Clareamento Dental – Verdades e Mitos



  

Confira aqui as principais verdades e mitos com relação ao Clareamento Dental.

É muito provável que você já tenha ouvido falar sobre clareamento dental. Apesar de o assunto ter se popularizado bastante nos últimos anos e de muitas pessoas terem recorrido ao tratamento, ainda existem muitas dúvidas que rodeiam o tema. Pensando nisso e com base na opinião de especialistas, vamos esclarecer o que é verdade e o que é mito com relação a este tema.

O clareamento aumenta a sensibilidade dos dentes?

Em alguns casos sim. Cada pessoa reage ao tratamento de uma maneira. Existem relatos de sensibilidade, no entanto, esta pode decorrer de uma série de variáveis como, por exemplo, desidratação dentária desencadeada pela exposição a temperaturas elevadas (maneira pela qual o tratamento é realizado).

Os cremes dentais de uso diário atuam como clareadores?

Mito. Os agentes ativos de cremes dentais branqueadores são bastante limitados. Eles auxiliam, pela qualidade abrasiva, na remoção de manchas que surgem por hábitos alimentares ou outras questões e por este motivo causam a impressão de estar clareando os dentes.

O clareamento torna os dentes mais fracos?

Mito. O processo de clareamento é bastante seguro e não prejudica a saúde dentária.

Qualquer um pode realizar o clareamento?

Não. Existem condições como gravidez, idade inferior a 15 anos, pessoas alérgicas a algum dos componentes da fórmula utilizada ou ainda aquelas que possuem implantes que não são aconselhadas a realizar o procedimento estético.

“Receitas Caseiras” exercem o mesmo papel?





Mito. Apesar de muita gente acreditar que limão, bicarbonato de sódio, água oxigenada, entre outros, são capazes de apresentar resultados similares ao do clareamento, essa informação não condiz com a realidade.

O clareamento é uma das causas do câncer?

Mito. Não há nenhuma comprovação científica que embase esse tipo de alegação.

Os dentes, com o tempo, tendem a escurecer após o clareamento?

Verdade. Com o passar dos anos, a cor ideal começa a perder forças. Esse tipo de duração costuma variar muito de pessoa para pessoa. Fumantes e consumidores assíduos de café geralmente precisam recorrer a retoques com mais frequência.

Por Beatriz 



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *