Dieta Sem Açúcar – Como é, Como Funciona



  

Uma excelente dieta que reduza significativamente o consumo diário de açúcar, será a que promova o progressivo corte dessa substância na alimentação.

O açúcar é uma das substâncias mais essenciais para o bom funcionamento do organismo humano. Está presente na natureza em diversas espécies de vegetais. Consiste em uma espécie de combustível que supre o desgaste de energia. Entretanto, tudo que é consumido em excesso faz mal à saúde. Quando o açúcar cai na corrente sanguínea, o fígado, o órgão que retém esta substância para processá-la, pode ficar sobrecarregado em sua funcionalidade. Deste modo, a quantidade de açúcar em excesso no fígado acaba sendo cambiado em um subproduto chamado ácido graxo, retornando para a corrente sanguínea e acumulando-se no organismo.

Infelizmente essa substância gordurosa flui por todo o corpo, acumulando-se em diversas partes mais superficiais, tais como no abdômen, em volta das mamas e na região glútea. Tipos de alimentos que contém muito açúcar, em geral, são muito prazerosos na degustação e acabam sendo muito consumidos na atualidade. A pesquisa estatística realizada todos os anos pelo IBGE, confirma que pelo menos 50% da população brasileira está acima do peso. Porém, outra estatística confirma que há uma grande quantidade de pessoas que passaram a adotar dietas que dispensam o açúcar ou, ao menos, o reduzem significativamente, confirmando a existência de uma séria preocupação com a saúde, que toca uma grande parcela da população brasileira.

Portanto, o consumo excessivo de alimentos com açúcar pode prejudicar o organismo nos seguintes pontos: na forma estética ou boa forma; intensifica o risco de problemas cardiovasculares que levam à morte; reduz o bom funcionamento dos órgãos internos, torna o sistema imunológico mais vulnerável e aumenta a pressão arterial.

Os problemas de saúde acima citados acontecem em razão de que, na medida em que diversas partes do corpo ficam cheias de ácidos graxos, estes formam camadas de gordura que acabam se alojando em diversos órgãos, tais como o coração, os rins, o fígado. Assim, com excesso de substâncias gordurosas o organismo trabalha de modo menos eficiente, mais lentamente, causando cansaço e outros problemas.

Portanto, entre as melhores recomendações sobre a quantidade de açúcar a ser consumido diariamente está a de que esse consumo não vá além de 10% desta substância calórica, pois esta porcentagem é mais do que suficiente para o organismo processar por dia.





Assim, uma excelente dieta que reduza significativamente o consumo diário de açúcar, será a que promova o progressivo corte dessa substância na alimentação. Entretanto, não se trata apenas de abstinência em relação ao açucareiro. É necessário elaborar uma relação de alimentos que contenham muito açúcar. Os doces em geral devem ser evitados. Ao optar pelos produtos alimentícios que não possuem açúcar, os consumidores certamente sentirão uma diferença na degustação, mas, vale lembrar que, menos prazer, neste caso, é sinônimo de mais saúde.

É preciso ter muita atenção em relação aos produtos que serão selecionados, já que, muitos deles possuem açúcar em sua composição sem que as pessoas saibam. Uma lista dos gêneros alimentícios que precisam evidentemente ser evitados contém: chicletes, balas, chocolates, cookies, pudins, brigadeiros, brownies, sorvetes, bebidas refrigerantes, café especiais com cremes, ou seja, todo tipo de alimentos explícita e altamente calóricos.

É muito importante que as pessoas que decidirem seguir um rigoroso regime de saúde, que tenda a abolir o consumo de açúcar, prestem atenção a uma valiosa dica imprescindível, que se refere aos temperos próprios para alimentos salgados, tais molhos, ketchup, marinadas ou grãos que, em geral, possuem açúcar em sua composição.

Entre os produtos mais recomendados, que substituem o açúcar, estão os adoçantes de diversas marcas. Em geral estes produtos adoçam bem os alimentos ou bebidas preparadas, como o café, sem provocar alteração no grau de glicemia ou provocar acúmulo de calorias. O tipo de substância chamado Xylitol tem sido recomendando por nutricionistas como um excelente substituto do açúcar. O famoso Sorbitol, substância encontrada nas algas marinhas, tem sido utilizado como adoçante. Porém, no caso desta última dica, é recomendável consulta a um nutricionista no sentido de dosar o seu consumo.

Por Paulo Henrique dos Santos

Dieta sem açúcar



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *