Dicas de como fazer meditação



  

A meditação é considerada uma das práticas orientais mais antigas da humanidade. Hoje em dia, muitas seitas e religiões têm adaptado ela em suas atividades cotidianas, e cada uma delas expressam um significado diferente referente à meditação. Uma das práticas mais populares e talvez a mais desejada por todos é a Yoga, que além dos benefícios da meditação, reúne técnicas de respiração que auxiliam não só a mente, mas o corpo, a postura e a saúde em geral. Veja o que você não pode esquecer, caso seja um iniciante na meditação:

1. Não force sua mente para pensar em nada. Apenas feche seus olhos, relaxe, concentre-se e deixe fluir, ouvindo o som da sua respiração ou de algum som de mantra bem baixinho. Pode até ser o tic-tac de um relógio. O importante aqui é o encontro com você mesmo, com o seu Eu interior.

2. A postura ideal da meditação é sentado (pode ser no chão em cima de uma almofada ou numa cadeira com as pernas sem dobrar e os pés no chão), coluna sempre ereta, as mãos uma sobre a outra com a palma virada para cima e os olhos fechados, de preferência. Você também pode arrumar um jeito mais confortável para se concentrar inicialmente, como, por exemplo, olhar fixamente para algum objeto à sua frente, uma mandala, etc.





3. Não deixe se levar por ideias e pensamentos que podem surgir durante a meditação. Pode acontecer também de você começar a sentir algumas inquietações, como coceiras, formigamentos nas pernas, dor nas costas, cansaço, etc. Isso é normal. Mas, o importante é você não desistir, pois estas distrações vão desaparecendo, conforme você for deixando de dar atenção a elas. Observe que quanto mais você tentar reprimir tais distrações, elas tendem a reaparecer, e com mais frequência. A única coisa que você poderá fazer depois de um tempo, é ajeitar mais ou menos a sua postura para se sentir mais confortável.

Por Daniela Almeida da Silva



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *