Conheça aqui mais sobre cada tipo de adoçante e qual é o melhor.

Na atualidade um dos hábitos mais saudáveis é a dieta que busca reduzir o consumo de açúcar. Muitos médicos já revelaram os problemas desta substância, se consumida em muita quantidade. O excesso de açúcar na corrente sanguínea é a causa dos maiores males para a saúde na atualidade. O fim do ano chegou e a tentação de degustar todo tipo de sobremesa pode ser grande, assim, existem algumas dicas sobre a utilização de alguns tipos de adoçantes, que se tornaram verdadeiros substitutos do açúcar em nossos dias.

Informação importante para quem deseja iniciar algum regime é de que existe o termo Diet, sem açúcar, que se distingue rigorosamente do termo Light, ou seja, alimentos com menos calorias. Assim, temos a diferença entre dois tipos de hábitos alimentares, que, de certa forma, se encontram em um ponto: o adoçante pode ser utilizado no sentido de dosar a quantidade de calorias no alimento.

Entre os melhores adoçantes, segue uma relação abaixo:

O Xilitol é considerado um tipo de adoçante natural, tratando-se de uma espécie de álcool de açúcar. Possui um paladar muito parecido ao do próprio açúcar, como substância. Esta marca de adoçante tornou-se uma excelente alternativa em relação ao açúcar, já que não possui a intensidade de calorias do mesmo, reduzindo os danos à saúde, contendo, pelo contrário, certos benefícios para os dentes, reduzindo a incidência de cáries.

O Eritritol é um tipo de adoçante resultante em álcool, a partir do açúcar, mas considerado um tipo de adoçante natural. Embora seja bastante doce, não possui muitas calorias, sendo extraído de alguns tipos de frutas. A recomendação dos especialistas é a de que ele não seja consumido em excesso, devido à sua composição, que pode causar problemas no estômago.

O Stevia é um dos mais populares tipos de adoçantes. Está entre os que menos possuem calorias. A substância Estevia é extraída do cerne das folhas de um tipo de planta, cujo nome é Stevia Rebaudiana, muito utilizada em especiarias culinárias e até na produção de diversos medicamentos. De acordo com o que algumas pesquisas de base científica indicam, essa substância, Estevia, está repleta de diversos benefícios para a saúde, proporcionando uma significativa redução de pressão arterial, entretanto, isso se aplica somente para pessoas que sofrem de pressão alta.

Uma pequena relação dos adoçantes mais populares, cujas marcas precisam ser evitadas, segue abaixo:

O Aspartame é um tipo de adoçante muito industrializado, conforme anunciou um estudo realizado na Universidade de Liverpool, na qual os pesquisadores chegaram à conclusão que, se o mesmo for misturado com alguns colorantes, ele tende a se tornar muito tóxico, sobretudo para as células do cérebro.

O Sucralose é um tipo de adoçante que resulta, no final, em derivado da sucralose, portanto, não é nada natural. A sucralose, em realidade, é um subproduto surgido do açúcar, por meio de um processo químico, no qual três grupos de hidrogênio-oxigênio são alterados por átomos de cloro. Assim, essa substância acaba resultando em processos fisiológicos que aumentam dos níveis de insulina na corrente sanguínea, o que pode ser perigoso para pessoas que não estão acostumadas a ingerir adoçantes artificiais com regularidade.

O High Fructose Corn Syrup ou o Xarope de Milho de Alta Frutose, que é um tipo de conteúdo muito utilizado na produção dos refrigerantes e dos snacks infantis. Trata-se, em realidade, de um adoçante muito conhecido por causar, desastrosamente, a chamada síndrome metabólica em longo prazo. De acordo com um estudo realizado na Universidade da Califórnia, chegou-se à conclusão, por meio de testes, que esse xarope acaba estocando-se como gordura no fígado, o que causa resistência à leptina, o hormônio responsável pela saciedade. Portanto, pode causar danos irreversíveis para a saúde.

Na atualidade, na vida moderna tão artificiosa, é difícil encontrar meios mais saudáveis de alimentação, embora os processos de higienização tenham melhorado. Hoje, no geral, as pessoas quase não tem tempo de cozinhar em casa, optando pelos fast foods, que são a base dos problemas de saúde. É importante poder preparar a própria comida do modo mais natural, mesmo que a mesma não seja tão saborosa, porém, mais saudável.

Paulo Henrique dos Santos


Confira aqui os principais dúvidas e mitos sobre os suplementos de academia.

A busca pelo corpo perfeito faz com que muitas pessoas recorram a prática de exercícios físicos, porém, para potencializar os resultados algumas pessoas fazem o uso de suplementos alimentares. Os suplementos alimentares são indicados principalmente para quem tem uma limitação física fazendo com que não ocorra a absorção de nutrientes, é indicado também para aqueles que não conseguem ter uma alimentação regrada e servem também para aumentar o rendimento físico do atleta. Os suplementos alimentares são divididos por categorias sendo:

  • Hipercalóricos – São os suplementos que tem como função principal oferecer um suporte calórico diário. São usados por praticantes de exercícios que tem como meta ganhar massa corporal em um curto intervalo de tempo.
  • Hiperprotéicos – Esse tipo de suplemento possui alta quantidade de proteínas, é recomendado o uso após o treino de musculação, fazendo com que ocorra uma preparação na fibra muscular.
  • Vitaminas e Minerais – O nosso corpo necessita de vitaminas e minerais, pois são eles que fazem com que que haja um bom funcionamento de todas as células do corpo humano.
  • Oligoelementos – São conjuntos de minerais indicados para balancear a dieta, cumprem com as funções metabólicas no organismo.

A venda de produtos Fitness cresce cada vez mais no Brasil, podemos nos deparar com uma grande variedade de produtos e grande parte deles com propostas tentadoras. Para que o consumidor não tenha prejuízos na compra e no consumo dos suplementos se torna imprescindível conhecer quais são os principais mitos dos suplementos.

1- Quais são os riscos apresentados pela Creatina e a Whey protein?

Se o consumidor usar indevidamente a whey protein, pode fazer com que haja a proliferação de células cancerígenas e o aumento da resistência Insulínica. Já a Creatina pode provocar complicações nos rins e no fígado. Então torna-se necessário um acompanhamento de especialistas para que se tenha um melhor aproveitamento do produto.

2- Uma dieta balanceada torna-se indispensável o uso dos suplementos alimentares?

Não. Mesmo tendo uma alimentação equilibrada, não conseguimos suprir todas as nossas necessidades de nutrientes, lembrando que cada pessoa tem um metabolismo. Os usos dos suplementos cumprem com a função de suprir os ingredientes que faltam no organismo.

3- O uso frequente de suplementos pode hipertrofiar os músculos?

Não. O uso certo dos suplementos faz com que o indivíduo ganhe massa muscular é defina o corpo. A estimulação dos músculos ocorre com prática de exercícios físicos.

4- O uso de suplementos pode causar efeitos colaterais?

Não. Os suplementos contêm ingredientes que já existem no corpo humano.

5- A Creatina pode causar câimbras musculares?

A Creatina cumpre com a função de fornecer energia durante os exercícios físicos, sejam eles intensos ou de curto período. Não há evidências que a creatina possa causar câimbras. A causa da câimbra pode ocorrer devido à desidratação no corpo, por isso é indispensável o consumo de água.

6- O uso frequente de suplementos faz com que ele perca os efeitos?

Não. Diferente dos antibióticos que perdem o efeito quando usado diariamente. Os suplementos devem ser usados juntamente com prática de exercícios físicos e dependendo do resultado que ser quer alcançar em alguns casos ocorre a necessidade do aumento na ingestão dos suplementos.

7- Ganho força nos músculos apenas tomando os suplementos?

Não. A força na musculatura ocorre apenas com prática de exercícios o suplemento serve apenas como auxílio para o ganho de massa muscular.

8- Existem suplementos específicos para homens e mulheres?

Cada sexo necessita de substâncias diferentes, por isso existem suplementos específicos para cada gênero.

9- O uso dos suplementos Whey Protein pode acarretar em efeitos colaterais?

Sim. Tudo o que for consumido de uma forma errônea pode acarretar efeitos colaterais, sendo assim, não se torna diferente para os suplementos, o uso incorreto da Whey Protein pode culminar em problemas renais.

10- A função dos suplementos são as mesmas dos anabolizantes?

Não. Os suplementos cumprem com a função de suprir necessidades nutricionais. Os anabolizantes são remédios que tem como objetivo produzir hormônios masculinos.

Devido a tantos mitos e verdades se torna indispensável a consulta de um nutricionista, ele fara com que a pessoa possa ter um melhor benefício ao ingerir os suplementos.

Gisele Alves de Brito


Proibição se deve ao fato do órgão ter encontrado excremento e pelo de roedor no alimento.

Essa semana a Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, anunciou a proibição de venda e de distribuição de um produto alimentício, por encontrar nele pelos de ratos inteiros e fragmentados, além de cocô de rato, pedaços de insetos e larvas inteiras de insetos. Não é a primeira vez que isso acontece e lotes são retirados dos supermercados, dessa vez foi o arroz da marca Favorito.

As análises do produto foram realizadas no Centro de Laboratório Regional, mais precisamente pelos pesquisadores do Instituto Adolfo Lutz Campinas III.

Nas amostras analisadas do arroz longo fino do tipo 1, da marca Favorito ,cujo lote é 00204, com validade para fevereiro deste ano, foram encontradas os excrementos, pelos de roedores, partes de insetos e larvas.

Dessa forma, o resultado foi publicado no “Diário Oficial Da União” na primeira segunda-feira de 2017. O arroz é empacotado e também distribuído pela empresa chamada Total Cesta Básica de Alimentos Ltda-ME, cujas instalações ficam na cidade próxima a Belo Horizonte, em Contagem (MG). A empresa, segundo determinação da Anvisa, deve fazer o recolhimento de todo o estoque desse lote, que ainda existem no mercado.

Casos como esse, vez ou outra aparecem no mercado de alimentos no Brasil. A Anvisa, desde o ano de 2014 já havia criado uma resolução sobre esse tipo de problema. A resolução fala sobre esse tipo de matérias estranhas, que podem ser microscópicas e macroscópicas, que podem ser encontradas em bebidas ou alimentos, colocando assim um limite de tolerância e também providências para quando esses limites forem ultrapassados.

Muitos consumidores se espantaram com essa resolução que de certa forma aceita esses corpos estranhos em alimentos, ainda que sejam em proporções mínimas. Porém, a Anvisa afirma que em quantidades pequenas esses tipos de elementos quando presentes nas bebidas e nos alimentos não oferecem riscos para a saúde dos consumidores.

É melhor que exista um parâmetro para esse tipo de problema, do que não haver nenhum, como acontece em muitos países.

A ingestão de alimentos contaminados, a depender do tipo de contaminação, pode desencadear muitos problemas de saúde, dos mais simples aos mais complexos. A contaminação por pelos de animais pode acarretar diarreia e até mesmo hepatite.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária está sempre de olho para evitar que esses alimentos cheguem ao mercado.

Sirlene Montes


Saiba aqui quais são os principais perigos e malefícios do refrigerante.

O consumo em excesso de refrigerante pode levar ao desencadeamento de várias doenças fatais. Com um alto nível de açúcar em sua fórmula, os refrigerantes podem levar a um aumento do nível de glicose no sangue, que pode ser um grande problema para quem tem diabetes.

Para quem possui qualquer doença cardiovascular, a bebida também pode ser um veneno.

Em um estudo publicado pelo periódico Circulation, que tem sede em Boston, nos Estados Unidos, mostra que mais de 130 mil pessoas morrem de diabetes, com aumento dos níveis de glicose relacionados ao consumo de refrigerante em excesso. No estudo há também evidências de que mais de 6 mil mortes por diferentes tipos de câncer estão relacionadas com o hábito de consumo.

O refrigerante possui em sua fórmula mais açúcares do que as necessidades diárias do organismo. Isso, além de aumentar o ganho de peso, causa um imenso desequilíbrio no corpo.

Para a absorção de cálcio, nutriente essencial para a manutenção da saúde dos ossos, o refrigerante é extremamente prejudicial. Por conter uma grande quantidade de ácido fosfórico, ele faz com que a absorção de cálcio seja diminuída. Para a absorção do ácido fosfórico ele utiliza do cálcio existente no organismo e não deixa que a substância seja suficiente para o fortalecimento ósseo.

Outro problema nos refrigerantes é a grande quantidade de cafeína presente na maioria dos tipos da bebida. Os que são à base de cola e de guaraná são os que apresentam os maiores níveis.

O consumo em excesso de cafeína pode levar a distúrbios no sono, irritabilidade e crises agudas de dor de cabeça.

Sendo hoje em dia a segunda bebida mais consumida no mundo inteiro, os refrigerantes são menos consumidos apenas que a água.

Uma maior preocupação com a saúde e com ganhos na qualidade de vida devem levar em conta uma diminuição do consumo de refrigerantes. A troca por sucos naturais ou chás pode ser uma alternativa.

Lembrando que a troca pelos sucos só vale se eles forem naturais. Sucos de caixinha são tão prejudiciais quanto os refrigerantes na busca por uma saúde melhor.

ANA CAROLINA HADDAD


Confira aqui qual a importância e os principais cuidados a se tomar com a prática de exercícios físicos durante a gravidez.

Não é de hoje que médicos e atletas discutem sobre a prática de esporte entre gestantes. Para tentar dar um fim a essa discussão, uma recente pesquisa do Comitê Olímpico Internacional divulgou que, apesar das ideias controversas ao uso do exercício por atletas grávidas, a prática tem menos riscos do que se imagina. 

Sabe-se que o universo feminino é muito complexo e que um dos maiores motivos de preocupação da mulher refere-se ao seu corpo, tornando o exercício um grande aliado na busca de um físico mais saudável e esteticamente bonito. Porém, é preciso salientar que o peso que se ganha durante uma gravidez não se refere à gordura, mas sim ao aumento de peso gestacional, explicada pela medicina nutricional e profissionais de educação física como o resultado do crescimento do bebê no ventre da mãe. Todavia, é importante salientar que caso não haja prática de exercícios e principalmente cuidado na ingestão de alimentos durante a gestação, o peso extra pode sim ser explicado como gordura. 

Portanto, para as gestantes, indica-se o acompanhamento nutricional e ginecológico durante este período, como forma de avaliação médica para a prática de esportes e cuidados na alimentação. Conforme a nutricionista Caroline Welter, especialista na Prática de Nutrição Pré, Durante e Pós Exercício, é fundamental a realização de exercícios leves, de forma que não prejudique mãe e bebê. “É claro que a polêmica sobre fazer ou não exercícios durante a gestação depende muito do histórico da mãe. Portanto, recomenda-se, principalmente, os exercícios na água, como hidroginástica, que tem baixo impacto. Além disso, caminhadas são uma ótima opção, sempre dentro de suas limitações”.

Muito difundido atualmente, o pilates também foi citado por ela, tendo em vista que é uma boa maneira de se exercitar durante a gravidez, por estar dentro dos limites do que a mulher pode ou não fazer, não prejudicando o bebê. Além disso, os benefícios desta atividade beneficia a futura mamãe em relação à sua postura, aliviando dores e conscientizando-a sobre as mudanças que estão ocorrendo no seu corpo durante esta fase.

Por outro lado, “não é indicado exercícios em que a grávida levante muito peso e nem corridas muito pesadas. Porém, se a grávida tiver a resistência por estar sempre praticando atividades físicas, o alongamento antes e depois e o equilíbrio é super importante”, finaliza Caroline.

Kellen Kunz


Nos dias de hoje não é incomum encontrarmos parte da população que toma remédios para ansiedade e estresse. Esses fatores precisam ser tratados e caso você não cuide de sua saúde, poderá chegar a um nível de esgotamento mental, o que é um problema sério.

Entretanto, muitas pessoas dizem que isso é frescura, mas não é. Ele precisa de tratamento assim como qualquer outro problema. Em muitos casos o cansaço mental vem seguido de dores no corpo, dores de cabeça e até mesmo problemas gastrointestinais como gastrites e úlceras. Se não for tratado, pode ser agravado.

Um dos fatores que tem dado causa a esse esgotamento é o fato de as pessoas não se preocuparem muito com um período diário de descanso. Andam de lá para cá o dia inteiro, trabalham, fazem compras, vão a academia, entre inúmeras outras tarefas, com isso o corpo vai cansando. O cérebro também precisa de um tempo para relaxar. Ignorar essa necessidade pode acarretar uma série de problemas como vimos anteriormente.

Hodiernamente, uma grande parte da população trabalha em frente ao computador, o que faz com que o cérebro tenha um pensamento rápido, criatividade e empreendedorismo. Com isso, fica muito fácil o indivíduo alcançar o cansaço mental. Um dos responsáveis por preparar o organismo para os enfrentamentos dos desafios do dia a dia e das situações de perigo é o cortisol, um neurotransmissor e a noradrenalina, um responsável pela sensação de motivação e de atenção.

Estudos comprovam que a queda dessas substâncias durante esses longos períodos de trabalho pode gerar a estafa e por consequência, trazer a falta de atenção, dificuldade de memória, perda de concentração, pensamento mais lento, desânimo, alterações no sono e o principal, cansaço – excessivo e crônico. Portanto, se você está com alguns dos sintomas falados anteriormente, é hora de ficar em alerta e não os ignorar para não virar uma bola de neve. 

Por Luciana Viturino


Uma boa parte da população brasileira adora uma xícara de café, tomamos pela manhã, no lanche da tarde e até mesmo a noite.

É necessário muito cuidado com a ingestão em excesso de cafeína. Esta substância amarga pode causar diversos transtornos para nossa saúde, como vícios, problemas dentários, osteoporose ou até câncer. A cafeína é encontrada nos cafés, chás, refrigerantes, no cacau e também em medicamentos.

Os efeitos da cafeína são bastante conhecidos pela população. Ao ingerir algum produto que contenha a substância, a cafeína é absorvida pelo intestino delgado e cai na corrente sanguínea. A partir daí, a substância provoca o aumento do batimento cardíaco e da pressão do sangue. Esta sequência gera no organismo uma sensação de revigoramento, pois estimula o cérebro e diminui a fadiga.

Um dos maiores perigos que a cafeína pode causar no nosso organismo, principalmente em mulheres, é a osteoporose, ou perda de massa óssea. A cafeína se liga ao cálcio presente no sangue e não permite que este íon preencha seu devido lugar em nossos ossos.

Outro problema relevante é a dependência que a cafeína pode causar em seus usuários, gerando transtornos como insônia, ansiedade e tremores.

O consumo de cafeína deve ser com bom senso, ou seja, moderado, evitando assim danos fisiológicos ao nosso organismo. 

Por Rodolpho Medeiros


A importância de se ingerir determinados alimentos é mais importante do que se pode imaginar, tanto a falta quanto o excesso de algumas substâncias podem alterar o funcionamento de nosso organismo.

O iodo é uma dessas substancias, é considerado um micromineral nutriente de grande importância para nosso corpo. É encontrado em maior concentração na glândula tireoide, pois é responsável pela aceleração das reações celulares em todo o organismo.

Recomenda-se que a concentração do iodo no organismo seja de 15 a 23 mg para uma pessoa adulta.

Sua ausência pode causar o bócio, hipotireoidismo, em gestantes o perigo é maior, pode causar aborto, aumenta as chances de anomalias congênitas. Além disso, alguns especialistas apontam que o sobrepeso pode ser um indicativo de problemas da tireóide que comumente é provocado pela deficiência de iodo.

Já as pessoas que se submetem as altas doses de iodo costumam apresentar quadro de supressão da atividade da tireoide

Procure um médico e comece uma dieta alimentar mais equilibrada para evitar problemas.

Por Milena Evelyn


O guaraná em pó já é um velho conhecido de frequentadores de lojas de produtos naturais e atletas, pois seus benefícios são mais que mundialmente comentados. O jargão mais conhecido é que o guaraná é estimulante, e é pura verdade. A fruta que dá origem também ao refrigerante é um estimulante cinco vezes maior que o café.

O pó extraído da fruta age no corpo humano após a ingestão estimulando a liberação de dopamina e adrenalina, por isso a súbita energia formada no corpo dos que a consomem antes de exercícios físicos. Sendo assim, o composto geralmente tomado com outros produtos em uma vitamina (a forma como será ingerido não importa) é bastante usado para combater o cansaço físico e ajudar a estimular o corpo na prática de esportes, bem como repor as energias após o mesmo.

Mas uma recomendação: mesmo sendo natural, abusar pode causar danos a saúde. Uma vez que ele estimula a produção e liberação de adrelina, tal hormônio em excesso no corpo causa espasmos, nervosismo e até gastrite.

O consumo ideal é uma colher de chá de sopa por dia, seja dissolvida em água ou sozinha associada a uma fruta.

Por Lidianne Andrade


Que a água é uma bebida barata, sem calorias, essencial para beleza do corpo e para um regular funcionamento do nosso organismo, todo mundo sabe. O que a maioria das pessoas não sabe é a quantidade de água que deve ser ingerida diariamente. Afinal, mesmo ela sendo tão eficiente, o seu excesso pode vir a ser prejudicial à saúde.

A água possui inúmeros benefícios para o nosso corpo, como o auxílio na filtração dos rins, a eliminação das toxinas da alimentação, além de contribuir também para hidratação da pele, intestino e cabelo.

Os especialistas revelam que, as pessoas que consomem constantemente alimentos com boas fontes de água, como verduras, legumes e frutas, não precisam ingerir tanto a bebida. Já aquelas que comem muito sal, vão precisar bastante do líquido durante o dia.

O que acontece é que o excesso de água em nosso organismo pode causar uma espécie de confusão mental e com isso uma hiponatremia, que vem a ser uma diminuição da quantidade de sódio no sangue. Para que o excesso do líquido não cause uma sobrecarga renal ou um edema cerebral, o ideal seria a pessoa consumir, em média, 7 litros de água por dia.

Por Thais Cortez


Fazer com que as crianças tenham uma alimentação saudável nem sempre é tarefa muito fácil, a quantidade de guloseimas e comidas do tipo fast food a que elas têm acesso é muito grande, dificultando a criação de hábitos saudáveis.

Algumas medidas não só podem como devem ser tomada para controlar esse processo de alimentação.

Crie limites quanto à quantidade de guloseimas que a criança pode ingerir, estipule um dia na semana para comer determinado doce ou chocolate, evite fazer lanches e refeições fora de hora, o ideal são 6 refeições diárias.

Incentive a ingestão de verduras e legumes nas refeições principais, substitua os refrigerantes pelos sucos naturais, coloque sempre frutas na lancheira da escola.

Ajude seu filho na educação alimentar, ela é fundamental para o desenvolvimento da criança.

Por Milena Evelyn


Saúde é um assunto muito discutido nos dias de hoje, mas sem uma significado único. Cada um tem uma definição para viver bem, mas sabemos a verdadeira receita para uma vida saudável, pois ela esta dentro de cada um.

Basta apenas fazer o que te faz feliz seguindo algumas recomendações como  não esquecer dos carboidratos, proteínas, vitaminas, fibras, enfim os alimentos básicos presentes no nosso dia a dia.

Mas para quem quer ter uma alimentação mais correta, ou por ter algum problema de saúde, deve procurar ajuda de um nutricionista, assim as chances de conseguir uma saúde equilibrada serão garantidas.

Mas não é só de alimentos que vivemos, praticar esportes, ler, divertir-se, ter amigos, estar ao lado de quem ama, é assim que somos felizes e vivemos bem.

Não há idade para ser saudável ou para se preocupar com sua saúde, só é preciso querer!

Por Anna Rosa Solak


Uma alimentação balanceada é a chave para uma vida mais saudável, porém muitas pessoas ainda se alimentam de forma inadequada.

A ingestão de determinadas substâncias, ao longo do tempo pode gerar riscos a saúde do individuo.

As gorduras hidrogenadas ou as chamadas “trans” são as mais consumidas, pois podem ser encontrados na maior parte dos alimentos industrializados como os achocolatos, frituras, temperos prontos e nos biscoitos recheados. O excesso dessa gordura aumenta os riscos de doenças cardiovasculares e obesidade.

Os açúcares e adoçantes consumidos em grandes quantidades aumentam o índice de obesidade, diabetes, hipoglicemia e triglicerídeos, até mesmo problemas relacionados à hiperatividade podem estar ligados ao consumo em excesso.

Fique atento às informações presentes nas embalagens dos produtos, evite o consumo de produtos industrializados e ricos em conservantes, prefira alimentos naturais como os orgânicos. Não descuide da sua saúde.

Por Milena Evelyn


Quem já participou intensamente de desfiles e bailes de Carnaval durante os quatro dias de folia sabe que é preciso muito preparo físico e cuidados com a alimentação para não ficar indisposto na quarta-feira de cinzas.

Mesmo para os mais jovens, é normal sentir dores no corpo, e ressaca, no caso de quem abusou de bebidas alcoólicas. Por isso, os interessados em aproveitar os trios elétricos, sambódromos ou bailes de Carnaval devem se preparar o quanto antes.

Os desfiles e bailes exigem muito esforço físico, e junto com o calor do verão e das aglomerações, fazem o organismo perder muito líquido. Por isso, o ideal é que os homens bebam diariamente cerca de 3,7 litros de água, enquanto que as mulheres devem beber 2,7 litros. Não podem ser computados nem refrigerantes e muito menos bebidas alcoólicas, somente a água de coco.

Especialistas advertem quanto ao uso de bebidas alcoólicas durante o Carnaval. A mistura com vários tipos de bebidas destiladas e fermentadas potencializam o efeito do álcool no corpo, sendo totalmente desaconselhável.

Por Selma Isis


O carnaval é uma época de muita folia e diversão. Apesar disso, alguns cuidados com a saúde devem ser tomados durante os dias de folia.

Nesta época, um dos cuidados mais importantes que devemos ter é com a alimentação. Para evitar que surpresas em pleno carnaval, aqui vão algumas dicas:

Evite ingerir alimentos muito calóricos como fritura.

Evite comidas vendidas em barracas ao ar livre, nessa época o número de pessoas que contraem infecção intestinal é muito grande.

preferência aos alimentos mais leves (saladas, frutas e sanduíches naturais).

A ingestão de líquidos deve sem continua. Água, isotônicos, iogurtes, sucos naturais e água de coco ajudam a manter o corpo hidratado. Lembrando que as bebidas alcoólicas contribuem para a desidratação, portanto fique atento.

Antes de cair na folia, tome um café da manhã reforçado, pois a primeira refeição do dia é a mais importante. Cuide-se.

Por Milena Evelyn


O mais comum na vida de um universitário é: estágio durante o dia e ir direto para a universidade/faculdade à noite. Pode ser uma coisa boa para o corpo, mas também pode ser péssima, principalmente para a alimentação. Sem muitas opções em lanchonetes, a última refeição da noite pode ser uma verdadeira farra de colesterol e glicose no corpo.

O ideal seria passar em casa antes de ir para a faculdade, jantar e levar uma fruta para o intervalo. Como isso nem sempre é possível, pode-se ao menos escolher o que tiver de melhor no cardápio disponível, e substituir o refrigerante por um copo de suco. O excesso de glicose no sangue a noite pode deixar a pessoa mais ativa, alterando o sono e fazendo com que a pessoa demore mais a dormir.

E que tal trocar o pastel por um sanduíche natural? Boas opções pelo nível de colesterol baixo são peito de frango desfiado, carne fria fatiada, patê de atum com maionese light, e todas as escolhas possuem um sabor excelente, talvez muito melhor que aquele cachorro quente repleto de tudo que o homem já fabricou de enlatado na vida!

Cafés também não vão bem à noite. A cafeína altera o sistema nervoso de forma drástica, e não é lenda! Segundo dicas de nutricionistas, a substância age de forma semelhante a um energético e faz com que o corpo produza mais adrenalina, isso leva a pessoa a perder o sono por algumas horas.

Por Anne Santos


Manter uma alimentação equilibrada é fundamental para a nossa saúde, mas muitas pessoas não costumam se preocupar com isso, principalmente os jovens.

Com o passar do tempo às necessidades do nosso organismo muda, ele começa a exigir uma alimentação mais leve e rica em alguns nutrientes.

Pessoas acima de 60 anos devem ter atenção redobrada com a alimentação, a partir dessa faixa etária o consumo de cereais, legumes, verduras, frutas e derivados do leite deve ser feita de maneira controlada, evitando todo o tipo de excesso.

Para saber exatamente como deve ser a dieta, procure um nutricionista ele saberá quais os alimentos mais indicados para o seu caso.

Portadores de doenças como diabetes, pressão alta ou problemas cardíacos devem ter cuidados especiais com alimentação. Fique atento com a sua saúde.

Por Milena Evelyn


Algumas pessoas acreditam que para realizar uma caminhada só precisa de um tênis, uma roupa leve e local. Mas existem algumas regras que são básicas e devem ser seguidas.

Os profissionais recomendam que a frequência da caminhada deva ser de no mínimo três vezes por semana em dias alternados, deve-se evitar caminhar depois das 10 da manhã, quanto mais cedo melhor ou após as 17 horas quando à incidência dos raios solares é bem menor. Dê preferência a roupas claras e de tecidos leves, o tênis deve ser macio e leve, evite roupas sintéticas.

A postura também é importante, a coluna deve estar ereta e com o abdome retraído, os braços devem estar posicionados ao lado do tronco e descontraídos fazendo movimentos rítmicos.

Comece caminhando uma distância de 1.500 metros, cerca de 15 minutos, em passos largos mas sem acelerar, procure manter sempre o mesmo ritmo.

Por Milena Evelyn


Todos nós possuímos uma aptidão física e sabemos dos benefícios que os exercícios proporcionam a nossa saúde. Essa aptidão é considerada a condição que revela a energia, as habilidades motoras e a vitalidade, importantíssimas na realização de tarefas diárias.

Portadores de diabetes devem ter mais atenção na prática de exercícios e esportes, geralmente eles necessitam de um monitoramento regular para evitar problemas como a hipoglicemia e ou o coma hipoglicêmico.

Todos os portadores podem e devem realizar algum tipo de atividade, mas é necessário conscientizá-los dos efeitos que o excesso pode causar na pessoa, lembrando que a falta de exercícios também é prejudicial.

Procure um médico e um educador físico para que eles possam fazer um acompanhamento, já que a prática deve ser aliada a uma dieta balanceada e o horário de aplicação de insulina também sejam regulados.

Por Milena Evelyn


Todos nós sabemos como é difícil iniciar uma dieta, pelo menos uma vez na vida já fizemos planos que não foram em diante.

Algumas pessoas procuram medicamentos a fim de resolver o problema do sobrepeso, mas esse método não é recomendado, apenas em casos extremos e com acompanhamento médico é que eles devem ser utilizados.

Não seguir corretamente uma dieta balanceada pode causar o efeito “ioiô”, a pessoa perde peso, mas em pouco tempo recupera o dobro, já que ele reduz a taxa metabólica basal.

Os problemas causados por uma dieta errada ou exercícios físicos incorretos podem acarretar problemas de saúde para o resto da vida. Fique atento e busque todo o acompanhamento possível, somente os profissionais saberão avaliar o seu caso de forma correta.

Não siga dietas milagrosas ou conselhos de terceiros, procure seu médico e faça uma avaliação do seu caso.

Por Milena Evelyn


Os cuidados com o corpo devem ser mantidos durante todas as estações do ano. Quando chega o verão, muitas pessoas se esquecem disso e lembram apenas da hidratação, mas os exercícios, por exemplo, nunca devem ser deixados de lado.

Para manter o corpo sempre em dia algumas pequenas mudanças nos hábitos diários são fundamentais.

  • Evite frituras, alimentos gordurosos e doces, controle a gula.
  • Substitua as carnes e massas por legumes, verduras, peixes e grelhados.
  • Pratique uma atividade física pelo menos três vezes por semana, evite o sedentarismo.
  • Não pule nenhuma refeição, coma menos e mais vezes em horários alternados, prefira sucos naturais ao invés de refrigerantes e nunca faça jejuns, eles podem comprometer a sua saúde.

Para um acompanhamento adequado procure um médico ou um nutricionista e siga corretamente as instruções, mantenha seu corpo em dia sempre.

Por Milena Evelyn


Com a temporada das chuvas de verão somada com o calor, aumenta a proliferação de mosquitos, inclusive do Aedes aegypti, o transmissor da dengue. Por isso, informar-se sobre a doença é fundamental. Veja algumas informações a seguir:

A dengue é uma doença infecciosa comum em países de clima tropical. Seu agente transmissor é o mosquito Aedes aegypti, que costuma se reproduzir em locais que concentram água parada.

A doença é dividida em quatros tipos, em que os mais conhecidos são: a dengue clássica, e a dengue hemorrágica, que é a etapa mais avançada, que pode levar a óbito.

Seus principais sintomas são dores de cabeça, nas articulações e nos ossos. O paciente também tem febre alta, vômito e aparecem manchas vermelhas pelo corpo.

Se surgirem esses sintomas procure um posto de saúde mais próximo.

Por Selma Isis

Fonte: Isabela Baraúna- infectologista.


Para combater o calor, em especial durante o verão, nosso corpo aumenta a transpiração, acarretando em uma maior perda de líquidos. Esse conjunto de fatores pode acarretar na desidratação, que pode prejudicar crianças e idosos.

A desidratação provoca sede, boca seca, sensação de cansaço, irritabilidade, tonturas e redução da urina. Também provoca a redução da elasticidade da pele, aumento da temperatura corporal, além dos olhos ficarem mais fundos.

Se a desidratação complicar, a pessoa pode ter taquicardia, queda da pressão arterial, podendo levar a confusão mental e até mesmo convulsões.

Por isso, para evitar a desidratação, médicos recomendam a ingestão de 2 litros de água por dia, consumidos em porções e intervalos regulares. Leite, água de coco e bebidas isotônicas também são bem-vindas. Procure usar roupas leves, ficar em ambientes ventilados e evitar se expor ao sol no período das 10h às 16h. 

Por Selma Isis

Fonte: Guilherme Moura, nutrólogo do Hospital Nossa Senhora das Graças.   


Dentre os principais planejamentos que as pessoas fazem para o início do ano, voltar a fazer atividade física é uma das metas mais comuns.  No entanto, antes de voltar a praticar exercícios é preciso checar sua condição física.

Conforme a opinião de especialistas, pessoas que já foram diagnosticadas com cardiopatias, problemas respiratórios, hipertensão, diabetes ou que estejam em recuperação por conta de alguma cirurgia ou lesão nunca devem iniciar um programa de exercícios físicos sem avaliação médica.

Somente um profissional de saúde possui o conhecimento adequado para indicar o tipo de exercício mais adequado para cada pessoa. Informe a seu médico tudo o que julgar importante a respeito de sua condição física durante sua avaliação antes de voltar a se exercitar.

Por Selma Isis


O verão é a estação marcada pelas altas temperaturas, que fazem com que a maioria das pessoas passem a se alimentar menos. Somado com o período de férias, em que é normal sair da rotina, como por exemplo no caso de quem vai descansar no litoral e que passa vários dias na praia comendo sanduíches e petiscos.

Contudo o calor e a má alimentação podem ser prejudiciais para a saúde, especialmente para crianças e idosos. Veja como deve ser feita a alimentação durante o verão.

Segundo a nutricionista Sheila Silva Castro, durante o verão é recomendado tentar deixar a alimentação da maneira mais saudável possível com a substituição de alguns alimentos, dando preferência aos frios, crus ou gelados. De acordo com ela, esta é a época ideal para abusar das saladas, frutas e sucos mais elaborados, como o de abacaxi com hortelã.

Durante o verão, a especialista recomenda evitar o consumo de alimentos pesados, como por exemplo, feijoadas, suflês, chocolates e frituras. Ela também sugere que as refeições devem ser feitas cinco vezes ao dia, em pequenas porções, para estimular o metabolismo e aumentar o gasto energético.

Por Selma Isis


As férias de verão estão aí e com isso as pessoas rumam para os litorais em todo o país. É geralmente nessa época que acontecem muitos problemas com a alimentação, sejam elas pelo excesso de gorduras ou mesmo pelo calor que acaba fazendo com que as comidas estraguem de maneira mais rápida.

Não são raros os casos de intoxicação alimentar nas praias. Ou então quando voltam para casa com aqueles quilos a mais. Mas como remediar tal fato? Quais comidas podemos evitar para que estes problemas não ocorram?

Aqui vão algumas dicas: Um grande “inimigo” nas areias é o espeto de camarão, além de ser muito calórico, é um grande causador de problemas de saúde quando contaminados. O armazenamento dos produtos e como eles são feitos também são um fator que você deve ficar de olho. Nesse caso, tome cuidado com os sanduíches naturais e o acarajé. A tigela de açaí também agrada muito no verão, mas é altamente calórica e sua produção deve ser muito bem higienizada.

Aproveite o verão!

Por Oscar Ariel


O período de calor e chuvas está se aproximando em todas as regiões do Brasil e, com ele, aumenta o número de casos de conjuntivite em crianças e adultos. Apesar de ser uma doença alérgica, infecciosa viral ou bacteriana, é possível ter alguns cuidados no dia-a-dia para evitar sofrer de conjuntivite.

A conjuntivite nada mais é que uma inflamação na camada externa do olho, que causa coceira, vermelhidão e incômodo. Ela é transmitida pela poeira, por contato direto com pessoas infectadas ou até mesmo por compartilhamento de toalhas, talheres e outras formas de contato indireto.

Para evitar a conjuntivite é importante manter a higiene, lavar sempre bem as mãos, evitar contato das mãos com os olhos e evitar o compartilhamento indireto de objetos e acessórios. Para quem usa lentes de contato é imprescindível manter a higiene, a fim de evitar o acúmulo de fungos e bactérias.

Em caso de quadro de conjuntivite o paciente deve se afastar do trabalho e do ambiente escolar para evitar contágio. O tratamento ideal para a doença deverá ser prescrito por um oftalmologista.

Por Luana Neves


Quem nunca ficou de olho na dieta que funcionou para a amiga, no remédio que o médico receitou para a colega de trabalho perder alguns quilos ou para o que foi cortado da alimentação de algum conhecido e fez com que ele ficasse em forma?

Se alguém realmente nunca seguiu ou ficou de olho em algo assim que atire a primeira pedra. Isso é perfeitamente normal, só que perigoso também. Lembre que algumas dietas realmente emagrecem temporariamente, por que retiram TUDO que o organismo estava acostumado e necessitava diariamente, fazendo com que ele ficasse debilitado e retirasse do próprio corpo o que precisava para mantê-lo funcionando. E esse tipo de dieta, ninguém deveria seguir, menos ainda invejar. 

Lembre-se que uma dieta aplicada por um especialista foi construída em cima de um biotipo específico de pessoa levando em consideração a altura, a gordura, o peso da pessoa em questão. O que se aplica a uma pessoa talvez não se aplique a outra. Além do que remédios como sibutramina e outras variações indicadas por médicos para auxiliar o emagreceimento é um campo muito específico da medicina que definitivamente NÃO pode ser utilizado por outras pessoas.

Por isso antes de seguir uma conduta alimentar ou algum macete para emagrecer, lembre-se de recorrer a um especialista que avaliará o seu tipo físico e a dieta que realmente lhe fará bem, não apenas para emagrecer mas para manter-se saudável!

Por Teresa Almeida (Técnica Alimentar)


Nos últimos dias, muito tem se falado sobre a superbactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC). E não é para menos. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde o ano passado já houveram 43 mortes no Brasil associadas à KPC.

Já se sabe da contaminação por ela nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Espírito Santo, Goiás e Santa Catarina. No Distrito Federal são 183 casos, o local com o maior número de pessoas infectadas.

Apesar de estes números parecerem assustadores, a infectologista da Unifesp, Ana Cristina Gales, afirma que, até o momento, a contaminação acontece apenas no ambiente hospitalar. Pacientes internados na UTI são os que correm maiores riscos.

De acordo com a infectologista, alguns cuidados simples, como lavar as mãos com sabão ou álcool gel podem evitar a transmissão da KPC.

Clique aqui e tire outras dúvidas sobre a superbactéria.

Por André Gonçalves


O final do ano está chegando e boa parte dos brasileiros escolhem as praias e piscinas para passar as festas e as férias. Para curtir com saúde, no entanto, é necessário ter cuidados com o sol e com os dias mais quentes e secos.

De acordo com especialistas, é fundamental beber ao menos 1 litro e meio de água todos os dias, para desintoxicar o organismo e hidratar o corpo. Além disso, é importante ter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos, não esquecendo de enriquecer as refeições com alimentos ricos em betacaroteno, como beterraba, cenoura, abóbora, mamão, laranja e manga.

Cuidar da pele também é importante. É necessário usar hidratantes diariamente, usar protetor solar e cremes pós-sol.  Existem também diversos produtos para proteger o cabelo e os lábios. Assim, qualquer um pode curtir as festas e férias com toda saúde e segurança para o corpo e para a mente.

Por Luana Neves


Cabelos saudáveis e brilhantes é o sonho de todas as mulheres, mas as idas constantes ao cabeleireiro geralmente ficam dispendiosas e quando o dinheiro aperta a alternativa mais pratica é cuidar das madeixas em casa mesmo.

Mas a solução para alguns problemas comuns que atingem nossos fios pode estar presente em algumas substancias simples. Dentre as substancias mais importantes para os cabelos estão os oligoelementos, responsáveis pela sua reestruturação. Sua ação é agir diretamente na superfície dos fios, com a função de protegê-los, principalmente os que sofreram processos químicos.

O cálcio ajuda na composição das proteínas do cabelo, sua falta causa enfraquecimento dos fios, tornando-os quebradiços e sem vida. O silício é responsável pela reconstituição do cabelo e pelo brilho, já as proteínas presentes no trigo reparam as escamas de queratina, que são as responsáveis pela flexibilidade e volume dos cabelos.

Procure usar produtos que contenham os oligoelementos em sua composição e sinta os resultados.

Por Milena Evelyn


Silenciosa, e aí reside seu grande perigo, a hipertensão arterial é um problema sério de saúde. Muitas vezes passando despercebida, pois seus sintomas nem sempre são claros, a hipertensão serve de gatilho para problemas muito graves, sendo ela muitas vezes a grande responsável por derrames cerebrais e enfartos.

E para cuidar da hipertensão, além de um bom acompanhamento médico com verificações constantes e medição própria, quando for o caso, um dos itens mais importantes é a alimentação. Tanto é assim que a Sociedade Brasileira de Hipertensão conjuntamente com a Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde divulgou dez medidas que todo portador de hipertensão e diabetes deve seguir para ter uma alimentação saudável e, portanto um controle melhor do seu problema, conforme matéria do site Coração Saudável Terra.

Segundo as orientações é necessário estabelecer horários fixos para as refeições que devem ser em número de cinco durante o dia e não devem ser “puladas”. Deve-se consumir preferencialmente verduras, legumes e frutas, principalmente as de coloração forte como verde escuro e amarelo. Consumir alimentos ricos em fibras como leguminosas, cereais integrais como arroz, pão, aveia.

Evite doces, refrigerantes, balas, chocolates e etc. É fundamental e primordial consumir pouquíssimo sal e evitar temperos prontos e produtos industrializados. Substitua o sal por ervas, especiarias e limão e afaste o saleiro da sua mesa. Não consumir gorduras em excesso, assim como margarinas e manteigas. Frituras devem ser evitadas assim como alimentos com gorduras hidrogenadas (leia o rótulo). Preferir sempre carnes magras e alimentos preparados com pouco óleo. De preferência a alimentos grelhados e cozidos. Beber leite desnatado e preferir queijos brancos. Não fumar de modo algum e ser moderado na ingestão de bebidas alcoólicas. Beber sempre bastante água e por fim controlar o peso evitando a obesidade.

Seguindo estes passos alimentares é possível ajudar, e muito, no controle da hipertensão arterial.

Por Mauro Câmara


Lançada em 27 de agosto de 2009, a Política Nacional de Saúde do Homem tem por objetivo facilitar e ampliar o acesso da população masculina aos serviços de saúde. Essa iniciativa, um dos compromissos da saúde do então ministro José Gomes Temporão, é uma resposta à observação de que os agravos do sexo masculino são um problema de saúde pública.

A PNSH é resultado de uma série de observações realizadas pelo Ministério da Saúde, tais como:

  • Os indicadores e os dados básicos para a saúde demonstram que os coeficientes de mortalidade masculina são consideravelmente maiores em relação aos coeficientes de mortalidade femininos ao longo das idades do ciclo de vida;
  • A necessidade de organizar uma rede de atenção à saúde que garanta uma linha de cuidados integrais voltada para a população masculina,
  • A necessidade de apoiar a qualificação de profissionais de saúde para o atendimento específico da população masculina.

Para mais informações, o site do Ministério da Saúde oferece mais informações.

Por Ianara Fernanda


Atualmente as lentes de contato invadem o mercado, cores das mais variadas e até mesmo com desenhos, elas fazem moda. Mas não é apenas por vaidade que elas aumentam seu crescimento no mercado, seu uso corretivo também é bastante procurado.

Inicialmente elas eram acrílicas, as rígidas causavam intolerância a muitas pessoas.

As lentes siliconadas ou fluocarbonadas são mais indicadas devido ao conforto que proporciona ao usuário, mas sua durabilidade é menor que as outras mesmo sendo indicado pelo médico para o uso diário ou prolongado.

A limpeza é fácil e deve ser feita corretamente para evitar a contaminação por bactérias.

Para saber qual o tipo mais indicado de lente de contato, procure um oftalmologista e faça os devidos exames. Não esqueça do controle periódico que deve ser feito.

Siga corretamente as instruções do seu médico. Pequenos problemas se não tratados podem causar sérios danos à visão.

Por Milena Evelyn


Nossa vida é formada por ciclos, no inicio os pais despendem toda a atenção para a criação de seus filhos, muita dedicação, amor e carinho durante toda nossa vida. Mais a frente quem cuidará dos pais serão os filhos, os papeis se invertem.

Muitas famílias optam pelo cuidador, uma pessoa que é contratada para cuidar, fazer companhia e dar a devida atenção.

Esse profissional geralmente tem um jeito especial e carinhoso no tratamento com os mais velhos, possui cursos, paciência, condições físicas e o mais importante habilidade no tratamento com as pessoas.

O cuidador é realmente uma pessoa especial e deve ser escolhida com muita cautela. Cuidar de um parente próximo é uma função que exige muitos requisitos. Antes de contratar uma pessoa, procure conversar pessoalmente com ela, verifique seus documentos, veja os diplomas e peça referencia de trabalhos anteriores.

Por Milena Evelyn


Os cuidados com a alimentação vêm desde a infância e seguem pela vida adulta.

Os idosos também devem seguir uma serie de medidas e cuidados com a alimentação, já que possuem uma predisposição devido à susceptibilidade de desenvolverem doenças.

A dieta do idoso deve ser de acordo com suas necessidades individuais, não é necessariamente a idade que influencia e sim suas deficiências e necessidades.

As medidas mais comuns são a restrições de gorduras saturadas e o aumento do consumo de fibras e frutas.

Geralmente, mesmo com a idade avançada o organismo continua precisando das mesmas quantidades de proteínas e vitaminas que precisava antes, nem tudo se altera com a chegada da idade.

Para saber qual a dieta mais adequada para o individuo é necessária uma consulta com um médico especialista, apenas ele poderá avaliar o caso do idoso e fazer sua prescrições.

Por Milena Evelyn


Na hora de fazer as compras é muito importante verificar frutas, legumes e verduras. Ter cuidado ao escolher o que iremos consumir é muito importante.
Esses cuidados devem começar desde o local da compra, nas feiras e varejões é comum que os alimentos fiquem expostos nas bancas e seja manipulado pelas pessoas, fato que contribui para a contaminação.

Depois de realizada a escolha e compra dos alimentos, eles devem ser cuidadosamente lavados, principalmente os de folhas.

O tempo de armazenamento não deve ultrapassar duas semanas, mesmo os que estiverem na geladeira. Lembrando que os recipientes devem estar devidamente limpos e fechados, livres de contaminação.
Esses cuidados básicos com a higiene alimentar previnem a contaminação do individuo por alguma bactéria ou vírus. As infecções gastrointestinais e a Salmonelose são as mais comuns entre a população.

Fique atento na hora da compra dos alimentos, a higiene alimentar é muito importante. Cuide-se.

Por Milena Evelyn


Muitas pessoas passam o dia todo na frente do computador, estudando ou trabalhando. Alguns cuidados são extremamente necessários para que não se causem danos a nossa coluna.

Na hora de digitar procure uma posição em que as mãos fiquem retas e apoiadas, o monitor deve ter o brilho regulado, pois o excesso de reflexos da tela prejudica a visão, além de ficar numa distancia mínima de 70 centímetros do rosto.

A cadeira deve ter o encosto ajustável e ser confortável, ao se sentar procure encostar os pés no chão de forma com que eles fiquem retos. As pausas durante o dia podem ser a cada duas horas,

Esses cuidados qualquer pessoa pode por em pratica durante o seu dia. Quando a pessoa está sentada a pressão exercida sobre os discos lombares pode aumentar em até 30%, sendo assim, a coluna merece atenção redobrada.
Procure uma posição que lhe agrade e fique de acordo com seu ambiente de trabalho, evite problemas no futuro como a lesão por esforço repetitivo, fique atento a postura.

Por Milena Evelyn


O Lupus é uma doença que não possui um remédio que haja diretamente na causa do problema. O tratamento é longo e individualizado, cada paciente reage de forma diferenciada.

Os portadores dessa doença devem tomar algumas precauções como evitar a exposição solar e quando for necessária utilizar sempre filtro solar. Devido a retenção de liquido no organismo que é característica da doença evitar o consumo de sal e sobrepeso é fundamental. Evitar a ingestão de álcool, sedativos, antialérgicos e cigarro, eles podem disparar a doença.

O tratamento é individual e gradativo, cada paciente terá um tipo acompanhamento médico de acordo com a evolução da doença, assim como a associação de remédios a serem prescrevidos pelo médico.
Muitos medicamentos que podem ser utilizados durante o tratamento podem causar efeitos colaterais, por isso é fundamental consultar seu médico e seguir suas instruções.

Por Milena Evelyn


Todos nós sabemos que o uso indiscriminado de remédios não é recomendado, eles podem causar diversos problemas a nossa saúde inclusive sérios riscos de vida.

O corticóide é um dos medicamentos mais consumidos de forma irregular pela população devido a sua ação variada. O uso desse medicamento sem a prescrição médica pode evoluir para uma doença mais grave, como a Síndrome de Cushing.

A síndrome de Crushing é caracterizada por um distúrbio no organismo provocado por altas doses de corticóides que provocam alterações nas funções do organismo como a diminuição das reservas protéicas, diminuição da massa muscular, aumento de gordura corporal, aumento da glicose levando a diabetes e alterações mentais.

Pessoas que fazem o uso desse medicamento sob prescrição médica devem consultar um médico frequentemente, realizando exames para saber se o andamento do tratamento está de acordo.

Toda alteração que for notada precocemente deve ser informada ao médico.

Por Milena Evelyn





CONTINUE NAVEGANDO: