca seca, sensação de cansaço, irritabilidade, tonturas e redução da urina. Também provoca a redução da elasticidade da pele, aumento da temperatura corporal, além dos olhos ficarem mais fundos.

Se a desidratação complicar, a pessoa pode ter taquicardia, queda da pressão arterial, podendo levar a confusão mental e até mesmo convulsões.

Por isso, para evitar a desidratação, médicos recomendam a ingestão de 2 litros de água por dia, consumidos em porções e intervalos regulares. Leite, água de coco e bebidas isotônicas também são bem-vindas. Procure usar roupas leves, ficar em ambientes ventilados e evitar se expor ao sol no período das 10h às 16h. 

Por Selma Isis

Fonte: Guilherme Moura, nutrólogo do Hospital Nossa Senhora das Graças.   


Os brasileiros já sabem que o verão é a época de enchentes. Como com elas, várias doenças se proliferam e o Ministério da Saúde, preocupado com isso, ajuda com dicas simples que podem contribuir com a prevenção. A maioria das doenças é transmitida por via oral, assim, você deve ferver ou tratar a água com hipoclorito de sódio (2,5%) e caixas d'água devem estar limpas e desinfetadas.
Também tome cuidado com a sua alimentação. A comida que entrou em contato direto com a água da enchente deve ser jogada fora, já aqueles alimentos industrializados que tenham uma certa resistência em sua embalagem podem ser consumidos contanto que seja feita sua limpeza com o hipoclorito de sódio.
Tente evitar o contato do seu corpo com a água usando roupa e calçados adequados para limpar a casa que foi atingida pela inundação. Limpar o corpo com água limpa ou álcool 70% é outra sugestão.
 
Por Guilherme U.

Quase todo mundo pensa que basta trocar a escova de dente a cada dois ou três meses como dizem os fabricantes, mas a verdade não é bem essa. Você deve higienizar a sua fiel companheira todo dia ou ao menos uma vez na semana. Agora, se você não puder fazer isso, é bom começar a pensar em trocar de escova a cada mês.
Mas como fazer a higienização? Basta colocar as cerdas da escova de molho em um copo com antisséptico bucal, sim aquele famoso do comercial da TV, por dez minutos. Se você não quiser gastar, existe a possibilidade de fazer a mesma coisa com água fervente.
Agora, para manter a higiene também é bom secar a escova após o uso, mas não na toalha, basta sacudir após a escovação e se puder guardar em um armário é melhor, assim, ela não ficará sujeita aos micro-organismos tão comuns no banheiro.
 
Por Guilherme U.

Há um método muito simples para tirar manchas do rosto. Basta usar uma máscara facil de pepino. Há diversas receitas e produtos no mercado para a mascara de pepino.

  1. Bater o pepino com agua mineral no liquidificador e passar no rosto.
  2. Pegar 2 claras e bater até ficar em neve, depois misturar 1 pepino e 1 xicara de chá de leite de rosas.

O pepino dilata os poros oleosos da pele e se sua pele for gordurosa, mergulhe as rodelas de pepino no limão. Coloque na pele por 20 minutos e fique deitado.

Ele ainda hidrata a pele e deixa macia além de melhorar a cor. No verão é muito comum essas manchas. Faça mascaras de pepino e coloque duas rodelas em volta dos olhos para melhorar a olheira. Antes de tomar qualquer medida,  verifique com seu médico as melhores possibilidades.

Por Victor Palandi


As férias de verão estão aí e com isso as pessoas rumam para os litorais em todo o país. É geralmente nessa época que acontecem muitos problemas com a alimentação, sejam elas pelo excesso de gorduras ou mesmo pelo calor que acaba fazendo com que as comidas estraguem de maneira mais rápida.

Não são raros os casos de intoxicação alimentar nas praias. Ou então quando voltam para casa com aqueles quilos a mais. Mas como remediar tal fato? Quais comidas podemos evitar para que estes problemas não ocorram?

Aqui vão algumas dicas: Um grande “inimigo” nas areias é o espeto de camarão, além de ser muito calórico, é um grande causador de problemas de saúde quando contaminados. O armazenamento dos produtos e como eles são feitos também são um fator que você deve ficar de olho. Nesse caso, tome cuidado com os sanduíches naturais e o acarajé. A tigela de açaí também agrada muito no verão, mas é altamente calórica e sua produção deve ser muito bem higienizada.

Aproveite o verão!

Por Oscar Ariel





CONTINUE NAVEGANDO: