Confira aqui os principais benefícios do café para a saúde.

Os amantes do café afirmam que essa é a bebida mais consumida pelos brasileiros, e eles não estão errados. Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira toma em media de 4 a 5 xícaras todos os dias. Isso reflete no consumo da bebida, que está em primeiro lugar na lista de compras da maioria da população.

Para mostrar a importância do café na vida das pessoas, outros alimentos como o feijão e o arroz ficaram para trás e estão em segundo e terceiro lugar na preferência do consumidor.

Mas o nosso país não é o único que possui amantes por café. Para se ter uma ideia, no Brasil cada indivíduo ingere aproximadamente 6 quilos do grão por ano, entretanto, em países como a Noruega, Dinamarca e Finlândia, esse número é bem maior e pode chegar a 13 quilos anuais.

As pessoas que tem o hábito de tomar café todos os dias acabam ingerindo várias substâncias e uma delas e a cafeína, que é conhecida por sua ação estimulante. O café pode acarretar inúmeros benefícios, confira abaixo alguns deles:

Fertilidade:

De acordo com cientistas do Hospital Universitário Aarhus, na Dinamarca, tomar café mais de cinco vezes por dia pode reduzir em 50% as chances de sucesso no tratamento de fertilização.

Câncer de pele:

Segundo a dermatologista Flávia Addor, os alimentos antioxidantes, como o café, podem ajudar na prevenção do câncer.

Expectativa de Vida:

Um estudo realizado no Instituto Nacional do Câncer, nos Estados Unidos, comprovou que beber de 3 a 4 xícaras de café pode aumentar o seu tempo de vida, sendo que para os homens a expectativa é de 10% de aumento e 13% para as mulheres.

Dor de Cabeça:

Algumas pessoas afirmam que o café causa dor de cabeça, enquanto outros dizem que melhora a dor. Mas, para não ter dúvidas, a pesquisadora Adriana Farah, recomenda a diminuição da ingestão cafeína até a pessoa perceber se é realmente a bebida que está lhe causando a dor. Contudo, na maioria dos casos, a cafeína pode ajudar, visto que em alguns analgésicos apresentam em sua formula a cafeína.

Mas para quem é fã da bebida, basta seguir as dicas e consumir de 3 a 4 xícaras por dia, que podem ser distribuídas em três porções: de manhã e as outras duas ou três à tarde, lembrando-se de sempre dar um tempo de uma hora entre uma tomada e outra.

Raquel Alice Moreira


Uma boa parte da população brasileira adora uma xícara de café, tomamos pela manhã, no lanche da tarde e até mesmo a noite.

É necessário muito cuidado com a ingestão em excesso de cafeína. Esta substância amarga pode causar diversos transtornos para nossa saúde, como vícios, problemas dentários, osteoporose ou até câncer. A cafeína é encontrada nos cafés, chás, refrigerantes, no cacau e também em medicamentos.

Os efeitos da cafeína são bastante conhecidos pela população. Ao ingerir algum produto que contenha a substância, a cafeína é absorvida pelo intestino delgado e cai na corrente sanguínea. A partir daí, a substância provoca o aumento do batimento cardíaco e da pressão do sangue. Esta sequência gera no organismo uma sensação de revigoramento, pois estimula o cérebro e diminui a fadiga.

Um dos maiores perigos que a cafeína pode causar no nosso organismo, principalmente em mulheres, é a osteoporose, ou perda de massa óssea. A cafeína se liga ao cálcio presente no sangue e não permite que este íon preencha seu devido lugar em nossos ossos.

Outro problema relevante é a dependência que a cafeína pode causar em seus usuários, gerando transtornos como insônia, ansiedade e tremores.

O consumo de cafeína deve ser com bom senso, ou seja, moderado, evitando assim danos fisiológicos ao nosso organismo. 

Por Rodolpho Medeiros





CONTINUE NAVEGANDO: