Baixo Consumo de Glúten pode desenvolver Diabetes Tipo 2



  

Pesquisa americana revela que pessoas que consomem glúten tem menos chances de desenvolver Diabetes Tipo 2.

Um estudo realizado por pesquisadores americanos da Universidade de Harvard afirma que há uma possível ligação entre o baixo consumo de glúten e o desenvolvimento de diabetes tipo 2.

Para realizar a pesquisa, os cientistas tomaram por base três estudos, que juntos somam 30 anos de observação. Entre 1984 até 1990 e de 2010 a 2013. Em tais análises, os voluntários responderam a um formulário sobre a frequência e o hábito alimentar a cada dois e quatro anos.

A partir das informações desses estudos, os pesquisadores estabeleceram uma quantidade para os indivíduos consumirem glúten diariamente e perceberam que a maioria deles ingeriu menos de doze gramas. Em outro momento, os cientistas notaram quais participantes desenvolveram a doença com o tipo 2 durante a realização da pesquisa.

A partir dessa análise verificou-se que, aproximadamente 16 mil indivíduos eram saudáveis na produção de insulina, mas passaram a ter o diabetes do tipo 2. Assim, a conclusão é de que os participantes que ingeriram mais a proteína tinham 13% menos possibilidades de tornarem-se diabéticos, em comparação àqueles que se alimentaram com menos de quatro gramas por dia de glúten. Outra observação importante é que essas pessoas que não consumiram muito a proteína, também comeram uma quantidade menos de fibras de cereais, elemento que protege o organismo contra o diabetes tipo 2.

Os cientistas ainda estão avaliando os motivos que justifiquem a maior propensão de desenvolver a doença devido ao baixo consumo de glúten. A suposição dos integrantes da universidade é de que as pessoas que se alimentaram mais da proteína, também tenham ingerido mais fibras.





No Brasil, há mais de 2 milhões de celíacos, ou seja, pessoas que não podem comer alimentos que contenham glúten, pois são alérgicos a ele. Essa proteína é encontrada no centeio, no malte, na aveia e na cevada. Como forma de tratamento, os celíacos fazem abstenção de mantimentos que contenham trigo, os chamados “glútenfree”.

Essa apuração serve de alerta para aqueles que, na tentativa de emagrecer, fazem dieta evitando consumir glúten. A recomendação de parar de se alimentar com essa proteína é exclusivamente para as pessoas cujo sistema imunológico reagem contra o glúten.

O diabetes é uma doença que atinge mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Ela ocorre quando o organismo não é mais capaz de produzir eficientemente a insulina.

Melisse V.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *