Caminhada ajuda a diminuir casos de demência em idosos



  

Recentemente, pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, perceberam que a caminhada pode trazer um benefício extra aos idosos: a diminuição no número de casos de demência em pessoas dessa faixa etária.

Segundo especialistas, isso ocorre porque o exercício aeróbico promove uma melhoria na oxigenação, proporcionando uma maior ativação das funções cerebrais, com menor dano às células nervosas, promovendo a melhoria da memória e da qualidade de vida.

No entanto, antes de começar a praticar caminhada, os idosos precisam fazer uma avaliação física completa com seu médico de confiança, pois existem limitações e riscos individuais para a sua prática.





Após consultar o seu médico e ele o liberar para a caminhada regular, procure usar um tênis confortável e andar em locais planos, sem buracos. Para que a caminhada fique ainda mais agradável, procure chamar seus amigos para lhe fazerem companhia, mas só tome cuidado em evitar praticar a atividade em horários muito quentes.

Por Selma Isis

Fonte: Yolanda Schrank, médica do Bronstein Medicina Diagnóstica.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *