Os alimentos antioxidantes ganham cada vez mais espaço devido a sua ação em nosso organismo e os benefícios que promovem.

Cada vez mais as pessoas compreendem que alimentação é um fator decisivo para a manutenção da saúde e bem estar. Os alimentos não servem apenas para nutrir o corpo, mas também o protege de várias doenças.

É nesse contexto que os antioxidantes ganham cada vez mais espaço devido a sua ação em nosso organismo e os benefícios que promovem. Nesse artigo, você vai conhecer mais sobre os antioxidantes e quais alimentos consumir para usufruir de seus benefícios, confira.

O que são antioxidantes e como eles funcionam

Os antioxidantes são substâncias presentes em uma variedade de alimentos e tem por função proteger o organismo dos radicais livres.

Os radicais livres prejudicam as células ao oxidá-las, comprometendo sua função ou até mesmo eliminando células saudáveis. Esses compostos surgem em nosso organismo de forma natural, pela própria ação metabólica do corpo, ou por um reflexo da nossa vida com mais consumo de açúcares, bebidas, cigarros, cosméticos sintéticos, gorduras, poluição, estresse.

Benefícios dos antioxidantes

· Combate o envelhecimento precoce;

· Protege as células contra os radicais livres;

· Auxilia na prevenção de infartos, aterosclerose e AVC (Acidente vascular cerebral);

· Ajudam a prevenir doenças neurodegenerativas como Parkinson, Esclerose e Alzheimer;

· Auxiliam no tratamento e prevenção de doenças reumáticas;

· Atuam na prevenção de vários tipos de cânceres.

O consumo de antioxidantes

Conhecendo a importância dessa substância em nosso corpo e como ela ajuda as nossas células se manterem saudáveis, é hora de implantar em nossa rotina, alimentos ricos em antioxidantes. Segue a lista:

Aveia

Sendo um cereal integral é rica em vitamina B e Vitamina E, também possui magnésio, fósforo e silício que fortalecem o sistema imunológico.

Azeite de Oliva

Além de ser delicioso, o azeite extravirgem de boa qualidade, não aqueles que são misturados ao óleo de soja, e que de preferência são mantidos em garrafas de vidro escuras, é excelente no combate ao envelhecimento e ajudam também no combate a doenças arteriais.

Linhaça

Com grande teor de fibra, a linhaça é conhecida por limpar o organismo. Também é rica em zinco, vitamina E, manganês, ômega 3 e 6 sendo assim, um anti-inflamatório natural. Ela é ótima no controle do nível de açúcar no sangue e protege contra osteoporose e câncer de mama.

Alho

Usado em nossa culinária como um ótimo tempero, o alho tem excelentes ações antibacterianas, antifúngicas e anti-inflamatórias.

Uva

Por conter muitos polifenóis, o suco de uva integral ou uma taça de vinho é um ótimo antioxidante.

Batata-doce

Querida no mundo fitness, a batata doce possui potássio, manganês e vitamina C. Sendo um alimento versátil, ela pode ser usada em pratos doces ou salgados.

Cacau

Há milhares de anos, os povos antigos já usavam a semente do cacaueiro em sua culinária. Ele é rico em antioxidantes, como flavonoides e polifenois. Mas é bom ressaltar que os benefícios são obtidos pelo cacau natural, não em barras de chocolates. É preciso escolher o cacau em pó alcalino 100%.

Açafrão

Essa especiaria tem ação anti-inflamatória comprovada e é antioxidante. É possível consumir em arroz, caldos ou feijão.

Laranja

A laranja é bastante consumida no Brasil. Com grande quantidade de vitamina C, ácido fólico, vitamina A, magnésio, cobre, potássio, flavonóides e fibras, a laranja impede que os radicais livres estraguem os tecidos do corpo.

Salmão, sardinha e arenque

Ricos em ômega 3 consumi-los ao menos uma vez por semana, garante uma boa quantidade de carotenoides e Vitamina C ao organismo.

Chá verde

Bem conhecido pelas pessoas em dieta para emagrecimento, o chá verde é um potente antioxidante, por possuir catequinas, epicatequina e flavonoides. Combate com eficiência os radicais livres e ainda eliminando toxinas.

Agora que já conhece os principais alimentos ricos em antioxidantes, basta incluí-los na rotina para aumentar a imunidade, evitar o envelhecimento precoce e obter uma melhor qualidade de vida.

Por Fabíola de Moraes

Alimentos antioxidantes


Alguns alimentos e suas combinações dão maior saciedade e ajudam a emagrecer.

Ao realizar uma dieta, é necessário ponderar diversos pontos. Como, por exemplo, se o objetivo é o emagrecimento ou o ganho de massa muscular, o tempo em que os alimentos consumidos te deixam saciado, entre outros.

Para aqueles que têm o propósito de emagrecer, é mais indicado o consumo de alimentos que dão saciedade prolongada, que, diferentemente da saciedade imediata, faz com que você não volte a sentir fome rapidamente.

A maioria dos alimentos está classificada de acordo com uma escala que compara a sua capacidade de saciar a fome, de nome Índice de Saciedade. Quanto maior o índice, maior a saciedade que a comida proporciona. Dessa forma, se o objetivo é consumir menos calorias ao longo do dia, a melhor opção é a ingestão de alimentos com alto índice de saciedade.

As características que os alimentos que causam mais saciedade compartilham são as seguintes:

· Baixa densidade de energia. Ou seja, possuem poucas calorias e baixo teor de gordura, além de conter bastante água e fibra;

· Alto potencial proteico;

· Em geral, são alimentos fibrosos. Isto é, possuem muita quantidade de fibra em sua composição.

É importante ressaltar que a maioria dos alimentos de cunho integral possui maior capacidade de saciação que alimentos processados.

Acompanhe o texto e saiba mais sobre estes alimentos e como combiná-los, a fim de ter uma saciedade mais prolongada e auxiliar no emagrecimento.

Alimentos com alto índice de saciedade

Veja a seguir a lista de alimentos com alto índice de saciedade e suas propriedades nutricionais.

· Aveia: fonte de fibras e de baixa caloria;

· Pães integrais: grande quantidade de fibras;

· Arroz e farinha integrais: carboidratos leves, cheio de fibras e proteicos;

· Feijões: fonte de ferro, proteína e carboidratos;

· Melância: fonte de vitaminas, nutrientes e com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias;

· Quinoa: fonte de cálcio, fibras, ferro e diversas vitaminas;

· Pipoca (milho integral): fonte de fibras e com propriedades antioxidantes;

· Peixe: traz benefícios para a memória, concentração e cognição. Contém propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, vitaminas, proteínas, entre muitos outros benefícios. Tudo isso, com muito menos calorias que as outras carnes.

· Vegetais, legumes e frutas: grande quantidade de fibras e alto teor proteico, além de possuir propriedades antioxidantes;

· Mix de castanhas: contêm grandes quantidades de cálcio, minerais, lipídeos, fibras e proteínas. Além disso, auxiliam no regulamento hormonal e intestinal.

· Abacate: apresenta muitas vitaminas, lipídeos e carboidratos. Pode parecer controverso por não possuir baixo teor calórico, mas é uma ótima fonte de nutrientes e oferece uma grande saciedade;

· Leite e derivados: em especial, iogurte natural (e/ou grego) e queijo cottage, que possuem altíssimo teor proteico, baixo teor de gordura e poucas calorias.

· Sopas;

· Suco verde (receita no final).

Combinações

Apostar em combinações entre gorduras boas e proteínas darão a sensação de saciedade por mais tempo. Apostar em suplementos proteicos também pode ser uma boa ideia, principalmente, para quem está tentando aumentar a massa muscular. Para ter uma saciedade mais prolongada, é indicado evitar alimentos com muitos carboidratos.

Veja combinações que podem dar certo:

· Iogurte natural com banana;

· Batata-doce com frango;

· Pão integral com queijo cottage;

· Iogurte natural com aveia;

· Arroz integral, com vegetais e peixe grelhado;

· Mandioca com arroz integral;

· Quinoa com legumes.

Todas as refeições podem ser combinadas com suco verde, que é altamente nutritivo e com propriedades antioxidantes.

Receita de Suco Verde

O suco verde é uma ótima fonte de fibras, de minerais e de vitaminas, que tem como função agir como um catalisador para eliminar toxinas e oferecer nutrientes ao organismo, além de auxiliar a muitos órgãos e ao metabolismo. Veja a receita:

· 2 laranjas ou 3 limões;

· 3 folhas de couve;

· Salsinha a gosto;

· Gengibre a gosto.

Após juntar todos os ingredientes, bata-os em um liquidificador, com 1 litro de água. As couves devem ser colocadas com talo e estar bem higienizadas. As laranjas ou limões devem ser colocados sem sementes. Após bater, coe, se achar necessário.

Por Felicia Lopes

Alimentos que saciam


Aprenda a fazer um café da manhã saudável e, assim, manter a forma.

Muitas pessoas estão preocupadas com a boa forma, e uma das primeiras coisas a serem feitas é a mudança na alimentação. Só assim o corpo reage bem e facilita a perda de peso. A maioria das pessoas consegue montar cardápios saudáveis para sua alimentação, porém, o café da manhã é sempre um grande problema para a maioria das pessoas. Saiba que é totalmente possível comer bem e de forma certa na primeira refeição do dia, aliás, essa refeição é uma das mais importantes, pois ela é a primeira e merece um cuidado todo especial.

Logo abaixo estão receitas de cardápios de café saudável para quem quer manter o corpo e a saúde em dia.

Iogurte com granolas

O iogurte com granolas é muito prático e saboroso. Com ele é possível se sentir saciado logo de manhã, além de ser uma opção muito nutritiva. Esse tipo de café da manhã é indicado para quem tem uma rotina muito corrida na parte da manhã e não tem tanto apetite. Escolha o iogurte desnatado ou com baixa quantidade de gordura, já a granola deve ser sem adição de açúcar.

Omelete com aveia, cebola e queijo branco

A omelete é a grande sensação da vez, muitos famosos já incluíram ela na sua dieta, e dizem que o resultado é garantido. Além de ser uma receita bem versátil, ela pode se tornar bem saborosa, basta apenas ter criatividade e ingredientes diferentes na sua geladeira. A omelete de aveia com cebola e queijo branco é simples e deliciosa, o grande segredo dessa omelete está na aveia que é rica em proteínas e dá a sensação de saciedade, evitando que se coma fora de hora. O queijo é o grande segredo para quem quer aquele sabor especial no café da manhã, se desejar troque o queijo branco por ricota, e sua receita ficará mais saborosa. A cebola é como se fosse o tempero, ela pode ser opcional. Para acompanhar a omelete o ideal é tomar uma xícara de café ou suco de sua preferência.

Receita de vitamina de morango com leite desnatado e aveia adoçada com mel

Essa receita é ideal para quem deseja entrar na vida saudável. Além de ser uma delícia, essa vitamina é bem prática de fazer e ajuda a manter seu café da manhã mais leve e saudável. Procure seguir a receita corretamente para que ela se mantenha com poucas calorias e dê energia. Essa vitamina serve para o café da manhã e também substitui o jantar, e com isso elimina muitos quilos.

Ingredientes

5 morangos

1 copo de 250 ml de leite desnatado

2 colheres de aveia

1 colher rasa de sopa de mel puro

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador por 3 minutos e se desejar coloque algumas pedrinhas de gelo.

Sanduíche natural de pão integral de grãos com peito de peru e alface

Essa receita de café da manhã é indicada para quem costuma fazer atividade física e tenha uma rotina bem puxada. Esse sanduíche, além de muito saboroso, vai manter o estômago saciado até a próxima refeição. Veja os ingredientes abaixo:

– 2 Fatias de pão integral com sementes

– 1 Colher rasa de sopa de requeijão light

– 2 Fatias de peite de peru

– 2 Folhas de alface

Modo de preparo

Monte o sanduíche de acordo com o seu gosto e como bebida escolha suco de laranja ou fruta de sua preferência, para adoçar use adoçante.

Ter um café da manhã saudável não é tão difícil, é apenas uma questão de hábito. Dê preferência a alimentos leves e que tenham poucas calorias, assim as chances de errar na escolha do seu café saudável são quase nulas.

Por Cristiane Amaral

Omelete


Conheça o que é caloria negativa e os alimentos que se encaixam nessa lista.

A caloria negativa é muito falada por aí, porém, poucas pessoas fazem ideia do que ela realmente se trata. A prática da caloria negativa é aquela que se escolhe alimentos de baixa calorias e o organismo gasta mais calorias para digerir esse alimento, tornando assim sua dieta mais eficaz. Parece muito confuso, eu sei, mas ao longo desse texto tudo ficará mais fácil de entender.

Qual o segredo dessa dieta?

A dieta da caloria negativa é bem comentada e realmente funciona. Não existe um segredo para isso. Na verdade, a matemática dela é o que tornou possível todo esse sucesso e o emagrecimento certo. Nessa dieta são usados vários alimentos com poucas calorias e a digestão desses alimentos queimam mais calorias que as que foram consumidas por algum alimento da lista. O resultado é ter uma dieta que lhe permite comer sem passar fome e ainda conseguir eliminar os quilos extras.

Existe outra explicação que é chamada de termogênese, e funciona da mesma forma que a explicação anterior, apenas muda o nome.

Veja quanto é a quantidade de calorias gasta na digestão

A conta dessa matemática do emagrecimento certo depende da dieta que está sendo feito. Como o exemplo: A queima das calorias das proteínas gasta muito mais que outros alimentos, queimando cerca de 25% total da caloria ofertada. Já o carboidrato e a gordura gastam cerca de 4% da caloria ofertada. A explicação é a seguinte, quanto maior for tempo de digestão do alimento, maior será a queima da caloria. Essa forma de trabalho do organismo é conhecida como GET.

Vamos conhecer os principais alimentos com calorias negativas

Verduras e legumes

Chicória, repolho, couve-flor, aspargo, brócolis, espinafre, nabo, pepino, berinjela, pimenta vermelha, abobrinha, cebola, alface, cenoura crua e ralada, nabo, salsão, tomate, agrião, entre outros.

Frutas

Limão, goiaba, tangerina, framboesa, abacaxi, melancia, mamão papaia, pêssego, morango, entre outros.

Proteínas magras

A inclusão de proteínas magras também é indicada, assim não se sente muita fome e mantém o organismo queimando as calorias com a digestão desse alimento

Monte um cardápio funcional

O segredo dessa dieta é montar um cardápio funcional com esses alimentos citados acima, pois eles contem poucas calorias ou calorias negativas. Usar a criatividade para montar seu cardápio é extremamente importante, assim a dieta não fica enjoativa. É preciso seguir à risca a alimentação elaborada e assim os resultados serão satisfatórios.

Procure um profissional caso se sinta confuso (a)

Mesmo com várias explicações, muitas pessoas se sentem inseguras para começarem essa dieta. Para resolver esse problema é só se consultar com um médico especialista em dietas e ele vai sanar todas as dúvidas e responder as perguntas mais complicadas, que talvez não foram respondidas nesse texto, ou talvez foram respondidas e mesmo assim, a insegurança em não conhecer o assunto pode ter causado algum receio.

Veja a quantidade de calorias indicadas nessa dieta

Existe uma tabela de quantidade de calorias que pode ser considerada ideal, porém, não é exigido que ela seja seguida por todos. Para as mulheres o ideal é ter um consumo de 2 mil calorias diárias, já para os homens é indicado o valor de 2,500 calorias. O segredo está nos alimentos que serão consumidos, estes devem ser com calorias negativas.

Ache uma ponte de equilíbrio na sua alimentação

Muitas pessoas que fazem essa dieta afirmam que não passam fome. Isso é um ponto positivo para quem está na luta para perder peso. Escolha os alimentos que mais lhe agradam dentro da lista de alimentos negativos e monte cardápios diferentes a cada semana. Tente observar os alimentos que dão mais saciedade, e tente comer esses por mais vezes.

Como vimos nesse texto, a dieta dos alimentos negativos é simples, só basta entender como ela funciona e colocá-la em prática!

Cristiane Amaral


A Zone Diet é a dieta da moda nos Estados Unidos. Conheça-a e saiba como começar a fazer para perder peso de forma saudável.

Perder pesoé um assunto que muitas pessoas se interessam, e por isso a cada dia surgem novas dietas. Cada uma com seus benefícios e sacrifícios, e o que realmente importa são os resultados finais. Os famosos precisam estar sempre com o corpo bonito, pois o trabalho exige isso.

A zone diet é a nova dieta dos Estados Unidos e tem dado muito resultado no emagrecimento

Essa é a dieta que é feita por famosos e não famosos e aqui nesse texto vamos mostrar como ela é e funciona. Essa dieta foi criada pelo americano Barry Sears e é vista como uma dieta que torna o emagrecimento de maneira mais saudável.

Veja os famosos que já emagreceram com essa dieta

Muitos famosos já fizeram a dieta e conseguiram resultados e entre eles estão: Jennifer Aniston, Sandra Bullock, Madona, Cindy Crawford e o saudoso papa João Paulo ll.

O americano Barry Sears veio ao Brasil mostrar sua técnica de emagrecimento

O biomédico Barry Sears veio ao Brasil em novembro e mostrou sua técnica para os médicos brasileiros. Isso só mostra a eficiência dessa dieta e o quanto ela pode ajudar no emagrecimento de qualquer pessoa. Ele explicou que a dieta zone diet permite o balanceamento das células corporais que estão inflamadas, usando a técnica de uma alimentação saudável com muitas frutas, verduras e proteínas que têm baixas calorias. E isso faz com o corpo emagreça de forma saudável.

O biomédico Barry Sears explica que as pessoas engordam pelo fato das células estarem inflamadas, e a solução é eliminar as células e ter um corpo saudável. Ele ainda diz que se tratarmos a comida como medicina ela é capaz de ajudar no emagrecimento e na mudança de hábitos. Essa técnica deve apenas ser usada corretamente e na hora certa, e assim o emagrecimento é certo.

Dieta sem muitas restrições

A dieta zone diet não é das mais restritas que existe. É possível se alimentar bem sem passar fome. E a ideia de Barry Sears é que quem siga essa dieta, aprenda que a lógica dela não é fazer passar fome, e sim ingerir alimentos com baixas calorias e que sua maioria seja frutas, legumes e proteínas com poucas calorias. Ele diz que se deve reduzir em 80% o consumo de carboidrato de farinha branca, e isso inclui pães, macarrão, pizza e lanches em geral de fast food.

Exemplo de cardápio de café da manhã da famosa Jennifer Aniston

O café da manhã de Jennifer Aniston contém omelete com 6 claras, uma tigela de aveia com aveia cozida levemente com amoras e em cima mirtilos e por último a guacamole. Essa opção deixa qualquer pessoa saciada e a quantidade está correta para a primeira refeição do dia.

No almoço ela come um filé de peito de frango do tamanho da palma dela e muitas verduras. E no jantar ela come peixe e muitas verduras. Ela ainda tem a opção de comer uma fruta caso sinta fome e por último ainda pode escolher uma taça de vinho ou um pedaço de queijo como última refeição.

Dieta simples de seguir

Como vimos acima essa dieta dos famosos não é tão complicada assim. E o mais bacana é que os resultados vêm de forma mais rápida e não se passa fome. Quem faz essa dieta aprende a se alimentar corretamente e com liberdade. Pois saber os tipos de alimentos que podem ser usados. Isso facilita a montar o cardápio das refeições diárias. E também fica bem fácil para se alimentar fora de casa seguindo a dieta zone diet.

Palavras do Biomédico Barry Sears

Emagrecer é mais fácil quando se acaba com a inflamação das células inflamadas e isso é possível se conseguir equilibrar a quantidade de carboidratos e proteínas, acarretando na estabilização do nível de açúcar no sangue, o que facilita o emagrecimento.

Então é só colocar a dieta em prática e perder peso de forma saudável!

Por Cristiane Amaral

Zone diet


Programa oferece 120 vagas para diversos cursos. Aulas acontecerão entre os dias 18 e 20 de julho de 2017, na cidade de Viçosa (MG).

Em Viçosa, Minas Gerais, estão abertas as inscrições para aqueles que quiserem participar do Programa Cozinha Brasil, que é oferecido pelo Sesi (Serviço Social da Indústria).

O Programa acontecerá durante a 88ª Semana do Fazendeiro. No total, serão oferecidas 120 vagas. As inscrições poderão ser realizadas na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, que está localizada na Avenida P. H. Rolfs, número 197. Os cadastros poderão ser feitos de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas ou das 13 às 18 horas.

Quem tiver interesse em se inscrever deverá apresentar carteira de identidade (cópia e original), o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e um comprovante de residência que seja recente. De acordo com o setor, as inscrições poderão ser feitas até que todas as vagas sejam preenchidas. Ou seja, quanto antes você se inscrever, melhor!

Por meio da oferta de cursos gratuitos que serão ministrados por nutricionistas, o Programa Cozinha Brasil irá ensinar como ter uma alimentação nutritiva, saudável e com muito sabor, o que contribui com a redução do desperdício de alimentos, aproveitando-os de forma integral.

A capacitação ocorrerá nos dias 18, 19 e 20 de julho, sendo que os inscritos irão ser divididos em duas turmas: uma pela manhã (das 8 às 12 horas) e outra na parte da tarde (das 14 às 18 horas).

Sobre a 88ª Semana do Fazendeiro

A Semana do Fazendeiro configura-se como o maior e mais tradicional evento de extensão que é feito pela UFV (Universidade Federal de Viçosa) e visa à promoção de um diálogo com a sociedade.

Todos os anos, o evento reúne produtores e empresários rurais e seus familiares. No ano passado, mais de três mil pessoas se inscreveram e puderam participar de 226 cursos técnicos, workshops e muitas outras atividades.

A universidade organizou toda uma programação de cursos a serem oferecidos durante a 88ª Semana do Fazendeiro, que acontecerá entre os dias 16 e 22 de julho. Neste ano, o tema da semana é "Produção Rural e Desenvolvimento: diversidade de pessoas, técnicas e resultados".

Não perca a oportunidade de participar e entender mais sobre as questões de alimentação e de desenvolvimento rural.

Confira aqui a programação completa da Semana.

Iris Gonçalves


Saiba como fazer a Dieta da Sopa e os seus benefícios.

Quando o assunto é sobre emagrecimento, todo mundo tem uma receita de uma dieta que dá certo, assim de tempos em tempos surge uma dieta diferente que faz o maior sucesso, principalmente entre a mulherada que está sempre lutando contra a balança.

Nesse sentido, uma dieta que está fazendo o maior sucesso e que já possui muitos adeptos é a dieta da sopa.

Mas o que seria essa dieta da sopa?

Pois bem, essa dieta é muito simples e não possui nada de radicalismo, como algumas que se vê por aí. Ela consiste basicamente na substituição das refeições normais do dia, como o almoço e o jantar por sopa.

Mas como deve ser essa sopa?

As sopas devem ser feitas em casa mesmo e se algumas receitas se diferenciam por alguns detalhes, porém, as receitas originais que deram início a Dieta da Sopa é a já conhecida Dieta da Sopa de Repolho e outra receita do Hospital do Coração.

Na sopa podem ser usados todos os tipos de verduras e legumes, assim como carne de frango, carne vermelha, ovos, atum, queijos ou aveia. Porém, a recomendação principal que de que esses alimentos não sejam triturados, devendo estar em pedaços um pouco maiores, pois assim a mastigação acontece.

O que não pode conter na sopa?

A recomendação é de que lentilha, ervilha, feijão e grão de bico não sejam acrescentados à sopa, assim como arroz e pão, que geralmente é usado como acompanhamento.

Porque as pessoas têm optado pela Dieta da Sopa?

Porque sua maior vantagem está no fato de que ela é composta de elementos que são ricos em nutrientes e vitaminas que são essenciais para que o organismo funcione bem. Sem deixar de falar que ela promove uma saciedade e pode ser usada até três vezes ao dia.

E ela gera resultados?

Sim. Em poucos dias, a pessoas consegue perder um considerável número de seu peso.

Toda dieta possui algumas desvantagens e qual a desvantagem da Dieta da Sopa?

Como a pessoas deixa de ingerir carboidratos, proteínas e gorduras, o organismo fica carente em calorias, que são responsáveis por dar energia. Nesse sentido, a pessoa pode ter fraqueza, indisposição e tonturas.

Por Sirlene Montes

Deita da Sopa


Dicas de uma alimentação saudável para acelerar os resultados do treino da academia.

Você tem uma rotina intensa de treino? Uma boa alimentação faz a diferença não só para o resultado, mas, também, para o seu bem estar e a prevenção de doenças. Desta forma, é essencial saber investir nos tipos de alimentos adequados.

Ao sair da academia, que tal uma salada? A melhor opção é a que seja rica em proteína como, por exemplo, a de atum, que auxilia na recuperação muscular e também combate o tipo de colesterol, que é considerado ruim, ou seja, o LDL.

Além disso, inclua na sua alimentação proteínas de origem vegetal, porque têm um componente denominado Lentinan, que auxilia a manter a imunidade do nosso organismo. Por isso, não deixe de se alimentar com cogumelos do tipo shiitake.

Sentiu vontade de comer um doce após a refeição? Então, faça das frutas as suas aliadas. Neste sentido, elas podem ser consumidas tanto da forma pura, quanto em receita, ou seja, busque variar no seu dia a dia como, por exemplo, a combinação de banana e canela, que além de ser rica em potássio, também, é considerada um natural, e, assim, otimiza o seu treino.

Durante os treinos, é essencial manter o corpo hidratado com muita água, por isso, beba de forma constante, ou seja, não apenas quando sentir que está com saúde. Além disso, após o treino invista em uma refeição que tenha carboidrato simples, pois tem um alto índice glicêmico. Desta forma, você pode investir em um sanduíche com atum ou peru, por exemplo.

Outra dica é substituir o famoso pão francês por tapioca, que tem quase a metade das calorias do pão. Você pode prepará-la de diferentes maneiras como, por exemplo, com queijo cottage ou até um requeijão light. O milho também é uma excelente ideia, pois fonte de energia rica em carboidrato complexo e conta com fibras que diminuem o colesterol, além de melhorar o funcionamento do intestino.

Você sabia que a pimenta é um termogênico? Por isso, que tal usá-la para temperar a sua próxima refeição, para acelerar o seu metabolismo? Alimentos com ômega 3 têm a função de combater doenças cardiovasculares e auxiliam na capacidade cerebral, portanto atum, sementes de chia ou nozes não podem faltar no seu cardápio.

Depois destas dicas, é só investir no treino aliado a uma dieta saudável e balanceada, a fim de obter os resultados almejados.

Por Babi

Alimentação e academia


O novo e famoso regime alimentar é considerado muito eficaz para o emagrecimento, sem causar danos à saúde de seus adeptos, aliás, a dieta reforça a saúde. Ou seja, ela é uma forma de emagrecer de forma saudável.

Todos os dias aparecem vários tipos de dietas que prometem emagrecer muito de maneira rápida e eficiente. Atualmente a dieta que está em alta é a chamada “Dieta dos 22 Dias”, também conhecida como “Dieta de Beyoncé”. O programa de emagrecimento já é conhecido em todo o mundo e foi divulgado e popularizado pela cantora americana Beyoncé, por isso também leva seu nome.

O novo e famoso regime alimentar é considerado muito eficaz para o emagrecimento, sem causar danos à saúde de seus adeptos, aliás, a dieta reforça a saúde. Ou seja, ela é uma forma de emagrecer de forma saudável.

A cantora Beyoncé afirma ter perdido depois de um parto, o equivalente a 27 quilos com este programa de emagrecimento, que foi desenvolvido por Marcos Borges, um fisiologista do exercício.

O sucesso da dieta foi tão grande que até virou um livro, cujo nome é “A Revolução de 22 Dias”, produzido pela Editora Alaúde. O prefácio foi escrito pela própria Beyoncé, que lança também uma nova parceria de negócios com um serviço de comidas prontas por encomenda.

A dieta não é difícil de seguir, basta ficar durante 22 dias se alimentando de comidas baseadas em uma dieta vegana, aquela já conhecida onde só são permitidos os vegetais. Assim, a pessoa que deseja emagrecer pode fazer até três refeições ao dia, mas não consumir absolutamente nada de álcool, nada de glúten, nem açúcar, nem leite e seus derivados.

Segundo o criador da dieta o cálculo em que se baseia seu método é, 80%-10%-10% (80% de carboidratos, preferencialmente os mais complexos, 10% equivalente a gorduras e 10% de proteínas) nas refeições. Além disso, o fisiologista aconselha a prática de alguma atividade física por pelo menos 30 minutos por dia e a ingestão de muita água.

Para Borges existe uma grande diferença entre a dieta vegana e a dieta Beyoncé, a base de vegetais, pois na dieta vegana a pessoa não consome nada de origem animal, mas em compensação consome outras comidas muitas vezes supercarregadas de gordura, carboidratos, como cachorro-quente, batata fritas, salsichas, enfim, comidas que não são saudáveis. Por sua vez, a dieta Beyoncé é totalmente baseada nos vegetais, principalmente os integrais, como hortaliças, grãos e frutas, que são benéficos para a saúde, principalmente quando associados a exercícios físicos.

Por Sirlene Montes

 

Dieta dos 22 Dias


A dieta foi desenvolvida com base em três pilares, sendo eles o corte, a medida e a distância.

Existem diversos tipos de dietas que prometem emagrecimento rápido e sem sofrimento. Uma que está muito comentada é a Dieta Ravenna, criada por um psicanalista argentino chamado Máximo Ravenna.

A nova dieta foi desenvolvida com base em três pilares considerados essenciais, o corte, a medida e a distância. Para que o método funcione é indicado acompanhamento de educadores físicos, psicólogos e nutricionistas, atuando em conjunto em centros terapêuticos.

O primeiro pilar da dieta Ravenna é focado no corte de uma alimentação exagerada, feita de forma compulsiva com um número excessivo de refeições ao dia. Já a medida está diretamente relacionada à quantidade de alimentos ingeridos e a distância é um conceito desenvolvido para afastar a pessoa da comida, fazendo o controle da compulsão alimentar.

No método de emagrecimento Ravenna todos os grupos alimentares são permitidos, como gorduras, carboidratos, vitaminas, proteínas e sais minerais. Contudo, alimentos produzidos a base de açúcar refinado e com farinha, os conhecidos carboidratos simples (bolos, massas e pão) devem ser excluídos, por serem constituídos por um elevado índice glicêmico.

Os chamados carboidratos simples causam uma exagerada produção de insulina, que leva a sensação de fome constante. Por isso são excluídos da dieta, pois também não agregam nutrientes que sejam importantes para o organismo. Dessa forma eles são substituídos pelos carboidratos complexos, que são ricos em fibras, que levam a um melhor funcionamento do intestino, refletindo a sensação de saciedade. Entre os carboidratos complexos estão os cereais, os grãos integrais, verduras e frutas. Alimentos extremamente benéficos para a manutenção do corpo.

A dieta Ravenna tem apresentado bons resultados, apresentando uma variação na perda de peso entre homens e mulheres. Dessa forma, a média de perda de peso para homens está entre 7% a 10% do peso inicial, no primeiro mês. Já as mulheres podem perder de 5% a 7% do peso inicial, também no período de um mês. Sendo assim, um homem cujo peso seja de 80 Kilos, pode vir a perder até 8 kg no primeiro mês da dieta, por sua vez uma mulher com o mesmo peso tende a perder até 5,6 kg no mês. Mas considerando que cada organismo possui metabolismo diferente, esses valores podem variar de pessoa para pessoa.

Por Sirlene Montes

 

Dieta Ravenna


Confira aqui algumas dicas de frutas que controlam a fome e ajudam a emagrecer.

Para perder peso é fundamental ter hábitos alimentares saudáveis e uma dieta regular rica em nutrientes e fibras, incluindo carnes magras, verduras, legumes e frutas. No que diz respeito as frutas, as que são ricas em fibras são as mais indicadas para emagrecer, pois auxiliam na saciedade, ou seja, evita os exageros na hora da refeição ou do lanche. A fibra está presente em maior quantidade em algumas frutas e age como um revestimento interno no estômago, impedindo a sensação de estômago vazio. Porém, ingerir fibras não basta para ficar em dia com a balança, é necessário vários outros nutrientes que as frutas nos oferecem, como os que iremos ver a seguir:

As frutas oleaginosas são muito importantes para suprir o organismo de gorduras mono e polinsaturadas, ao contrário do que se pensa, mesmo sendo frutas bastante calóricas, elas são muito importantes para o coração e como anti-inflamatórias, exemplos dessas frutas são: amêndoas, castanha, nozes. Já as frutas secas são uma ótima pedida no quesito fibras, pois possuem este nutriente bastante concentrado, além de serem pouco calóricas e não perecíveis, podemos citar o damasco, uva passa e ameixa. Outra fruta muito rica em fibras é a banana, além de ter uma boa reserva de potássio e vitaminas, o fruto verde é indicado para diabéticos, pois possui amido resistente, que diminui a absorção de açúcares.

A laranja é uma das frutas que se destaca na lista, pois além da grande quantidade de vitamina C, reduz a chance de desenvolver vários tipos de câncer, além do bagaço ser ótimo para o funcionamento intestinal. O kiwi também possui vitamina C e pectina, que faz a importante função de regular o colesterol do sangue para níveis adequados. A manga possui vitamina A, vitaminas do complexo B e C, além de sais minerais, assim como a melancia e essa por sua vez ainda tem propriedades hidratantes devido a porcentagem de água na fruta.

A famosa mexerica, por ser cítrica, possui altos teores de vitamina C, que atuam como antioxidantes no organismo. Podemos citar ainda o melão, que é hidratante e contêm vitaminas do complexo B, também a pera, que possui proteínas, vitaminas, sais minerais e gorduras na região próxima à casca do fruto. Através destes 10 tipos de frutas é possível perceber as variedades de opções para quem quer perder peso sem passar fome, escolha suas preferidas, prepare ao seu gosto e bom apetite!

Fabiana da Rosa.


Saiba aqui o que comer antes de depois de realizar exercícios físicos.

A alimentação é um dos fatores primordiais para que deseja perder ou manter o peso. Mesmo que a pessoa pratique exercício físico com regularidade, é necessário manter também uma dieta saudável e balanceada, como destaca o médico Patrick Rocha, que é especialista em emagrecimento feminino e nutrição. “O exercício físico representa 20%, enquanto a alimentação representa 80%. Ou seja, para obter resultados satisfatórios na perda de peso – é preciso focar em uma alimentação que promova isso de forma saudável, eficaz e definitiva em primeiro lugar”, afirma. Dessa forma, antes de malhar, por exemplo, o mais recomendável é optar por alimentos ricos em carboidratos, como pães – o que confere energia ao corpo.

Os especialistas também orientam comer proteína de qualidade, como ovos, mas o alimento deve estar cozido. Outra opção recomendável é o consumo de peixe, além de frutas, ou mesmo, sanduíches naturais. Lembrando que o mais indicado é comer uma hora antes de praticar atividade física, contudo, é importante consumir alimentos leves e em poucas quantidades.

Após o treino, a indicação é escolher por salada de verduras ou legumes, que pode ser acompanhada por linhaça, atum, etc. Uma boa pedida é consumir sopas e até ovos cozidos.

A vendedora Isadora Lima Freitas, 29, conta que seu rendimento melhorou muito durante os treinos aeróbicos, além da perda notável de peso, após consumir alimentos ideais antes e após os exercícios físicos. “Eu costumava comer chocolate e doces antes de malhar e após o treino não resistia a uma coxinha e outros tipos de salgados. Quando mudei os meus hábitos alimentares, notei melhora nas atividades físicas e, obviamente, também nos resultados”, afirma.

Os especialistas também indicam evitar o consumo de alimentos que não contenham os nutrientes necessários para quem pratica atividade física regular. Em caso de dúvida sobre nutrientes e quais dietas seguir, é importante consultar um nutricionista ou nutrólogo para obter orientação a respeito das melhores opções, no que se refere à alimentação.

Alimentos Integrais

Além da importância em consumir alimentos saudáveis e optar por dieta balanceada, é importante priorizar as versões integrais dos alimentos, segundo o médico Patrick Rocha. “Esses alimentos, de fato, preservam os nutrientes originais do alimento, o que promove saciedade, nutrição e emagrecimento”, afirma.

Por Letícia Veloso


Confira aqui que alimentos você deve colocar e também evitar de colocar na lancheira de seu filho.

Colocar balas, doces, salgadinhos e todo estes tipos de besteira na lancheira dos filhos acaba sendo um dos riscos que causamos a eles. Isso porque eles podem vir a sofrer com diabetes, ter problemas de pressão alta, obesidade e outros problemas que têm se tornado um fardo da nova geração.

Volta às aulas e um das dúvidas principais é sobre a alimentação das crianças. Falta tempo para se organizar e as guloseimas viram rotina.

O que colocar na lancheira

Na hora de montar a lancheira pode parecer difícil convencer as crianças que aquele alimento é gostoso e fará bem a ela. No entanto, com auxílio da professora e das outras mães tudo pode ficar mais fácil.

Nas reuniões alerte as outras mães e pais sobre o alimento correto para as crianças. Com certeza, muitas delas devem estar passando por problemas como o seu em relação ao filho escolher somente guloseimas.

Ao ver os colegas se alimentando de forma saudável, todos os outros seguirão o exemplo. Escolha alimentos como:

– Frutas frescas: Descubra qual delas seu filho mais gosta. Tente fazer um revezamento e envie mais de uma, se possível;

– Sanduíche natural no pão integral: muitas crianças nunca comeram e podem estranhar a princípio, mas procure colocar alface, tomate e cream cheese para aumentar o sabor;

– Bolo simples: não enfeite muito, nada de coberturas e recheios, apenas o bolo com seu sabor original;

– Água de coco: do próprio coco seria ideal, mas as de caixinha podem ajudar;

– Polvilho sem gordura hidrogenada: o importante é mantê-los afastados dos salgadinhos comuns e das gorduras hidrogenadas;

– Frutas secas e oleaginosas: castanhas, nozes, amendoins são ótimo para auxiliar na concentração e ajustar o colesterol;

– Ovo cozido: qualquer dieta decente exige ovo, o cozido dura mais tempo;

– Leite fermentado sem corantes: Yakult é uma ótima pedida;

– Purê de frutas: invente o que for possível para que seu filho coma. Existem purês de frutas prontos, mas veja com atenção sobre adição de conservantes e açúcares;

– Suco de frutas integral: Frutas é a ordem, quanto mais melhor. Evite os sucos de caixinha, em geral são um conjunto de água, açúcar e corantes, o que prejudica a saúde de qualquer um.

O que evitar na lancheira

Alimentos artificiais ou muito gordurosos nunca são boas opções. Os lanches das cantinas e lanchonetes escolares precisam ser revistos recentemente por conta das coxinhas, salgadinhos, doces, balas, etc, o que significa que o melhor é evitar as guloseimas na hora de montar a lancheira.

Gorduras hidrogenadas estão presentes em quase todos os alimentos saborosos, assim como açúcar e conservantes. Leia sempre o rótulo para saber quais são os ingredientes do alimento.

Carol de Castro


Confira aqui uma lista dos principais alimentos que parecem mas não são saudáveis.

Você acha que está comprando um alimento que “diz” ser saudável, mas será mesmo? Nesta matéria você vai ver alguns exemplos que deve pensar um pouco antes de tê-los como saudáveis.

Legumes:

No momento em que for fazer a compra de legumes, o melhor é optar por alimentos frescos e não cortados, pois os mesmos podem perder seus nutrientes.

Refrigerantes Ligths:

O valor nutricional do mesmo não tem boa relevância. Os nutricionistas dão conta que o refrigerante light pode roubar cálcio do organismo devido ao seu alto teor de fósforo.

Barrinhas de Cereais:

Você vai encontrar uma variedade grande destas no mercado. Há dois tipos, aquelas que são ricas em fibra e também retardam a absorção da glicose. Porém, há outras que são ricas em calorias. Fique ligado no rótulo para a composição, além da quantidade de sal e gordura.

Sucos de Caixa:

O suco de caixinha, obviamente, não tem equivalência a um que é extraído direto da fruta. O suco de caixa é rico em açúcares e conservantes, pois o mesmo não pode estragar rapidamente.

Lata de Pêssego em Calda:

As caldas apresentam muito açúcar e, mesmo sendo frutas, é melhor serem evitadas. É melhor o consumo de frutas naturalmente e, se possível, com casca.

Sopa Light Industrial:

Contém poucas calorias, mas muita quantidade de sódio. Como não apresentam bons valores nutricionais ao nosso organismo, não são recomendadas.

O Famoso Miojo:

Contém muito sódio e os nutricionistas apontam que a massa não é nutritiva.

Os Chás de Sachês:

Eles não apresentam os mesmos benefícios frente àqueles que são produzidos de ervas. Os que são feitos de plantas contam com maior quantidade de nutrientes que são benéficos para a saúde e também não têm conservantes.

Os Legumes em Conserva:

Os nutricionistas dão conta que eles perdem muito de seus valores nutritivos e contêm sódio. A quantidade de sódio a ser consumida por dia pela OMS é de duas gramas.

Bolachas ou Biscoitos:

Mesmo nas versões integrais, os biscoitos de água e sal contam com gordura e sódio.


Comer alimentos saudáveis, como saladas, em restaurantes ou levar marmita de casa são algumas opções para manter a saúde no dia a dia do trabalho.

Uma alimentação saudável é necessária não só por questões de estética, mas principalmente de saúde. A vida moderna muitas vezes nos impõe modelos de alimentação completamente desregrados e fora dos padrões necessários para um bom funcionamento do organismo.

Junto com o fator estresse, uma má alimentação pode acarretar problemas graves, como diabetes, colesterol alto e doenças do coração. Para evitar isso é necessária uma revisão no nosso cardápio diário, em busca de falhas ou excessos.

Mas como fazer isso quando temos que trabalhar? Muitas vezes a opção que temos no trabalho pode não ser a mais adequada.

Duas dicas podem fazer a diferença em sua vida: se for comer em um restaurante, prefira as saladas. Geralmente a parte de frios e saladas é oferecida primeiro nos buffets a quilo, e deixam seu prato bem mais barato também! Procure lugares com boa variedade e fuja das tentações! Um cardápio farto de gorduras pode parecer mais atraente a princípio, mas  pode trazer consequências se consumido diariamente. Escapadas são permitidas, mas procure não fazer da exceção uma regra.

A segunda dica é bastante simples: a boa e velha marmita! Há alguns anos atrás, a marmita era vista como um item ultrapassado, mal vista por alguns colegas de trabalho, mas atualmente essa situação já está bem diferente. Além de diversos modelos de marmitas, dos mais diversos tipos,  quase todas as empresas possuem um micro-ondas à disposição de seus funcionários.  Cenário perfeito para quem deseja se alimentar corretamente. Além de poder levar sua comida do seu jeitinho, a marmita é, sem dúvida, a opção mais econômica de se alimentar no trabalho.

O mesmo vale para os lanchinhos: atualmente existem diversas bolsas térmicas, com compartimentos dos mais variados, para que você possa levar seus lanchinhos dos intervalos. É importante pensar nessas pequenas refeições, para que o nervosismo do cotidiano no trabalho não venha a lhe forçar a comer algumas besteiras, destruindo todo o seu esforço nas refeições principais.

Por Patrícia Generoso

Salada

Foto: Divulgação


Se você é um vegetariano, com certeza já deve ter passado por vários questionamentos como: "Você só come salada?", "Mas você come frango pelo menos?" ou "Um pé de alface também possui vida". Você pode até ter sido um desses questionadores. Em todo caso, entenda agora tudo sobre isso:

1. Saiba diferenciar os tipos:

Antes do mais nada, existem alguns tipos de perfis relacionados ao vegetarianismo, e são eles:

– Vegetariano: pessoa que normalmente não come nenhum tipo de carne. Mas, há alguns que ingerem alimentos derivados e de origem animal, tais como ovos e laticínios. Esses são chamados de ovolactovegetarianos ou apenas lactovegetarianos.

– Vegetariano estrito ou vegano: não ingerem nada que provém de um animal. Eles normalmente se alimentam só com alimentos da terra e se recusam a usar até roupas de couro, além de produtos testados em animais, por exemplo.

2. Alimentação vegetariana ou vegana:

Uma pessoa vegetariana ou vegana troca a proteína da carne, considerada uma proteína animal, por proteínas de origem vegetal. Essas proteínas vegetais normalmente derivam-se da soja e de outros legumes que podem ser processados separadamente para ser acrescentado na alimentação, tais como a batata, os cereais, e outros grãos. Hoje em dia ficou mais fácil levar uma alimentação vegetariana. Em grandes supermercados, por exemplo, é possível encontrar congelados e até produtos laticínios de origem vegetal, que há pouco tempo atrás eram inexistentes ou até inacessíveis por grande parte da população. Há ainda restaurantes e pizzarias com diversos cardápios que apresentam alimentação vegana ou vegetariana.

3. Teorias e práticas:

Durante muito tempo, o vegetarianismo e o veganismo foram vistos como pessoas ligadas à alguma seita ou religião, além de dogmas padronizados por uma certa teoria ou filosofia. Pode até ter ser verdade, na maioria dos casos. Além daqueles que se sensibilizam pela causa animal, vale lembrar também que existem pessoas que são adeptas ao conceito para benefício próprio.

Por Daniela Almeida da Silva


Alcançar a beleza perfeita sempre foi o sonho das mulheres, e por que não o sonho dos homens também? Afinal, quando falamos de beleza, associamos a ela a saúde, a disposição, a alegria, a autoestima, etc. Por isso ela é tão cobiçada. Mas, e se pensássemos que dá para alcançar a beleza sem gastar muito? É o que as dicas a seguir vão te ensinar agora, confira:

– Mude sua alimentação de forma radical:

Você é o que você come, certo? Isso vale para os impulsivos de plantão, que atacam a geladeira na calada da noite. Não que isso seja proibido, desde que os alimentos que você ataca sejam saudáveis, claro. Isso ajudaria muito. Exceto se você não gosta disso. No entanto, esse assunto é o objetivo aqui. Primeiro, estabeleça uma dieta, ou o que você quer mudar em seu corpo. Se você quer emagrecer, prefira os alimentos integrais e esqueça os gordurosos, os quais possuem gordura trans e saturadas. Se você quer apenas enriquecer sua alimentação para melhorar seu estilo de vida, então modifique o seu cardápio. Corte alimentos enlatados, pois possuem alto teor de sódio e conservantes. Acresce alimentos orgânicos e lights na sua dieta.

2. Coma menos:

Estudos comprovam que comer menos ajuda a combater os radicais livres presentes no corpo em decorrência de restos de alimentos não expelidos pelo organismo durante o processo metabólico. Além de acelerar o metabolismo e aumentar anticorpos no organismo, comer menos ainda contribui para uma auto-desintoxicação do corpo, pois neste caso estaremos ingerindo somente o necessário, e com isso suprindo os valores diários de uma boa alimentação. É óbvio também que você não deve ficar sedentário esperando que a sua alimentação faça milagres por você. É preciso praticar bastante atividade física para manter o cérebro e o corpo num bom funcionamento e beber bastante líquido para eliminar toxinas.

Enfim, seja rigoroso com a sua alimentação da mesma forma que você é rigoroso com você mesmo.

Por Daniela Almeida da Silva


A refeição saudável precisa estar presente em nosso cardápio na maior parte dos dias, e também seguir a gente na rotina do dia a dia, seja no trabalho ou não.

Para se acostumar com ela, você precisa se abdicar de todas as comidas que não são saudáveis. Isso pode ser difícil no começo, mas veja o que você pode fazer:

1. Programar suas refeições:

Considere programar suas refeições a mesma coisa de programar um cardápio do dia, por exemplo. Em primeiro lugar, lembre-se de comer de três em três horas, que é para que o seu organismo se acostume com a dieta que você está impondo a ele. Em segundo, restrinja tudo o que você quer ou não quer comer, tudo dentro daquilo que você mesmo programou. Em seguida, programe desde o café da manhã ao jantar da noite. Não se esqueça de colocar pequenos alimentos que você come durante o dia nos picos de fome. No final, descubra uma maneira de calcular todas as calorias que você ingeriu durante o dia.

2. Beber líquidos e comer alimentos saudáveis:

Quando falamos em beber bastante líquidos, estamos nos referindo aos sucos naturais e água natural ou filtrada. De acordo com estudos científicos, uma pessoa deve beber o tanto de líquido equivalente ao seu peso e altura, sendo a partir de um litro e meio a dois por dia. Já os alimentos saudáveis também devem variar muito, desde frutas, legumes e verduras, grãos, cereais, sementes, carnes brancas e produtos lights e integrais em geral. Não esqueça também de começar seu dia com refeições leves pela manhã e à noite comer algo integral e com muitas fibras, que é para ajudar o intestino funcionar melhor.

3. Persistência:

A persistência é a chave do sucesso. Não importa o motivo do seu cardápio, é preciso persistir no que você quer que ele faça por você, e não importa o motivo. Estabeleça uma meta para atingir com ele e não tenha medo de começar tudo de novo, se for preciso.

Por Daniela Almeida da Silva


É comum querer comer de tudo quando se está numa festa. Ainda mais quando esta festa te proporciona isso. São doces, refrigerantes e bebidas de todos os tipos, salgados, e diversos outros tipos de comidas. Depois dessas festas, as pessoas sempre se sentem frustradas por terem exagerado muito, e aí entram em uma dieta sem fim. É preciso saber o que deve e o que não deve colocar em sua dieta após essas festas. Para isso, veja o que você pode fazer:

1. Café da manhã:

No café da manhã, prefira sucos naturais sem açúcar ao invés de café e leite. Inclua, iogurte natural, frutas frescas e cereais naturais como granola, linhaça e outros alimentos lights. Nada de massa como aquele velho pão francês, biscoitos e outros tipos. Pode acrescentar uma xícara de chá com adoçante e torradas integrais, se for o caso. Evite comer manteiga, requeijão, queijos gordurosos e outros tipos de frios, como presunto e mortadela, pois eles possuem alto teor de gorduras que são prejudiciais para a saúde e para o coração, sendo capazes de acumular o colesterol e outros tipos de doenças cardiovasculares, além de ser um inimigo para a sua dieta.

Lembre-se de que no café da manhã você precisa comer bem, e comer bem não significa comer muito, mas comer saudável.

2. Almoço:

Você deve almoçar depois de três horas da última refeição, preferencialmente. O seu almoço deve conter carnes brancas grelhadas ou cozidas, salada verde, arroz integral e verduras e legumes cozidos. Evite carnes vermelhas, frituras e muito sal. Outra coisa que você deve evitar é beber líquidos enquanto come. Prefira beber antes ou depois de comer, pois caso contrário, poderá atrapalhar sua digestão.

3. Café da tarde:

Os mesmos nutrientes do café da manhã deve ser repetido nesta etapa. Faça-o de três a quatro horas após a última refeição. Não se esqueça de beber bastante água durante o dia.

4. Jantar:

No jantar prefira uma sopa de legumes sem carne, frutas com cereais ou legumes cozidos. Evite fazer refeições pesadas nessa hora.

Por Daniela Almeida da Silva


A prática de uma alimentação saudável pode colaborar bastante para o bom desempenho do homem durante o ato sexual.

E se você é daqueles que se acha o máximo na cama, mas vive comendo alimentos gordurosos, é fumante e se encontra sempre enchendo a cara com bebidas alcoólicas, este é um bom momento para começar a mudar seus hábitos alimentares, pois o apetite sexual do homem é também influenciado pela sua alimentação.

Existem vários alimentos que contribuem para a saúde sexual do homem e muitos deles podemos encontrar em nosso dia a dia. Estes alimentos contribuem para o aumento da libido (desejo ou impulso sexual), melhoram a fertilidade e ajudam na prevenção de doenças.

A melancia é uma fruta rica em aminoácido citrulina, que contribui para uma melhor circulação do sangue ao relaxar os vasos sanguíneos. Esta substância se encontra em maior quantidade na parte branca da melancia, mas na parte vermelha também ela é encontrada, só que em uma proporção um pouco menor. Ela auxilia na ereção masculina, aumentando a quantidade de sangue na parte genital do homem.

Alimentos como sementes, castanhas, peixes e ostras que contêm um alto teor de zinco também precisam fazer parte da alimentação masculina com certa regularidade, pois nestes alimentos é encontrado este mineral (zinco), que contribui para a produção de testosterona e para o desenvolvimento da qualidade dos espermatozoides. Ainda em relação ao esperma, as sementes de girassol, o azeite e as castanhas, são alimentos que possuem uma grande concentração de vitamina E, e também contam com ácidos graxos, que tem ação oxidante, que melhoram a qualidade do sêmen e aumentam a fertilidade masculina.

Fonte de vitaminas C, a laranja, o limão, o kiwi e o tomate, também contribuem para a produção de espermatozoides sadios. Nos tomates ainda têm o licopeno, uma substância que ajuda a diminuir o risco de um câncer de próstata.  

Com uma grande concentração de vitaminas B, os ovos ajudam a reduzir o stress e também dão estabilidade aos hormônios. Já as pimentas vermelhas, possuem o composto químico capsaicina, que aumento a circulação sanguínea e a temperatura do corpo, liberando endorfinas para a libido.

Alguns alimentos como a banana, o abacate e a aveia quando não ingeridos, podem causar esterilidade e uma diminuição do apetite sexual masculino, por serem alimentos ricos em manganês, um nutriente que colabora para a conservação e a saúde dos testículos.

Além de uma alimentação equilibrada e saudável, praticar exercícios físicos, evitar bebidas alcóolicas e cigarros, dormir de forma adequada e ter momentos de lazer, são hábitos que também podem contribuir para a melhora da potência sexual masculina.

Por André F.C.

Frutas

Foto: Divulgação


Mesmo você estando cansado de ouvir a frase “você é o que você come”, nunca parou para pensar como pode aproveitar essa deixa para melhorar seu rendimento no trabalho? Muitas vezes a correria do dia a dia não nos permite se alimentar corretamente. No entanto, o momento de uma refeição tem que ser sempre priorizada e respeitada.

Ao longo do dia a nossa alimentação deve ser bem fracionada, com uma refeição a cada três horas, no máximo, pois isso evita a queda de glicose e a falta de energia no nosso organismo. Se não for possível essa regra corretamente, então jamais deixe de fazer muito bem as três maiores refeições do dia: tomar um café da manhã reforçado e mais nutritivo, um almoço com uma alimentação balanceada e leve com muitos nutrientes e um café da tarde ou um lanche reforçado, simplesmente para repor as energias após o expediente do trabalho.

Alimentos ricos em gorduras e açúcares devem ser totalmente evitados, pois são difícil de serem digeridos, e podem causar desconfortos no intestinos e comprometer nossa energia. Mesmo assim, prefira o açúcar natural, como a frutose, e tenha sempre uma fruta perto de você. As frutas contêm açúcares naturais que nosso organismo necessita para a porção diária de açúcar no sangue, por exemplo. Outra dica funcional também é ingerir bastante líquidos durante o dia, pode ser água ou um suco natural, no mínimo dois litros por dia, pois ajuda na hidratação do corpo e na reposição de energias. 

Se a sua intenção é melhorar o desempenho e a concentração no trabalho, prefira alimentos como vegetais, sementes, nozes e grãos, pois eles possuem diversas propriedades que contribuem para renovação das células nervosas do corpo.

Quem está querendo ter mais disposição durante o dia, o bom é substituir a xícara de café por uma xícara de chá verde, pode ser na manhã ou durante o dia, pois ele contém menos cafeína do que o próprio café, e acelera o metabolismo, estimulando o cérebro e as funções do organismo a agirem mais rápido. Cereais integrais como o trigo, o arroz, a aveia e a quinua em flocos, bem como a amêndoas e também frutas como maçã e banana, dão muita energia para o corpo e ajudam a manter o pique durante o dia.

Por Daniela Almeida da Silva


Com a chegada da primavera, nada mais oportuno do que aproveitar os benefícios das fores, inclusive na alimentação. Incluir na dieta tais plantinhas, que são mais conhecidas por sua beleza do que por seus poderes nutritivos, pode ser uma boa pedida para quem busca uma alimentação funcional, saudável e ainda por cima, saborosa.

Existem inúmeras espécies comestíveis e algumas delas foram listadas pela nutricionista do Hospital Paulistano, Mariana Thomaz. De acordo com a profissional, flores como Capuchina, Calêndula e Hibisco são riquíssimas em nutrientes.

O Hibisco faz parte da espécie Sabdariffa e possui um potente antioxidante chamado antocianina. O Hibisco pode ser ingerido em chás, estimulando assim a queima de gordura, facilitando a digestão, regularizando o funcionamento do intestino e combatendo a retenção de líquidos. Além disso, o consumo da flor auxilia na diminuição do colesterol ruim.

A Calêndula, por sua vez, é rica em vitamina A e C, possui carotenoides, flavonoides e fitoesterois. De acordo com a nutricionista, ela é uma flor anti-inflamatória, expectorante, analgésica, calmante, cicatrizante e ainda ajuda regular o ciclo menstrual. Vale acrescentar que as pétalas de Calêndula podem ser usadas em sopas, arroz, omelete e  sobremesas.

Segundo Mariana Thomaz, a Capuchina possui altíssimo teor de vitamina C, agindo assim como flor antibiótica e coadjuvante em processos de emagrecimento. Bastante colorida e refrescante, essa flor cai bem em sucos, saladas e finalização de pratos.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Existem alimentos que, apesar de deliciosos, são verdadeiros vilões quando o assunto é perda de peso. Os doces, frituras, chocolate, álcool, queijos gordos, entre muitos outros, se não consumidos moderadamente – e quase nunca são – podem sabotar sua dieta.

Porém, é de conhecimento geral que o organismo necessita de algumas propriedades contidas nos alimentos ricos em açúcar e gordura, por exemplo, que estimulam os receptores cerebrais que são relacionados ao prazer. Mas e aí, o que fazer?

A medida mais inteligente é fazer substituições, de modo a fornecer ao organismo nutrientes que ofereçam a sensação de prazer e ao mesmo tempo não pecar com o consumo exacerbado de calorias.

Os doces, por exemplo, podem ser substituídos por um potinho de gelatina diet, que possui apenas 9 calorias ou um delicioso picolé de frutas, com aproximadamente 65 calorias.

As frituras, verdadeiro perigo para a boa forma, podem ser substituídas por alimentos assados. Os pães e massas integrais são boas substituições das suas versões normais. Petiscos gordurosos podem ser trocados por azeitonas, pepino e cenoura cortados.

Enfim, opções não faltam, basta no momento da compra dos alimentos escolher substitutos mais magros que possam saciar a vontade e ainda, trazer a sensação de dever cumprido.

Nosso corpo reflete o modo como nos alimentamos, portanto, é fundamental ingerirmos alimentos saudáveis, completos, que, além de nos garantir a boa forma, façam com que nossa saúde agradeça.

Por Leni do Vale


Manter a forma nem sempre é uma tarefa tão fácil É necessário criar hábitos para que se tenha uma boa saúde e não exagerar no consumo de alimentos.

Em um país de tanta facilidade com o consumo de comida: fast food, delivery, enlatados e outros mais, é difícil não exagerar, por isso, elaboramos algumas dicas que os ajudarão nessa batalha!

Coma devagar – Nosso cérebro leva de 15 a 20 minutos para processar ao nosso corpo que estamos satisfeitos, se comermos rápido demais, acabamos consumindo mais que deveria;

Faça pequenos lanches de três em três horas – Quando demoramos muito tempo sem comer, exageramos na próxima refeição;

Coma sempre no mesmo horário – Programar a hora e permanecer naquele horário evita que você engorde mais;

Evite tomar algum líquido como suco ou refrigerante nas refeições, pois fica com a sensação de estufamento;

Não coma distraído – Comer enquanto assiste televisão, falar ao telefone ou quando está fazendo qualquer outra atividade é um perigo para manter a forma, então, pare um pouco e preste atenção em quantas colheradas está ingerindo!

Por Adriana Santos

Fonte: Minha Vida


Estamos no outono e a temperatura começa a abaixar. E não há nada melhor que uma sopa para nos aquecer, além de nutrir sem engordar. À noite, o nosso organismo diminui o ritmo das suas funções, queimando menos calorias. Portanto, ele não precisa de tanta energia. Apenas um prato de sopa o mantém alimentado, pronto para relaxar. E quando a sopa "cai" quente no estômago, transmite ao cérebro uma sensação de saciedade.

No entanto, a sopa não deve ser muito incrementada, evite comê-la com torrada, pão, queijo ralado e outros ingredientes calóricos. Use especiarias para dar gosto à sopa pois algumas delas ajudam a perder peso como o orégano, a canela e a pimenta. Misture sempre uma proteína magra como o frango, carboidrato como o arroz ou o macarrão integral e fibras, como o agrião.

Além de proporcionar todos os nutrientes necessários, a sopa contém bastante água, deixando seu corpo hidratado mesmo no frio (quando consumimos menos líquido). Se você não tem tempo para preparar sopas diferentes, faça uma porção grande e deixe congelada. Quando tiver tempo novamente, faça de outro sabor e assim por diante. No final, você terá um sabor para cada dia da semana. O método é infalível e gostoso!

Por Flávia Yoshitani


Já está comprovado que para se viver  bem é preciso ter saúde. Alguns cuidados são fundamentais, como: comer alimentos indicados como proteínas, vitaminas, e carboidratos nas porções certas, beber muito líquido, e praticar muitas atividades.

Mas mesmo tomando muitos cuidados há pessoas que sofrem de alguma doença, com a diabete que deve ser controlada e regulada com alguns cuidados.

É muito importante ter uma dieta sem pular nenhuma refeição, não exagerando na alimentação. Deve-se comer muita fibra, grãos, verduras e legumes diariamente, e evitar o consumo  de gorduras, álcool e açucares.

O tratamento depende do estágio da doença, podendo ser tratado a base do regime utilizando produtos light e diet. E em casos mais avançados é tratado com a insulina injetada no organismo.

Está comprovado que mesmo quem tem uma doença sem cura como a diabete pode ter uma vida feliz, apenas é preciso querer!

Por Anna Rosa Solak


Segundo uma pesquisa realizada, pelo menos metade da população brasileira faz uma refeição fora de casa todos os dias. Para evitar ganhar peso e não ter problemas de saúde, algumas regrinhas nutricionais básicas podem ser seguidas.

Uma refeição equilibrada e feita com alimentos saudáveis deve ser um estilo de vida. Para a grande parte da população que almoça, por exemplo, fora de casa precisa saber que o prato deve conter uma porção de proteína (carne magra é o ideal), uma de carboidrato (arroz, batata e etc) e uma de hortaliças (folhas e legumes).

Os nutricionistas dizem que é bom caprichar na salada e ter porções menores de carne e carboidrato, mas cuidado com os temperos, prefira azeite aos molhos, só não vale exagerar na quantidade e também use pouco sal.

Montar o prato uma única vez é o ideal. Quem repete, costuma abusar da quantidade de comida. Também vale evitar sobremesas muito cheias de açúcar, é melhor substituí-las por frutas, pois estas fornecem ao organismo vitaminas e fibras.

Por Danielle Vieira


Passados o carnaval e as férias, nosso corpo precisa se recuperar dos exageros nas comidas e bebidas. Como ainda estamos no verão, especialistas indicam alimentação leve e saudável. 

Nesse ponto, os alimentos orgânicos podem ser importantes aliados para prevenir a intoxicação alimentar, uma infecção que ocorre com a ingestão de alimentos contaminados por bactérias, vírus ou parasitas podendo ser encontrados nas frutas, verduras e legumes com resíduos de agrotóxicos.

Os agentes mais comuns são as bactérias como a Salmonela e Estafilococos. Toxinas parasitas como vermes e vírus também são outros tipos de agentes comuns. Normalmente esse tipo de intoxicação leva a pessoa a ter um severo desconforto gastrintestinal com os seguintes sintomas: vômitos, diarreia e cólicas abdominais. Procure um médico se surgirem esses sintomas.

No caso dos alimentos orgânicos, além de serem cultivados sem o uso de agrotóxicos ou adubos químicos, são mais nutritivos e protegem a natureza. Isso ocorre porque esse tipo de cultivo protege os lençóis freáticos, a qualidade da água, a fertilidade do solo, a fauna e flora nos locais das plantações.

Atualmente esse tipo de cultivo vem aumentando cada vez mais no Brasil por pequenos proprietários rurais. Segundo dados do site www.natureba.com.br, cerca de 20 mil agricultores familiares participam de projetos que incentivam a agricultura orgânica.

A tendência é que esse tipo de produto tenha seu preço cada vez menor e que tenha maior facilidade de ser encontrado nos supermercados ao longo dos anos.

Por Selma Isis


Com o corre-corre do dia a dia, geralmente pecamos na hora de comer os nutrientes certos na hora do almoço. A alimentação é algo que deve ser levada a sério para podermos enfrentar uma jornada dura de trabalho.

Existem alimentos que agem decisivamente no processo de nutrição do nosso corpo. A batata doce, por exemplo, é muito rica em vitamina C, fibras e potássio.

Já no suco da manga você pode encontrar, além da vitamina C, também a vitamina A.

O iogurte sem adição de açúcar é rico em micro-organismos, proteínas, cálcio, potássio e vitaminas B-6 e B-12.

Os pães centeios são ótimas fontes de fibras.

As folhas verdes como espinafre, couve, acelga e agrião são repletas de vitaminas A, C e K. Além disso, elas possuem luteína (um antioxidante importante), cálcio e ferro, é também um tipo de ácido fólico.

Quem precisa de uma ajudinha no aparelho digestivo, um ótimo remédio para o seu funcionamento regular é consumir bastante abóbora.

Por Thais Cortez


Para viver bem é preciso comer bem e principalmente praticar exercícios.

Cada um deve praticar a quantidade que seu corpo aguentar, logicamente é preciso ter um preparo físico muito bom, com acompanhamento médico. Mas uma coisa é garantida, para toda pessoa há um tipo de atividade física, ou seja, cada um tem a opção de se identificar com algum esporte ou atividade.

O que importa é estar sempre em dia com suas atividades. Médicos recomendam, por exemplo, uma caminhada por dia, ou uma corrida leve.

Atividade física deve ser uma rotina para todas as pessoas, desde crianças até idosos.

Além dos exercícios não podemos esquecer da alimentação, que deve ser bem regulada com muito líquido, proteínas, vitaminas, carboidratos, fibras, etc.

Cuidando da nossa alimentação e do nosso físico, teremos uma vida longa e saudável garantida, sem preocupações. Só é preciso viver e aproveitar cada segundo do nosso dia da maneira mais saudável possível.

Por Anna Rosa Solak


Uma fruta típica de regiões praieiras, a água de coco têm diversos benefícios ocultos além de saciar a sede. A fruta das terras tropicais é uma grande fonte de sais minerais, potássio e diversos outros nutrientes que são perdidos no decorrer do dia e em grande quantidade em atividades físicas.

O líquido tem semelhante composição ao soro fisiológico que tomamos no hospital, por isso possui praticamente os mesmos efeitos: reidrata em caso de diarreia e falta de alimentação por viroses e motivos diversos. Além de proteger contra cãibras, pois possui potássio.

Há um beneficio que muitas mulheres vão gostar: ao ser ingerida entre as refeições, aumenta a sensação de saciedade e diminui a fome. Vale lembrar que a água de coco deve ser utilizada como um complemento nutricional, não no lugar da água, porque contém calorias.

Por Lidianne Andrade


Um dos alimentos recomendados para uma alimentação saudável é o gergelim. Além de incrementar o gosto e o visual de algumas receitas, este alimento também é rico em nutrientes, sendo utilizado inclusive em alguns países, como integrante de uma bebida para aumentar a produção de leite materno.

De acordo com estudos realizados, o gergelim atua no fortalecimento dos ossos, bem como ativador dos reflexos cerebrais, agindo positivamente no sistema nervoso.

A sementinha é rica em manganês, zinco, ferro, fibras, proteínas, vitamina E, entre outros.

O gergelim também atua na dissolução de lipídios como o colesterol, evitando o depósito de gorduras nas paredes dos vasos sanguíneos.

A semente possui ainda uma grande quantidade de fibras, que ajudam na prevenção da prisão de ventre, do câncer de cólon e das hemorroidas.

Por Elizabeth Preático


O verão este ano está sendo marcado pelo calor fortíssimo e, uma das coisas que acabam sendo prejudicadas nessas horas é a alimentação, principalmente para quem trabalha e precisa enfrentar um sol muito forte para ir e voltar da hora do almoço.

Para estas pessoas, e para todos que se preocupam com uma boa alimentação, uma ótima alternativa é adotar a gelatina como sobremesa que, além de refrescante, proporciona grandes benefícios à saúde.

Rica em colágeno, a gelatina é responsável pela manutenção dos ossos, regeneração das articulações e hidratação da pele e intestino. Ela também fortalece as unhas, os cabelos e desacelera o processo de flacidez natural, sendo responsável pelo rejuvenescimento da pele.

A gelatina é leve e, por sua hidratação, repara e prepara o organismo para mais uma jornada de trabalho e ajuda a enfrentar o calor do dia-a-dia.

Se preferir explorar esta delícia em casa, confira aqui algumas receitas deliciosas.

Por Mariana S. Gomes


Fazer com que as crianças tenham uma alimentação saudável nem sempre é tarefa muito fácil, a quantidade de guloseimas e comidas do tipo fast food a que elas têm acesso é muito grande, dificultando a criação de hábitos saudáveis.

Algumas medidas não só podem como devem ser tomada para controlar esse processo de alimentação.

Crie limites quanto à quantidade de guloseimas que a criança pode ingerir, estipule um dia na semana para comer determinado doce ou chocolate, evite fazer lanches e refeições fora de hora, o ideal são 6 refeições diárias.

Incentive a ingestão de verduras e legumes nas refeições principais, substitua os refrigerantes pelos sucos naturais, coloque sempre frutas na lancheira da escola.

Ajude seu filho na educação alimentar, ela é fundamental para o desenvolvimento da criança.

Por Milena Evelyn


Atualmente, as crianças se alimentam muito mal: lanchonetes e pizzarias fazem a festa da garotada! No entanto, os pais devem ficar atentos ao que seus filhos comem, pois a má alimentação lhes acarretará problemas graves na saúde, como a diabetes tipo 2, a hipertensão e a obesidade.

Para tanto, o primeiro passo será mudar os hábitos alimentares dos pais, pois é neles que a criança se espelha. Se é difícil cozinhar em casa, existem legumes e verduras que vêm lavados e cortados. É só cozinhar, temperar e servir.

Monte pratos coloridos. O ideal é dividi-lo em quatro partes: 1/4 do seu prato deve ser composto por carboidratos simples, como o arroz, batata ou massas; 1/4 por legumes e verduras cozidos e crus; 1/4 por proteína animal (carnes, aves ou peixe), mas sem muita gordura e, por último, 1/4 do prato de proteínas vegetais, como o feijão, lentilha ou grão-de-bico. Assim, você terá uma alimentação balanceada, evitará problemas de saúde não apenas em seus filhos, mas na família toda.

Por Flávia Yoshitani


Saúde é um assunto muito discutido nos dias de hoje, mas sem uma significado único. Cada um tem uma definição para viver bem, mas sabemos a verdadeira receita para uma vida saudável, pois ela esta dentro de cada um.

Basta apenas fazer o que te faz feliz seguindo algumas recomendações como  não esquecer dos carboidratos, proteínas, vitaminas, fibras, enfim os alimentos básicos presentes no nosso dia a dia.

Mas para quem quer ter uma alimentação mais correta, ou por ter algum problema de saúde, deve procurar ajuda de um nutricionista, assim as chances de conseguir uma saúde equilibrada serão garantidas.

Mas não é só de alimentos que vivemos, praticar esportes, ler, divertir-se, ter amigos, estar ao lado de quem ama, é assim que somos felizes e vivemos bem.

Não há idade para ser saudável ou para se preocupar com sua saúde, só é preciso querer!

Por Anna Rosa Solak


Uma alimentação balanceada é a chave para uma vida mais saudável, porém muitas pessoas ainda se alimentam de forma inadequada.

A ingestão de determinadas substâncias, ao longo do tempo pode gerar riscos a saúde do individuo.

As gorduras hidrogenadas ou as chamadas “trans” são as mais consumidas, pois podem ser encontrados na maior parte dos alimentos industrializados como os achocolatos, frituras, temperos prontos e nos biscoitos recheados. O excesso dessa gordura aumenta os riscos de doenças cardiovasculares e obesidade.

Os açúcares e adoçantes consumidos em grandes quantidades aumentam o índice de obesidade, diabetes, hipoglicemia e triglicerídeos, até mesmo problemas relacionados à hiperatividade podem estar ligados ao consumo em excesso.

Fique atento às informações presentes nas embalagens dos produtos, evite o consumo de produtos industrializados e ricos em conservantes, prefira alimentos naturais como os orgânicos. Não descuide da sua saúde.

Por Milena Evelyn


Se você se esquece frequentemente de onde deixou as chaves do carro ou aquele documento importante, é preciso rever sua dieta e hábitos de vida. Com o passar do tempo, os radicais livres danificam os neurônios, prejudicando a ocorrência das sinapses, que é o que garante o equilíbrio mental.

Por isso, além de fazer exercícios físicos regularmente, é necessário também manter uma alimentação saudável. Para garantir boa memória, consuma alimentos de todos os grupos alimentares, principalmente gemas de ovos, que contêm a colina, responsável por manter a boa memória.

Carnes, aves, grãos integrais, leguminosas, leites e derivados são ótimas fontes de ferro, que ajuda na memória. E para combater os radicais livres, alimentos com antioxidantes como peixes, frutas e vegetais amarelos, frutas vermelhas e oleaginosas. Um balanceamento desses grupos ingeridos a cada três horas fará com que não apenas sua mente fique saudável, mas também o seu corpo. 

Por Flávia Yoshitani


O mais comum na vida de um universitário é: estágio durante o dia e ir direto para a universidade/faculdade à noite. Pode ser uma coisa boa para o corpo, mas também pode ser péssima, principalmente para a alimentação. Sem muitas opções em lanchonetes, a última refeição da noite pode ser uma verdadeira farra de colesterol e glicose no corpo.

O ideal seria passar em casa antes de ir para a faculdade, jantar e levar uma fruta para o intervalo. Como isso nem sempre é possível, pode-se ao menos escolher o que tiver de melhor no cardápio disponível, e substituir o refrigerante por um copo de suco. O excesso de glicose no sangue a noite pode deixar a pessoa mais ativa, alterando o sono e fazendo com que a pessoa demore mais a dormir.

E que tal trocar o pastel por um sanduíche natural? Boas opções pelo nível de colesterol baixo são peito de frango desfiado, carne fria fatiada, patê de atum com maionese light, e todas as escolhas possuem um sabor excelente, talvez muito melhor que aquele cachorro quente repleto de tudo que o homem já fabricou de enlatado na vida!

Cafés também não vão bem à noite. A cafeína altera o sistema nervoso de forma drástica, e não é lenda! Segundo dicas de nutricionistas, a substância age de forma semelhante a um energético e faz com que o corpo produza mais adrenalina, isso leva a pessoa a perder o sono por algumas horas.

Por Anne Santos


Manter uma alimentação equilibrada é fundamental para a nossa saúde, mas muitas pessoas não costumam se preocupar com isso, principalmente os jovens.

Com o passar do tempo às necessidades do nosso organismo muda, ele começa a exigir uma alimentação mais leve e rica em alguns nutrientes.

Pessoas acima de 60 anos devem ter atenção redobrada com a alimentação, a partir dessa faixa etária o consumo de cereais, legumes, verduras, frutas e derivados do leite deve ser feita de maneira controlada, evitando todo o tipo de excesso.

Para saber exatamente como deve ser a dieta, procure um nutricionista ele saberá quais os alimentos mais indicados para o seu caso.

Portadores de doenças como diabetes, pressão alta ou problemas cardíacos devem ter cuidados especiais com alimentação. Fique atento com a sua saúde.

Por Milena Evelyn


O verão é a estação marcada pelas altas temperaturas, que fazem com que a maioria das pessoas passem a se alimentar menos. Somado com o período de férias, em que é normal sair da rotina, como por exemplo no caso de quem vai descansar no litoral e que passa vários dias na praia comendo sanduíches e petiscos.

Contudo o calor e a má alimentação podem ser prejudiciais para a saúde, especialmente para crianças e idosos. Veja como deve ser feita a alimentação durante o verão.

Segundo a nutricionista Sheila Silva Castro, durante o verão é recomendado tentar deixar a alimentação da maneira mais saudável possível com a substituição de alguns alimentos, dando preferência aos frios, crus ou gelados. De acordo com ela, esta é a época ideal para abusar das saladas, frutas e sucos mais elaborados, como o de abacaxi com hortelã.

Durante o verão, a especialista recomenda evitar o consumo de alimentos pesados, como por exemplo, feijoadas, suflês, chocolates e frituras. Ela também sugere que as refeições devem ser feitas cinco vezes ao dia, em pequenas porções, para estimular o metabolismo e aumentar o gasto energético.

Por Selma Isis


Ter filhos em um relacionamento estável pode ser a maior alegria de um casal. Mas por mais incrível que pareça, em alguns casos isso pode prejudicar certos aspectos da saúde do homem e da mulher. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Reading, localizada na Inglaterra, apontou que os casais que não possuem filhos na relação, têm uma alimentação mais saudável.

Segundo os testes realizados pelos pesquisadores, a ingestão de alimentos como frutas e também as hortaliças nas refeições, se da aproximadamente com 1,5 kg em maior número para os casais que não possuem filhos. Outro ponto que foi destacado é que os pais têm o costume de fazer estoque de produtos como leite e seus derivados, batatas, cereais e também quando vão às compras, a carne não aparece frequentemente na lista.

Por fim, a falta de tempo para ir ao mercado e também elaborar as refeições atrapalha o casal para ter uma boa alimentação.

Por Oscar Ariel


Verão chegando. Quilinhos à vista. Começo da corrida maluca para entrar esbelto (a) na estação mais quente do ano. 

Tudo bem, mas não esqueça que dietas malucas que cortam tudo, não estão com nada e nem te farão emagrecer. O efeito é muito rápido. Você emagrece por uns dias e depois recupera tudo. Seu corpo quando privado dos nutrientes fundamentais acaba por paralisá-lo. A grosso modo é como se faltasse combustível.

Não importa qual seja sua dieta ou intenção de quilos a perder, não elimine de seu cardápio os aminoácidos essenciais. Alimentos como soja, feijão, ovos, carnes, queijos e gelatina são fundamentais na produção de enzimas e vitais ao organismo.

Por Teresa Almeida


Ração Humana é um nome uma quanto que engraçado, meio que feio ou meio que estranho, vamos admitir.

Ainda assim é um dos alimentos mais saudáveis dos últimos tempos. Virou sensação a pouco tempo, mas não parece e nem será uma moda passageira. O farelo proveniente da mistura de aveia, trigo, levedo, quinoa, linhaça, gergelim, colágeno, leite de soja, amêndoas e castanhas é rico em fibras, em vitaminas e em sais minerais.

Não emagrece, de fato. Isso é lenda, mas complementa uma dieta baseada no objetivo de uma alimentação saudável. Se o seu intuito é único e exclusivamente emagrecer é melhor repensar. Não possui um gosto ruim, mas ingerido por um paladar desacostumado pode ser meio intragável. 

Dica: misture com iogurtes, sucos, vitaminas ou salada de frutas.

Por Teresa Almeida


Uma boa notícia para os que vivem em briga com a balança por não conseguirem seguir a risca as dietas rígidas que se impõe ou que lhes são impostas. Na verdade, não só é compreensível esta atitude como também acontece com os profissionais do ramo.

Sabe aquela máxima que diz: "Casa de Ferreiro o espeto é de pau"? É mais ou menos isso mesmo. É o que afirma Michael Pollan em entrevista a Veja desta última semana, dia 24 de novembro.

Pollan que é uma das maiores vozes da alimentação saudável reconhece que é complicado levar um regime ao pé da letra e que nem sempre há uma maneira de manter-se firme na dieta. Afirma, para o alívio de nós mortais, que ele também, inclusive, no início da carreira passava a hamburger todo dia. 

É necessário SIM manter uma dieta e hábitos saudáveis (e em hipótese alguma coma hamburger diariamente), mas não seja tão rígido. Uma dieta não tem como função ser uma tristeza na vida da pessoa. Alimentar-se deveria ser um momento de conjunção com o universo. Ser um prazer, uma dádiva e com certeza ser bem aproveitada. Por isso, um ou outro deslize não mata ninguém.

E pode acreditar, o que te faz engordar não é comer uma batatinha frita um dia ao mês ou quem sabe uma deliciosa fatia de pizza na semana.

Por Teresa Almeida


Alguns alimentos são fundamentais para ter uma vida mais saudável. Dificilmente conseguimos consumir tudo o que falam que é importante, mas algumas pequenas mudanças já fazem uma grande diferença na saúde.

Alimentos que devem entrar na dieta:
Brócolis: por ter muito antioxidante, o brócolis auxilia na prevenção do câncer. Se possível, preparar no vapor para manter as propriedades.
Linhaça Dourada: por ser rica em fibra e ômega 3, a linhaça dourada ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e na redução do colesterol.
Feijão: Contém ferro, proteína e fibra, ajuda na prevenção de anemias.
Azeite: Diminui o colesterol ruim e aumenta o colesterol bom por ter muita gordura monoinsaturada.
Chá Verde: Rico em antioxidante, ajuda na prevenção do câncer.

Por Fernanda T. Sodré


Antes de seguir qualquer dieta é importante manter bons hábitos alimentares no dia-a-dia. Quando se ingere um alimento nem sempre o organismo absorve os nutrientes necessários e essenciais para a saúde. O corpo precisa de alguns elementos específicos para seu perfeito funcionamento, como água, vitaminas, proteínas, minerais, gorduras e carboidratos.

A ausência de qualquer um deles pode trazer sérias conseqüências, mas não basta consumir sem critérios. A alimentação precisa ser balanceada e algumas dicas podem ajudar a ter um melhor aproveitamento dos nutrientes. São elas:

  • Coma de tudo em pequenas porções;
  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos (ou até que se tornem líquidos na boca);
  • Substitua o sal por ervas ou especiarias;
  • Reduza o açúcar e evite bebidas alcoólicas;
  • Nunca deixe de fazer uma refeição ou belisque nos intervalos entre elas
  • Beba de 2 a 3 litros de água por dia, dependendo das atividades praticadas.

Cada pessoa tem um ritmo próprio que precisa ser respeitado e o equilíbrio é a base de uma vida saudável.

Por Rosane Tesch


Todo ano acontece a mesma coisa. As temperaturas vão subindo e os quilinhos extras escondidos durante o inverno sob as camadas de roupas vão ficando evidente. E quem não quer usar um biquini na praia, desfilando um corpo enxutíssimo?

Então estes dois meses que antecedem o auge da estação mais quente do ano são mais do que o momento de entrar em uma dieta para fazer desaparecer as gordurinhas que não deviam estar localizadas no nosso corpo. Apenas uma dica, não apele para as dietas malucas que cortam todos os carboidratos, incluem apenas líquidos ou incentivam a comer apenas folhas na refeições. Também não corte nenhuma refeição do seu cardápio. Pulando o almoço ou o café da manhã, não fará com que seu corpo emagreça e sim adoeça.

Coma corretamente, verduras, frutas, uma colher de carboidrato  no almoço, faça  três lanches ao dia (com gelatina, melão, mamão e barras de cerais) e jante às seis horas da tarde. Eu e a ciência garantimos que você emagrecerá naturalmente. É necessário comer corretamente nos horários já estipulados para fazer com que o corpo comece a fazer o processo de digestão que fará com que todo o metabolismo funcione e como consequência perca peso.

E claro, comendo corretamente, não esqueça dos exercícios! Esta é a melhor dica que um especialista pode dar no quesito dietas, doenças e alimentação saudável!

Por Teresa Almeida (Técnica Alimentar)


Todos nós sabemos que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Mas por quê?

Estudos realizados mostraram que as pessoas que iniciavam o seu dia com um café reforçado, apresentaram melhor desempenho nas suas atividades (escola/trabalho). Pela manhã o nosso organismo está mais predisposto a absorver os nutrientes de forma mais eficaz. Pessoas que costumam pular refeições ou que não têm horários regulados para se alimentar, possuem um déficit em algumas vitaminas e minerais com relação às outras pessoas.

Indivíduos que fazem dieta para redução de peso, devem tomar um bom café da manhã, pois nesse período a atividade metabólica é mais elevada, sendo assim, quem pretende manter o peso saudável deve investir nessa primeira refeição diariamente.

Quando o organismo é privado de alimentos o nível de açúcar no sangue abaixa causando a hipoglicemia, fique atento e evite pular as refeições.

Por Milena Evelyn


Muitos nutricionistas recomendam que as pessoas substituam alimentos processados pelos integrais. A inclusão desses alimentos na dieta é um hábito extremamente saudável que possibilita um maior aproveitamento dos nutrientes pelo organismo.

Os alimentos chamados integrais possuem maior quantidade de vitaminas, minerais e fibras, além de não haver alteração nos valores qualitativos e quantitativos de seus nutrientes. Eles podem ser incluídos na dieta muito facilmente, os cereais são ótimos exemplos, além dele podemos destacar o arroz integral, açúcar mascavo, sal marinho, cereais matinais e também a soja.

A substituição dos alimentos integrais pelos comuns pode ser feita de forma gradativa, de maneira que o organismo vá se adaptando aos poucos a eles, assim como o seu paladar.

Uma excelente opção é a substituição do sal de cozinha comum pelo sal marinho, ele contem minerais e pode ser utilizado normalmente em qualquer prato culinário, e como não sofreu nenhum processo industrial, suas características não foram alteradas.

Por Milena Evelyn


Saber escolher quais alimentos ingerir durante as refeições é uma atitude de vida mais saudável.  Pensando no bem estar e aliando balança e espelho, muitas academias possuem um departamento especializado em nutrição para orientar seus alunos sobre o qual tipo de alimento é mais recomendado para ele.

Se a sua academia não possui esse departamento, não tem problema. Preparamos uma lista de regrinhas básicas que irá ajudar na sua saúde:

  • Coma menos e mais vezes
  • Abuse de frutas, legumes e verduras
  • Beba bastante líquido
  • Escolha carboidratos certos
  • Fique de olho no seu índice glicêmico
  • Não se esqueça das proteínas
  • Reduza o sal
  • Invista em alimentos termogênicos

Seguindo a risca essas recomendações você verá como seu corpo em poucos meses ganhará uma aparência melhor e ficará bem mais saudável.


Comer bastante proteína pode controlar a glicose e o peso. A proteína tem pouco ou nenhum efeito sobre a glicose e também ajuda a controlar a fome entre as refeições.

E, para quem deseja perder peso, consumir mais proteína também evita a queima do tecido muscular para obter calorias, fazendo o peso diminuir mais facilmente.

A boa notícia pode animar as pessoas que gostam de fazer um churrasco no final de semana, mas é importante optar pelas proteínas mais saudáveis, como: peixes e mariscos; aves sem pele; nozes; sementes; queijo branco; leite desnatado ou semidesnatado; ovos; lentilhas, ervilhas; iogurte e feijão (exceto o fradinho).

Por Cláudia Brito


Pães integrais, farinha de aveia, frutas e hortaliças são alguns dos alimentos que uma pessoa pode consumir com frequência para ter uma vida saudável. Entre os alimentos que devem ser evitados, estão: frituras, refrigerantes e pão branco. 

Uma dieta inadequada aumenta o risco de desenvolver síndrome metabólica, diabetes, doenças cardíacas e câncer.

Está provado que consumir mais grãos integrais diminui em 25% o risco de doenças cardíacas nas mulheres e em 18% nos homens, além de reduzir em 35% o risco de diabetes em ambos os sexos. Segundo estudos, apenas seis semanas de uma dieta de grãos integrais podem melhorar a resistência à insulina. O grão integral, que contém o germe e o farelo, é rico em fibras, antioxidantes, vitaminas e minerais. 

Por Cláudia Brito


Na hora de fazer uma dieta o ingrediente essencial é o equilíbrio. Abster-se de determinados tipos de alimentos, como carboidratos ou gorduras, pode trazer graves danos à saúde e gerar o chamado “efeito sanfona” que faz a pessoa perder peso e engordar novamente com muita rapidez.

Cada pessoa precisa conhecer o seu ritmo e, sempre que possível, buscar ajuda médica e especializada. O corpo humano necessita de diversos nutrientes para se manter sadio. Comer pequenas porções várias vezes ao dia é melhor do que fazer grandes refeições poucas vezes.

Entre as principais refeições (café da manhã, almoço e jantar) na chamada ‘colação’ o ideal é ingerir frutas e cereais para contribuir para o bom funcionamento do intestino. 

Por Cláudia Brito


Silenciosa, e aí reside seu grande perigo, a hipertensão arterial é um problema sério de saúde. Muitas vezes passando despercebida, pois seus sintomas nem sempre são claros, a hipertensão serve de gatilho para problemas muito graves, sendo ela muitas vezes a grande responsável por derrames cerebrais e enfartos.

E para cuidar da hipertensão, além de um bom acompanhamento médico com verificações constantes e medição própria, quando for o caso, um dos itens mais importantes é a alimentação. Tanto é assim que a Sociedade Brasileira de Hipertensão conjuntamente com a Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde divulgou dez medidas que todo portador de hipertensão e diabetes deve seguir para ter uma alimentação saudável e, portanto um controle melhor do seu problema, conforme matéria do site Coração Saudável Terra.

Segundo as orientações é necessário estabelecer horários fixos para as refeições que devem ser em número de cinco durante o dia e não devem ser “puladas”. Deve-se consumir preferencialmente verduras, legumes e frutas, principalmente as de coloração forte como verde escuro e amarelo. Consumir alimentos ricos em fibras como leguminosas, cereais integrais como arroz, pão, aveia.

Evite doces, refrigerantes, balas, chocolates e etc. É fundamental e primordial consumir pouquíssimo sal e evitar temperos prontos e produtos industrializados. Substitua o sal por ervas, especiarias e limão e afaste o saleiro da sua mesa. Não consumir gorduras em excesso, assim como margarinas e manteigas. Frituras devem ser evitadas assim como alimentos com gorduras hidrogenadas (leia o rótulo). Preferir sempre carnes magras e alimentos preparados com pouco óleo. De preferência a alimentos grelhados e cozidos. Beber leite desnatado e preferir queijos brancos. Não fumar de modo algum e ser moderado na ingestão de bebidas alcoólicas. Beber sempre bastante água e por fim controlar o peso evitando a obesidade.

Seguindo estes passos alimentares é possível ajudar, e muito, no controle da hipertensão arterial.

Por Mauro Câmara


Certa vez uma jornalista de Manaus, que gostaria de fazer um tratamento para redução de gordura localizada no Rio de Janeiro, iniciou uma longa lista de solicitações e obstáculos para cumprir o tratamento indicado. Sua agenda cheia de seus horários irregulares a impediriam de cumprir a maior parte da programação. O que ela não percebia é que, na verdade, os obstáculos eram uma forma de se sabotar o próprio tratamento, muito comum à maioria das pessoas que querem fazer um tratamento apenas para satisfazer as exigências do mercado.

Muito mais simples e prazeroso é decidir-se por cuidar do próprio corpo equilibrando a alimentação diária. Frutas são sempre uma boa pedida, mas a dica do momento é aumentar o consumo de uvas, sobretudo para as mulheres.

A uva possui propriedades antioxidantes, que combatem os radicais livres, e também regulariza o ciclo e o fluxo menstrual, minimizando os efeitos da TPM. O ideal é que se consuma em torno de 100 gramas por dia, equilibrando o organismo entre um ciclo e outro. Como há uma tendência natural das mulheres à anemia, a consulta a uma nutricionista também pode ajudar na composição de uma dieta diária leve e sem privações, que tanto estressam quem quer aproveitar a vida sem brigar com a balança.

Por Rosane Tesch


Faça média de 6 refeições dia, mastigue bem, beba muita água, coma saladas e frutas e consuma legumes preparados no vapor para melhor aproveitamento dos nutrientes.

Evite:

  • Carboidratos Simples feitos de farinhas refinadas e açúcar.
  • Frituras e empanados.
  • Carnes Gordurosas, como contra filé, costela, sobre coxa e asinha de frango.
  • Queijos gordurosos( mussarela, queijo prato, gorgonzola, queijo fresco integral, queijo minas, parmesão,etc.)
  • Manteigas e margarinas.
  • Embutidos(presunto, mortadela, apresuntado, salsicha, copa, salame etc).
  • Leite e iogurtes Integrais.
  • Arroz(branco), macarrão, pão e massas normais.
  • Cerveja.

Substitua por:

  • Carboidratos Complexos feitos sem açúcar, com farinhas integrais.
  • Grelhados, cozidos e assados.
  • Carnes Magras como peito de frango, alcatra, lagarto, peixes de água fria(atum, salmão, filé de pescada etc). Sempre assados, grelhados ou ensopados e não fritos.
  • Queijos light ( queijo minas light, queijo frescatino, polenguinho light, ricota)
  • Requeijão light, queijo cotage e cream cheese light
  • Peito de peru, blanquet de peru e chester.
  • Leite e iogurtes Desnatados.
  • Arroz, macarrão, pão e massas Integrais.
  • Vinho tinto.

Essas foram dicas feitas por profissionais da área, com o objetivo de uma reeducação alimentar mais rica e saudável.

Por Marcos Tegon





CONTINUE NAVEGANDO: